Junho/2018 - Revista Condominium 17

jota.2016

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Manutenção

Adeus aos problemas

elétricos

Paisagismo

Hortas comunitárias

promovem interação entre

moradores

Entrevista

Vanessa Queiroz

Ponciano, advogada

especializada em direito

condominial

Dia do

Porteiro

Um histórico da profissão

Ano IV • N°17

Junho 2018

PATRIMÔNIO

Síndico, seu condomínio

está protegido?

Saiba que a contratação

de seguro é obrigatória


DESDE PEQUENAS REFORMAS DE MANUTENÇÃO, PASSANDO POR PROJETOS

DIVERSOS, ATÉ OBRAS DE MELHORIAS QUE VALORIZAM SEU CONDOMÍNIO

A locação garante vantagens para os síndicos,

administradores e construtores. E satisfação para

todos os condôminos.

- Não imobiliza capital para compra ou manutenção de equipamentos

- Disponibilidade e variedade constante de maquinário com qualidade

- Facilidade para organizar e manter orçamento de obras

- Logística de entrega e retirada com muita agilidade


www.elevasul.com.br

|

Com as soluções da Elevasul,

não tem erro

• Quebrar paredes

• Construir guaritas e muros

• Acessar pontos mais altos

• Fazer massa e concreto

• Ampliar a garagem

• Criar acessos especiais

• Arrumar pisos e pátios

• Construir ou reformar uma piscina

• Construir ou reformar quadras esportivas

• Garantir energia na obra

• Compactar e preparar terrenos e canteiros

• Retirar água acumulada

• Refazer o paisagismo do jardim

• Manter o jardim bem cuidado

• Iluminar obras e ações noturnas

• Erguer material de apoio

• Parafusar, prender e soldar peças

• Cortar madeira e metal

• Lavar pisos e áreas diversas

• ENTRE OUTROS PROJETOS


sumário

06 Editorial

08 Notas

14 Principal

20 Decoração

24 Lex

26 Prevenção

30 Segurança

34 Manutenção

38 Paisagismo

42 Gente que cuida

44 Conservação

48 Serviço

52 Perfil

54 Entrevista

58 Radar

04


NA IMPReFIX VOCÊ

ENCONTRA TUDO

PARA PREVENÇÃO

CONTRA INCÊNDIO

• Tubos e conexões

galvanizados

• Registros e válvulas

• Caixas de hidrantes e

cobertura de extintor

• Acessórios para hidrante

• Mangueiras de incêndio

• Motobombas

• Placas fotoluminescentes

• Iluminação de emergência

• Registro de recalque

• Ferramentas e acessórios

• Extintores

imprefix.com.br

Rua Marechal Rondon, nº 352 - Capão Raso - Curitiba

Fones: 41 3248-2189 / 41 3246-2838

E-mail: contato@imprefix.com.br


o Ventilação Eletrosportáteis Eletrodomésticos

, Ibama, CRA PR)

e marcas

-ondas e

desafio.

.

O.

valiações.

.

TO.

Ano IV • N°17

Junho 2018

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

RVIÇOS

editorial

respire MELHOR

Você já se imaginou respirando germes,

fungos, ácaros e bactérias?

Essa é a relidade para aparelhos sem

higienização, uma verdadeira colônia destes

micro-organismos que invadem o ambiente

e podem causar doenças graves como

rinites, sinusites e outras inflamações

respiratórias e até pneumonia.

Contamos COM UMA EQUIPE TREINADA E

PLANOS ESPECIAIS QUE DEIXARão SEU

AMBIENTE CONFORTÁVEL E LIVRE DE DOENÇAS!

PEÇA JÁ UMA VISITA TÉCNICA

E CONHEÇA NOSSOS PROGRAMAS!

www.cooprefrigeracao.com.br

(41) 3524-5715

(41) 99681-7965

contato@cooprefrigeracao.com.br

A Revista do Síndico e dos Condôminos www.revistacondominium.com.br Ano IV • N.17Junho 2018

Manutenção

Adeus aos problemas

elétricos

Paisagismo

Hortas comunitárias

promovem interação entre

moradores

Entrevista

Vanessa Queiroz

Ponciano, advogada

especializada em direito

condominial

Dia do

Porteiro

Um histórico da profissão

PATRIMÔNIO

Síndico, seu condomínio

está protegido?

Saiba que a contratação

de seguro é obrigatória

A foto da capa representa

a segurança nos

condomínios, assunto

abordado em diferentes

reportagens desta edição

Ano IV | Edição nº 17 | Junho 2018

Diretores

Comercial: Fábio Alexandre Machado

Executivo: Pedro Bartoski Jr.

revistacondominium@revistacondominium.com.br

Viver em

sociedade

Nos últimos tempos levamos um chacoalhão por

conta da greve dos caminhoneiros. É claro que toda a

sociedade sentiu com a falta de bens e produtos de primeira

necessidade e que às vezes não nos damos conta

de como eles são importantes. Mas os síndicos tiveram

um desafio imenso nos 11 dias que durou a paralisação:

administrar o uso do gás.

Nesses momentos vemos o quanto as pessoas são

capazes de se organizar pelo bem de todos. Pelo menos

assim esperamos. Não foram exceções os avisos nos

elevadores, emails, e grupos de whatsapp solicitando

racionamento desse produto que se tornou tão precioso.

Esses 11 dias com certeza nos fizeram refletir e rever

alguns valores.

Por falar em valor, dia 9 de junho é comemorado o

Dia do Porteiro, esse profissional tão importante em

um condomínio que acaba se tornando parte da família.

Preparamos uma singela homenagem contando um

pouco da história da profissão. Ouvimos alguns porteiros

e ainda relembramos os que já passaram pelas páginas

da CONDOMINIUM.

Na parte de alerta, trazemos três muito importantes

que podem colocar em risco a vida dos moradores e

a estrutura do condomínio: a revisão dos aparelhos

de gás, a necessidade de impor algumas regras para

impermeabilização de sofás e a manutenção preventiva

da parte elétrica em condomínios. Todos os casos se

encaixam muito bem na máxima “é melhor prevenir do

que remediar”.

Esses são apenas alguns exemplos de como esta

edição está recheada de assuntos relevantes para que

você síndico sinta-se auxiliado na hora de tomar algumas

decisões.

Excelente leitura! Até a próxima.

Departamento Comercial

Marcelo Marcet de Andrade - Teaser Comunicação

Regiane Caetano - GRUPO JOTA

comercial@revistacondominium.com.br

Redação

Editor: Rafael Macedo

editor@jotacomunicacao.com.br

Larissa Angeli

jornalismo@jotacomunicacao.com.br

Projeto Gráfico

Supervisão: Fabiana Tokarski

Fabiano Mendes

Fernanda Maier

criacao@jotacomunicacao.com.br

Depto.de Assinaturas

Cassiele Ferreira

Claci Monegat

Paloma Pereira da Silva

assinatura@revistacondominium.com.br

0800 600 2038

Colaboração

Patricia Munhoz

www.revistacondominium.com.br

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação

da JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação bimestral independente,

dirigida ao público curitibano, síndicos e condôminos da capital paranaense

e Região Metropolitana. A CONDOMINIUM não se responsabiliza

por conceitos emitidos em artigos e colunas assinadas, por serem de

responsabilidade de seus autores. A utilização e reprodução pode ser feita

desde que informada e citada a fonte. A Revista CONDOMINIUM também

não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e

imagens enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade

de seus produtores.

06


Cloro Granulado Concentrado

56% de cloro ativo.

Estabilizado – para resistir à luz solar;

dura mais tempo, mais econômico.

Dissolução rápida – para uso diário ou

a cada 2 dias.

Cloro Granulado Concentrado

65% de cloro ativo.

Não estabilizado – próprio para piscinas

internas (cobertas).

Dissolução rápida – para uso rápido,

diariamente.

®

Cloro Superconcentrado

TABLETES

90% de cloro ativo.

ESTABILIZADO – para resistir à luz solar

dura mais tempo.

Dissolução lenta, próprio para cloração contínua

e automática (dia e noite), nos dosadores GENCO.

E uma linha completa de produtos para tratar bem sua piscina: clarificantes,

algicidas, automatização, análises, oxidantes, limpeza física.

Encontre o revendedor mais próximo acessando: www.genco.com.br


notas

Copa no

condomínio

Imagem: reprodução

A Copa do Mundo da Rússia está aí e todos querem festar,

chamar a família e os amigos para assistir os jogos e fazer muita

bagunça. Mas algumas regras devem ser seguidas para a boa

convivência, como evitar barulho em excesso e o uso das áreas

comuns pelos visitantes. Neste momento festivo, é importante

enviar uma cartilha amigável para os moradores que esclareça

as regras e alerte que haverá multa no descumprimento destas.

Em relação ao salão de festas, se houver muita procura pela

reserva do espaço, a orientação é para que o síndico promova

um sorteio entre os condôminos. Também, é importante que os

moradores deixem uma lista de convidados na portaria.

Perícia

necessária

O perito em engenharia civil pode contribuir no trabalho do síndico,

ao garantir a orientação técnica necessária no intuito de manter o

imóvel seguro e valorizado e pode aprovar rateios e obras, uma

vez que consegue oferecer o suporte técnico. Nos prédios novos,

o perito pode auxiliar levantando informações sobre a qualidade da

construção, na identificação de vícios ocultos na obra, na requisição

da garantia dentro da vigência e na análise dos possíveis riscos de

perda de garantia. Já nos prédios antigos, construídos quando não

era obrigatório a entrega dos manuais de uso, operação e manutenção,

o perito ajuda a identificar o atual estado de edificação,

listar as intervenções necessárias e elaborar os referidos manuais.

Prazo para o

e-Social

Vai até junho o prazo para os condomínios se enquadrarem

no e-Social, sistema de escrituração digital de informações

fiscais previdenciárias e trabalhistas. Síndicos e administradores

pagarão multas em casos de atrasos no envio das

informações dos funcionários e colaboradores que atuam

na área condominial. A medida foi criada devido à necessidade

de passar para a contabilidade as informações dos

funcionários em tempo real.

Foto: divulgação Foto: divulgação

08


Segurança

nunca é demais

Foto: divulgação

Criminosos se disfarçaram de policiais para assaltar apartamento

em Porto Alegre (RS). Essa é uma prática que pode ocorrer em

qualquer lugar, por isso é importante que o porteiro ou mesmo

o zelador certifiquem-se quem realmente é a pessoa que está

querendo entrar no prédio. Para isso, é preciso identificar a pessoa

do lado externo do edifício, verificando a identidade funcional,

além de analisar se possui mandado judicial. Caso se trate de um

chamado de emergência, confirmar a solicitação com o condômino,

tudo isso antes de liberar a entrada. Caso a dúvida persista,

alguém deve acionar a Polícia Militar para que uma viatura vá

até o condomínio para checar o que está sendo informado pelo

suposto agente público.

Não é função

do síndico

Renda

extra

Além das responsabilidades previstas para o cargo de síndico,

esse sempre é chamado para resolver todos os problemas de

um condomínio. Por exemplo, quando o síndico é cobrado por

uma batida de carro entre vizinhos no prédio. O problema maior

é quando o insucesso do síndico na resolução dos problemas

causam cobranças a ele. Em casos de conflitos entre vizinhos, o

síndico deve orientar que ambos conversem e pode até marcar

uma reunião entre os envolvidos, mas não pode nunca assumir

a responsabilidade que é exclusiva dos envolvidos.

A garagem se tornou fonte de renda para moradores de condomínio por

meio da locação para outros condôminos que têm mais de um carro.

Além de ser bom para o proprietário, também há amparo da lei, mas

o locador deve estar atento aos detalhes da convenção condominial

para evitar litígio com a administração. O novo Código Civil diz que

apartamentos, escritórios, salas, lojas e sobrelojas com as respectivas

frações ideais no solo e nas outras partes comuns podem ser locadas

pelos proprietários, exceto abrigos para estacionamentos de veículos

que só podem ser submetidos à locação caso exista liberação prévia

na convenção condominial.

Foto: divulgação Foto: divulgação

www.revistacondominium.com.br 09


notas

Siga as

orientações

A prática de invadir garagens de condomínios e furtar bicicletas

tem preocupado os curitibanos. Além do furto, os bandidos

danificam portões, cadeados, telhas e deixam prejuízos. A orientação

da Conseg (Coordenação Estadual dos Conselhos Comunitários

de Segurança) é que os moradores sempre informem

casos suspeitos à Polícia Militar pelo telefone 190 e à Guarda

Municipal pelo 153. A Conseg também possui alguns grupos de

segurança no aplicativo whatsapp para que as vítimas solicitem

apoio e orientam que os condomínios contratem um seguro para

evitar prejuízos e que os donos dos materiais roubados sempre

procurem a direção do prédio para ressarcimento.

Foto: divulgação

Agora

é lei

Foto: divulgação

Uma decisão da segunda Turma do Superior Tribunal

de Justiça possibilita a penhora de bens de família na

hipótese de execução de dívida originária de despesas

condominiais em que o devedor não indica outros

bens à penhora ou não os possui. No caso de despesa

condominial, ainda que o imóvel seja bem de família,

também é fundamentada na lei.

Pagamento

correto

Síndicos devem ser remunerados pelo papel que estão desempenhando

dentro do condomínio, mas o pagamento deve ser feito

com total transparência e dentro da legalidade, conforme as normas

vigentes. Essa remuneração vai depender do que está previsto na

convenção e a forma correta de se fazer é por meio da folha de

pagamento. Existem três formas: o recolhimento que é quando o

condomínio paga, considerado um contribuinte individual; isenção

quando há isenção da taxa condominial como contrapartida financeira;

e síndico profissional que como pessoa física, o procedimento

será o mesmo que para síndico morador, mas se for como pessoa

jurídica, com Cnpj, deverá emitir uma nota fiscal de prestação de

serviço.

Foto: divulgação

10


SEU CONDOMÍNIO nas

mãos de uma equipe de profissionais

altamente qualificados!

ADMINISTRAÇÃO

CONDOMINIAL

SíNDICO

PROFISSIONAL

CONTABILIDADE

Oferecemos há mais de 11 anos a

síndicos e administradores, maior

tranquilidade, segurança e agilidade

na elaboração do planejamento

orçamentário e dos investimentos

necessários para melhorar a qualidade

de vida dos condôminos.

Conheça o sistema

SINDIGITAL, e otimize

o tempo da GESTAÇÃO

PREDIAL, redução de

CUSTOS e muito mais!

TIRE AS DÚVIDAS DO SEU CONDOMÍNIO

ligue agora, a primeira consultoria

é GRATUÍTA

www.sindigital.com.br

www.rabelocondominios.com.br

Av. Pres. Getúlio Vargas, 2932 - Sala 104 - Água Verde - Curitiba

41 3024.1901 99162-3515 gerencia@rabelocondominios.com.br


notas

Modernizando

Brasileiros criam aplicativo que pode substituir o interfone

em condomínios. Com o Noknox, desenvolvido por Joaquim

Venancio e Alexandre Landim, é possível autorizar ou não a

entrada de visitantes, ser notificado quando encomendas

chegaram e ainda trocar mensagens com os vizinhos. O

aplicativo é para iOS e Android. Como a comunicação é toda

via internet, mesmo de longe dá para participar e saber o

que está acontecendo no prédio. A implementação e o uso

do Noknox são gratuitos tanto para o condomínio quanto

para os moradores. O condomínio não precisará pagar nada;

só é necessário ter acesso à internet na portaria, para que

a interface web seja acessada e controlada pelo porteiro,

administrador ou síndico.

Foto: divulgação

Dívida de

condomínio e moradores

Foto: divulgação

A dívida de um condomínio pode ser cobrada de seus condôminos,

mesmo dos proprietários que compraram os imóveis em

um momento posterior ao reconhecimento do débito e ainda

que as moradias sejam consideradas bens de família. Essa foi

a determinação do STJ (Quarta Turma do Superior Tribunal de

Justiça) após a análise do caso de um morador que recorreu

à justiça contra a penhora do apartamento, que garantiria o

pagamento da dívida condominial.

Cuidados com o

ar-condicionado

O uso do ar-condicionado em condomínios precisa seguir alguns aspectos

jurídicos, pois a utilização desses equipamentos deve estar de acordo com

o projeto arquitetônico e as regras do empreendimento. Alguns fatores podem

impedir a instalação, como modificação da fachada e outros aspectos

que coloquem em risco a estrutura do prédio. Um engenheiro eletricista

deve fazer uma análise que dirá se o condomínio pode ter um acréscimo

de carga que não comprometa a fiação elétrica. Também é recomendado

que um engenheiro civil informe se a instalação do ar-condicionado não

causará danos à estrutura do prédio. Outro fator é o gotejamento provocado

pelo equipamento, pois a água que sai do dreno pode pingar na sacada

do vizinho.

Foto: divulgação

12


AGILIDADE

ASSESSORIA COMPLETA NA

GESTÃO DO SEU CONDOMÍNIO

COMPETÊNCIA

TRANSPARÊNCIA

TODOS OS DOCUMENTOS NO SITE E NO APLICATIVO,

PARA VOCÊ ACOMPANHAR TUDO O QUE

ACONTECE NO SEU CONDOMÍNIO

cmpremium.com.br

41 3023.9033 41 99817.6761

comercial@cmpremium.com.br

Rua Desembargador Motta, 3562 • Mercês • Curitiba/PR


principal

Dia do

porteiro

ESPECIAL DE PATRICIA MUNHOZ

EM 9 DE JUNHO É CELEBRADA ESSA

PROFISSÃO. A REVISTA CONDOMINIUM

PREPAROU UMA HOMENAGEM A ESSA

FIGURA TÃO IMPORTANTE NOS EDIFÍCIOS

Fotos: divulgação

14


ANTÔNIO DOS

SANTOS É

PORTEIRO HÁ 18

ANOS E ADORA A

PROFISSÃO

www.revistacondominium.com.br 15


principal

S

er porteiro é muito mais do que controlar

a entrada e saída de pessoas no condomínio.

A relação desses profissionais

com os condôminos e funcionários não raro

costuma extrapolar o lado profissional e chegar

a uma verdadeira amizade.

Dia 9 de junho é comemorado o Dia do

Porteiro. Um fato curioso é que dia 29 de junho,

é celebrado o dia de São Pedro consagrado

como o Porteiro do Céu. Devido a isso, muitos

acreditam que essa deveria ser a data de

comemoração escolhida. No Rio de Janeiro, há

uma lei de 1975 que decreta e oficializa 25 do

mesmo mês como Dia do Porteiro. Controvérsias

a parte, o fato é que o dia 9 foi o escolhido

nacionalmente e em relação ao mês, temos um

consenso: junho. A data foi definida pela Federação

Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores

de Edifícios e Condomínios.

Mais do que cuidar do bom funcionamento

dos prédios comerciais e residenciais, esses

profissionais cuidam das pessoas. É ele que

zela pela ordem e segurança do local, que

recebe e distribui correspondências, sempre

tem informação sobre algo que está acontecendo

no prédio e ajuda os visitantes. Além

disso, é aquele que socorre com as compras,

ajuda com os objetos pesados, abre a porta

quando estamos com as mãos cheias. Enfim,

aquele que está ali de prontidão para ajudar

os condôminos.

ORIGENS

Nos tempos da monarquia de Portugal e

do Brasil existiam despachos públicos dos reis

para louvar esta função quanto ao serviço da

Casa Real, pois a profissão era muito valorizada.

Na época, o porteiro vigiava as áreas públicas

e privadas, para prevenir, controlar e combater

delitos como roubos, porte ilícito de armas e

munições, entre outras irregularidades.

Na França utiliza-se o termo concierge para

designar a pessoa responsável por orientar os

hóspedes e, também, prestar informações

sobre os mais variados aspectos da cidade,

tudo para proporcionar aos hóspedes uma

estadia agradável.

Todas essas características continuam entre

Mais do que cuidar do

bom funcionamento

dos prédios comerciais

e residenciais, os

porteiros cuidam das

pessoas

as funções do profissional hoje em dia: manter

a ordem, a tranquilidade e fazer com que as

pessoas se sintam bem. Nem que seja, às

vezes, pela pronunciação de um simples bom

dia, que pode até mesmo mudar o humor e

alegrar a manhã daqueles condôminos que

estão mais para baixo.

PORTEIROS EXEMPLOS

Ser porteiro não é uma tarefa simples, por

isso é preciso ter amor pela profissão. Vandeiu

do Espírito Santo é um exemplo de profissional

muito feliz com a função que escolheu. Ele

gosta do que faz e, principalmente, das pessoas

que conhece. “Fiz muitas amizades aqui”,

comenta o porteiro que trabalha há 23 anos

no Edifício Santo Agostinho, no bairro Cabral.

Todo dia, ele pega ônibus e vai do bairro

Fazendinha até o prédio. O trajeto é longo

e demorado, mas, mesmo assim, ele tem

preferência por essa função do que qualquer

outra profissão que já exerceu. Este ano, ele

completou 56 anos e já pediu a aposentadoria,

mas afirma que não pretende parar de trabalhar.

Além de gostar do que faz, ele acredita

que ter uma renda extra é necessário.

Na mesma linha, Rubenique Pereira desenvolve

o trabalho com amor e não poupa na

simpatia, segredo para lidar com as pessoas.

16


Ele trabalha no Condomínio Country Park e desde

os 18 anos tem essa profissão. Atualmente

com 36 anos ele dedicou metade de sua vida

às portarias.

Para ele ajudar as pessoas é a melhor parte,

e conta que é fundamental estar sempre pronto

para o que precisar, seja para ajudar os mais

idosos com tarefas do cotidiano ou carregar

sacolas do mercado. Ele ainda destaca, todo

orgulhoso, que nunca faltou um dia sequer

de trabalho, “não importa a escala, pode ser

aniversário ou até mesmo virada de ano, estou

sempre presente”.

Antônio dos Santos é outro exemplo de

porteiro que adora o que faz. Ele trabalha em

um condomínio residencial no bairro Batel. Ele

entra às 7h da manhã e já começa o serviço,

pois além de porteiro também é zelador. Precisando

de uma ajuda é só chamar Antônio, “até

a porta conserto”.

Ele é porteiro há 18 anos e afirma que gosta

do que faz. As pessoas passam pela portaria,

dizem bom dia para Antônio, mas ele observa

que todos estão sempre correndo. Ninguém

tem tempo para bater um papo, “só no final

de semana que converso com os moradores”.

PISO DA PROFISSÃO

Porteiro, vigia ou garagista:

R$ 1.283,19

Porteiro folguista ou vigia

folguista (com jornada de

seis horas diárias e 36 horas

semanais): R$ 1.049,89

Fonte: Sindcom (Sindicato dos Empregados

em Condomínios e Edifícios Residenciais e

Comerciais em Curitiba e

Região Metropolitana)

PORTEIRO EFICIENTE

Confira algumas dicas para desempenhar um trabalho

exemplar

• Cumprimente seus colegas de trabalho e moradores;

• Uma boa aparência contribui para um ambiente de

trabalho harmônico, por isso, esteja

sempre bem vestido;

• As regras de segurança devem ser cumpridas de

maneira rígida;

• Qualquer abordagem deve ser feita com

delicadeza e educação;

• Não abra exceções quanto à entrada no condomínio e

sempre identifique as entradas e saídas de visitantes;

• Fique atento às movimentações externas;

• Não comente sobre a rotina do condomínio nem

mesmo com conhecidos;

• Sempre que cometer um erro, não tenha

medo de comunicá-lo e discutir o que

levou a ele com seu gestor.

www.revistacondominium.com.br 17


principal

CONFIRA ALGUNS PORTEIROS QUE

JÁ ESTAMPARAM AS PÁGINAS DA

CONDOMINIUM NA EDITORIA PERFIL AO

LONGO DESSAS 17 EDIÇÕES:

A RESPONSABILIDADE DE

UM PORTEIRO É MUITO

GRANDE. NO CONDOMÍNIO,

SOMOS UMA PIRÂMIDE. UM

DEPENDE DO OUTRO PARA

QUE TUDO ESTEJA EM PÉ”

ESSE EMPREGO ME

PROPORCIONOU TUDO QUE

TENHO. JUNTO COM MEU

MARIDO CONSEGUI COMPRAR

UM APARTAMENTO, UM CARRO

E PAGAR O ESTUDO DE NOSSOS

FILHOS”

Ana Marli Junges, porteira há 11 anos

para a CONDOMINUM 13

Sandriana da Silva, porteira há 1 ano

para a CONDOMINIUM 11

ADORO CONVERSAR E

CONHECER AS PESSOAS.

TORNEI-ME PORTEIRO

APÓS SER DEMITIDO DO

MEU EMPREGO ANTERIOR,

E AMEI A FUNÇÃO”

CONSIDERO-ME ALÉM DE

PORTEIRO UM POUCO MAIS,

POIS TENHO CURSOS DE DEFESA

PESSOAL. TEMOS QUE GARANTIR

A SEGURANÇA, AFINAL

CUIDAMOS DE UM PATRIMÔNIO”

Joel Pinheiro, porteiro há 14 anos em

entrevista para a CONDOMINIUM 5

Hélio de Assis Ortiz, porteiro há 16 anos em

entrevista para CONDOMINIUM 2

18

EM TODO MEU TEMPO DE

TRABALHO PASSEI POR MUITAS

HISTÓRIAS ENGRAÇADAS

QUE LEMBRO E RIO SOZINHO.

PREFIRO GUARDÁ-LAS

NA MEMÓRIA PARA NÃO

COMPROMETER A PRIVACIDADE

DOS CONDÔMINOS”

Norival Gonçalves de Jesus, porteiro há

24 anos para a CONDOMINIUM 6

MUITOS PACIENTES DOS MÉDICOS CHEGAM

NO PRÉDIO DE CADEIRA DE RODAS E

MULETAS. TENHO MUITO PRAZER EM

AJUDAR TODOS. SOU CONHECIDO COMO

O PORTEIRO QUE NÃO FICA SENTADO,

PORQUE SEMPRE CEDO MINHA CADEIRA

PARA ALGUÉM”

Felicio Bittencourt, porteiro há 8 anos para a

CONDOMINIUM 12


Slim Persianas é uma fábrica referência

em qualidade e modernidade que combina

perfeitamente com seu ambiente

e estilo de vida.

Conheça nossos produtos em

www.slimpersianas.com.br

e encontre uma revenda mais próxima.

Rua Cezinando Dias Paredes, 342 - CEP 81730-090 - Boqueirão

(41) 3085.1700 - Curitiba/PR | vendas@slimpersianas.com.br P ro t ege e dec o ra


decoração

Sacada

integrada

COM O FECHAMENTO DO ESPAÇO, É POSSÍVEL

CRIAR UM NOVO AMBIENTE NA VARANDA

Fotos: divulgação

tualmente é um grande desejo e também

uma tendência apartamentos com

A

sacada. Porém, ter este espaço e deixá-lo

totalmente aberto limita o uso devido a diferentes

fatores como chuva, frio, poeira e barulho.

Desta forma, cria-se a necessidade de envidraçar

ou fechar a sacada podendo assim realmente

aproveitar este espaço, transformando uma área

que muitas vezes é pouco utilizada em um novo

ambiente totalmente integrado à residência.

20


O tipo de envidraçamento mais adequado

principalmente para condomínios é o sistema

conhecido como cortina de vidro. “Este é o que

menos agride a fachada e consegue dar um

ótimo acabamento da área envidraçada”, afirma

Anderson Amorim, gerente comercial da Fine

System. “A cortina de vidro protege o novo ambiente

deixando-o mais confortável em dias frios

e chuvosos além de reduzir o barulho que vem da

rua devido ao trânsito das grandes vias”.

Ao envidraçar a sacada, você pode criar um

novo ambiente como varanda gourmet, jardim de

inverno, sala de leitura, enfim, o céu é o limite. Em

caso de apartamentos ou residência pequenas é

possível integrar totalmente o ambiente criando

uma sala de jantar, televisão, estar, home office.

O TIPO DE ENVIDRAÇAMENTO

MAIS ADEQUADO

PRINCIPALMENTE PARA

CONDOMÍNIOS É O SISTEMA

CONHECIDO COMO CORTINA

DE VIDRO

www.revistacondominium.com.br 21


decoração

10 benefícios

pós-envidraçamento da sacada

VALORIZAÇÃO

ESTÉTICA DO AMBIENTE

O sistema integra os ambientes dando

leveza e sofisticação. A sacada envidraçada

amplia o valor monetário do imóvel, pois

conta como um novo cômodo;

1 4

2

3

TRAVAMENTO COM

CHAVE DE SEGURANÇA

O sistema possui travas com chave que

impede acidentes com crianças e garante

maior segurança, deixando o ambiente

totalmente protegido para os pequenos

se divertirem;

PROTEÇÃO CONTRA AS

INTEMPÉRIES

É possível aproveitar a sacada independente

do clima. Com a cortina de vidro,

ela estará protegida de chuva, vento, frio,

poeira, além de reduzir os ruídos externos;

5

6

PRATICIDADE PARA O

MANUSEIO E LIMPEZA

Para fazer a limpeza não é preciso debruçar

sobre o guarda-corpo ou projetar o

corpo para fora, pois o sistema abre para

o lado de dentro da varanda. A cortina de

vidro, quando fechada, ainda ajuda a evitar

o desgaste dos móveis e da decoração da

sacada;

SEM ESQUADRIAS VERTICAIS

OU VIDROS SOBREPOSTOS

Os painéis de vidros são posicionados

lado a lado sendo divididos com felpas

adesivas não tendo de forma alguma vidros

sobrepostos ou perfis de alumínio entre os

vidros para vedação, o que permite uma

vista panorâmica;

MAIS ESPAÇO EM SUA

RESIDÊNCIA

Com a sacada envidraçada, existe a

possibilidade de aumentar o espaço útil da

unidade, transformando-o em um jardim de

inverno, varanda gourmet, sala de jantar,

home office, brinquedoteca;

22


PROJETOS

PERSONALIZADOS DE

ACORDO COM O PADRÃO

DO CONDOMÍNIO

Os projetos não alteram a fachada do

condomínio, ao contrário, modernizam o

ambiente. O morador tem uma vista panorâmica

sem perder a visibilidade, luminosidade

e pode manter as características

atuais da sacada;

7 9

8

PERSONALIZAÇÃO DO

SISTEMA EM SUPERFÍCIES

ANGULARES, CIRCULAR

E PLANA

Pode ser projetado para se adaptar a

qualquer situação, sacadas em ângulos, redondas

e com alturas diferentes na mesma

sacada. Sendo feito a adaptação que mais

trará comodidade para o seu uso;

10

DECORAÇÃO E DESIGN

O envidraçamento de sacadas proporciona

um toque moderno ao ambiente, permitindo

uma grande variedade de opções

para decoração e design;

ABERTURA TOTAL DO

VÃO LIVRE OU AMBIENTE

Nenhum espaço é perdido. Os vidros

podem ser abertos totalmente, com isso,

em dias quentes e agradáveis é possível

deixar a sacada como era antes de ser

envidraçada, ou parcialmente, o morador

que define o quanto de abertura quer ter.

Informacões:

www.finesystem.com.br

www.revistacondominium.com.br 23


Lex

Aluguel

por diárias

O

Airbnb começou no Brasil em 2012, e a plataforma

de locação por diária funciona através de um site

especializado nessa modalidade de hospedagem.

Com a difusão dele pelo país, é natural que cada vez mais

condôminos coloquem suas unidades nesse tipo de locação.

O problema é que isso vem tirando o sono de síndicos e

moradores, gerando muitas discussões sobre o que é legal

ou não em matéria de hospedagem e consequentemente,

disputas judiciais.

A locação residencial é regulada pela Lei 8.245/1991, que

prevê duas modalidades, a locação comum por mais de 90

dias, feitas por contratos longos e a locação por temporada,

essa de até 90 dias. Importante ressaltar que a locação pelo

Airbnb não se enquadra em nenhuma delas. Segundo o artigo

1° da lei, outros acordos devem ser regulados pelo Código

Civil ou leis específicas. Neste caso ele deve ser regulamentado

pela Lei 11.771/2008, lei de hospedagem para turismo.

Essas locações por diárias são exclusivas de meios de

hospedagem e representam uma concorrência aos hotéis,

flats e pousadas. Hospedagem é modalidade exclusiva de

estabelecimentos devidamente regulamentados para esse

fim. E essa prática desvia a finalidade do condomínio, que

é precisamente residencial e denota uma prática comercial

de atividade hoteleira.

A prática do Airbnb também pode vir a ameaçar o sossego,

segurança e os bons costumes, pois a lei (art. 1336, inciso

IV, do Código Civil) determina como dever do condômino dar

as suas partes a mesma destinação que tem a edificação, e

não as usar de maneira prejudicial ao sossego, salubridade e

segurança dos moradores, ou aos bons costumes. O condomínio

residencial não comporta essa modalidade hoteleira.

Esse verdadeiro serviço hoteleiro, acaba por gerar grande

rotatividade de pessoas estranhas ao ambiente residencial

familiar condominial. Importante salientar que em grande

O QUE É E COMO LIDAR COM

O AIRBNB NO CONDOMÍNIO

parte das vezes a locação é feita por turistas estrangeiros

sem fluência na língua nacional e que desconhecem as regras

do condomínio e não seguem o mesmo o regimento

interno e convenção, não estando cientes de seus direitos

e deveres naquele local, o que traz grandes transtornos à

vida condominial.

Pela Lei de Locações, não é permitida a hospedagem por

diária, por cômodos, com caráter evidentemente comercial.

Se o condomínio tem a finalidade de uso residencial, a lei

determina que os condôminos não possam dar destinação

diversa à sua unidade.

Na justiça brasileira já existe decisões contrárias ao

Airbnb, formando jurisprudência para novas demandas. A

principal fundamentação usada é justamente o desvio de

finalidade do edifício, a segurança e o sossego dos demais

moradores. O entendimento dos juízes é que a locação por

diária é exclusivo de meios de hospedagem.

A única forma de regular o Airbnb em condomínios,

seria mudar a destinação do uso do prédio, o que exige a

unanimidade dos condôminos, nesse caso o condomínio

deixaria de ser residencial, de acordo com o artigo 1351 do

Código Civil Brasileiro.

De qualquer sorte, sendo o assunto polêmico, sempre

deve ser levado à assembleia do condomínio, principalmente

para sanar todas as dúvidas, primando pela total transparência,

imparcialidade e boa-fé.

Advogado Luciano de Souza, da CM Baiak Advogados

Associados, Especializada em Direito Condominial

24


Quem lê

enxerga

mais longe.

• moda

• entrevistas

• bem-estar

• entretenimento

• test drive/ride

• esportes

• cultura

• decoração

• gastronomia

revistavoi.com.br

RevistaVOiCuritiba


prevenção

Impermeabilização

profissional

A EXPOSIÇÃO AO SOL E CHUVA

DAS ÁREAS EXTERNAS DO EDIFÍCIO

PODE DIMINUIR A VIDA ÚTIL DA

DECORAÇÃO E DE EQUIPAMENTOS. A

IMPERMEABILIZAÇÃO PROFISSIONAL

É A SOLUÇÃO PARA ESSE PROBLEMA

Fotos: divulgação

26


s áreas úteis externas dos condomínios

têm sido usadas cada vez mais por

A

moradores como espaço de descanso

e lazer em família. Diversos itens decorativos

são usados para transformar esses locais em

ambientes agradáveis, como decks de madeira

e até jardins de inverno.

É comum que tais recintos sejam constituídos

de madeira, concretos ou tijolos, e que sejam

decorados com plantas e jardins, e em certos

casos, que tenham uma piscina ou churrasqueira

para reuniões de final de semana.

www.revistacondominium.com.br 27


prevenção

Mas um fator extremamente importante -

e que muitas vezes passa despercebido - é a

exposição da área externa sob sol e chuva. A

alternância de calor e frio provoca movimentos

contínuos de expansão e retração no interior da

estrutura, o que corrói a dureza do aço acelerando

o envelhecimento de toda armação.

Com o interior do local danificado, muitas

vezes os danos não são percebidos a olho nu

até que a estrutura aparente algum dano ou

fissura sério. Para resolver esse problema, a impermeabilização

surge como aliada de síndicos

e administradores para proteger o patrimônio

do condomínio.

A impermeabilização de áreas externas tem

como objetivo impedir a passagem indesejável

da água e vapores, contendo ou dirigindo para

o local desejado, como ralo ou tubulações para

o escoamento. A falta desse serviço apresenta

consequências indesejáveis como goteiras, vazamentos

e infiltrações, além de rachaduras e

de danos à pintura de paredes.

Fundada em outubro de 2000 com o intuito

de atender condomínios e pessoas físicas com

reparos, pinturas e manutenções hidráulicas em

Curitiba e região metropolitana, a Testil Pinturas

e Reformas é uma das empresas mais experientes

no setor de impermeabilização e traz para o

consumidor um serviço diferenciado e com foco

na excelência.

O primeiro passo para a impermeabilização

do local é a análise do ambiente visando a posição

do sol, do vento e do acúmulo da chuva. A

seguir vem a limpeza da área. Por fim, após se

certificar que a água não irá penetrar por debaixo

da manta, vem a aplicação da impermeabilização

de áreas externas. Vale mencionar que os produtos

e os materiais são específicos para cada

28


A impermeabilização

de áreas externas tem

como objetivo impedir a

passagem indesejável da

água e vapores

tipo de ambiente. “Realizamos esse serviço em

fachadas, rejuntamentos, usando produtos hidrofugantes

evitando quebras de pisos. Também

disponibilizamos a aplicação de manta aslfática”,

explica Delvício Fernandes, proprietário da Testil.

A Manta Asfáltica citada por Fernandes é um

material impermeabilizante pré-fabricado a base

de asfalto modificado com polímeros estruturado

com poliéster pré-estabilizado, ou filme de polietileno

de alta densidade, bastante eficiente em

altas temperaturas. É um dos melhores produtos

para impedir infiltrações.

Além disso, a Testil fornece todo o apoio

técnico necessário após a instalação da manta.

“Também realizamos a vistoria preventiva. O

síndico pede uma visita, realizamos um laudo

técnico a partir de avaliações como fatiamento de

uma fachada, teste de percussão e identificação

de pontos de infiltração”, conta.

®

impermeabilizações

a testil oferece soluções a

seu condomínio que trazem ECONOMIA

E RESPEITO AO MEIO AMBIeNTE

• Pinturas prediais

• Impermeabilizações

• Manutenção hidráulica

www.testil.com.br

• Reformas em geral

• Troca de telhados

(41) 99157 4177 (41) 3229 3359

contato@testil.com.br

www.revistacondominium.com.br 29


segurança

30


Seu prédio está

protegido?

Foto: divulgação

CONTRATAÇÃO DE SEGURO É LEI EM CONDOMÍNIOS

magine a cena a seguir. O morador de uma

unidade contrata uma empresa especializada

em impermeabilização de sofás. O

I

serviço é realizado e os profissionais vão embora.

O morador liga o fogão. O apartamento

explode, destruindo todo o conteúdo, estruturas

da construção e causa sérios ferimentos

ao morador. Agora observe o laudo: o produto

utilizado na impermeabilização volatilizou e

incendiou-se quando o fogão foi acionado.

Parece cena de filme, mas não é. Esse

caso aconteceu em um condomínio de Curitiba

assegurado pela Sektor Corretora de Seguros.

A explosão causou destruição total no apartamento

e muitos danos a partes comuns do

condomínio. E, acreditem, esse tipo de acidente

é mais comum do que parece, isso porque

o produto utilizado para impermeabilização de

sofás, tapetes, cadeiras e cortinas é inflamável

e de fácil volatilização.

Neste caso, o sócio-diretor da Sektor,

Maycon Cordeiro, adverte que o condomínio

deve criar regras específicas para aplicação do

impermeabilizante, horários para tais serviços

e exigir histórico das empresas que fazem a

aplicação. “Outra atitude é exigir do prestador

de serviço, o manual de procedimentos a ser

adotado pelo morador e pelo condomínio após

a aplicação do produto”, frisa.

No caso da explosão relatada acima, por

exemplo, o sinistro poderia ter sido evitado se

o condomínio tivesse de forma clara em seu

estatuto as regras para aplicação do produto ou

até mesmo a proibição da aplicação do mesmo

no interior das unidades autônomas, devido os

riscos apresentados.

www.revistacondominium.com.br 31


segurança

A maioria dos condôminos

acredita que pelo fato do

condomínio ter seguro a

sua unidade também tem, o

que não é verdade

SEGURO: CONDOMÍNIO E CONDÔMINOS

Cobrir os prejuízos de uma explosão desse

nível poderia ser extremamente custoso para o

condomínio se o mesmo não fosse assegurado.

Mas vale lembrar que o seguro do condomínio

se responsabiliza pelo danos à área comum

exclusivamente. “Para os danos no interior

do apartamento, o condômino deve ter seu

seguro residencial contratado com extensão

ao conteúdo do mesmo. Há casos em que

o condomínio contrata de forma acessória a

garantia de incêndio para o conteúdo dos condôminos,

que neste caso cobrirá este tipo de

evento”, explica Maycon.

Hoje, segundo Maycon, tanto a Lei nº.

4.591 como o Novo Código Civil estabelecem

a obrigatoriedade da contratação de seguro,

que cubra toda a edificação contra o risco de

incêndio ou outro evento qualquer, que possa

causar destruição total ou parcial do imóvel. No

Paraná, a maioria dos condomínios possuem

seguro, porém, a questão é se o seguro está

contratado de forma adequada para atender

uma demanda por sinistro de alto valor, que

impacte a vida financeira dos moradores.

Assim como em qualquer área, o síndico

deve primeiramente procurar um corretor

de seguros da sua confiança, de preferência

com experiência neste tipo de seguro para

que possa ser bem assessorado e realizar a

contratação de forma adequada e de acordo

com as necessidades reais do condomínio. “Ele

deve atentar-se para os Riscos Excluídos que

constam nas Condições Gerais das apólices de

seguros. Uma dica importante é pesquisar as

reclamações mais comuns com determinadas

seguradoras, seja em prazo para pagamento

ou recusas de indenizações”, auxilia Maycon.

A maioria dos condôminos acredita que

pelo fato do condomínio ter seguro a sua unidade

também tem, o que não é verdade. Cada

morador é responsável pelo seu imóvel, desta

forma, deve contratar o seguro residencial para

sua unidade visando cobrir ao menos o conteúdo,

pois a estrutura predial está amparada no

seguro do condomínio.

“Uma dica para reduzir o custo dos seguros

residenciais é negociar com o corretor todos os

imóveis do condomínio, assim ele conseguirá

um preço abaixo do mercado para todos os

moradores”, sugere Maycon.

32


TIPOS DE SEGURO

Há no mercado hoje disponível para contratação

de seguro condomínio duas opções:

simplificada e ampla.

SIMPLIFICADA: é a mais contratada, pelo

baixo custo e pela flexibilidade na escolha das

garantias do seguro que são: incêndio, raio

explosão, fumaça e queda de aeronave ou

outros engenhos aéreos; alagamento / inundação;

anúncios e letreiros; danos elétricos;

derrame de sprinklers (chuveiros automáticos);

desmoronamento; despesas fixas; impacto de

veículos, quebra de vidros, mármores e granitos;

roubo ou furto de valores em trânsito;

roubo ou furto de valores no interior do condomínio;

roubo ou furto de bens do condomínio,

ruptura ou vazamento de tubulações; tumultos,

greves e locautes; responsabilidade civil do

condomínio; danos morais; responsabilidade

civil do síndico; responsabilidade civil garagista

– colisão, incêndio e roubo; responsabilidade

civil portões e cancelas automáticas; incêndio

de bens de condôminos; perda e pagamento

de aluguel de condôminos; roubo ou furto de

bens dos condôminos.

AMPLA: forma de contratação mais completa

e consequentemente mais cara. Estão

cobertos por esta garantia os danos ao imóvel

e conteúdo de quaisquer eventos, exceto os

excluídos na cláusula Riscos Excluídos das

Condições Gerais da apólice do seguro. Esta

cobertura não permite a contratação de garantias

adicionais.

SEGURO E

GERENCIAMENTO

DE RISCO PARA

CONDOMÍNIO,

NÃO FIQUE COM

ESTA BOMBA

NA MÃO!

DEIXE COM QUEM

TEM MAIS DE 20

ANOS DE EXPERIÊNCIA

Consultoria e Gerenciamento de Riscos em Seguro para Condomínios

- Como saber se o condomínio contratou o seguro de maneira correta?

- É possível abrir mão de alguma garantia para reduzir o preço do seguro?

- O melhor preço é a melhor opção?

Conte com a orientação da Sektor

- Readequação das garantias do seguro

- Pesquisa de preços e avaliação do custo x benefício

- Atendimento personalizado em caso de sinistro com equipe capacitada

Curitiba | São José dos Pinhais

www.sektor.com.br

(41) 3352-6700 / 3254-2100

contato@sektor.com.br


manutenção

34


Sem

problemas

elétricos

Fotos: divulgação

SAIBA A IMPORTÂNCIA DA

MANUTENÇÃO EM CONDOMÍNIOS

www.revistacondominium.com.br 35


manutenção

A

manutenção elétrica é uma parte que

merece atenção especial nos condomínios.

Se não for um costume realizá-la

na periodicidade correta no seu, coloque-a já na

lista de prioridades. Este assunto é bastante

abrangente e implica responsabilidades ao

síndico ou administrador, que muitas vezes

desconhecem o assunto e preferem não mexer

no que está funcionado, ou pelo menos no que

aparentemente está funcionando.

Outro fator que normalmente acontece é

que no caso de problemas elétricos os síndicos,

muitas vezes, acabam chamando eletricistas ou

entendidos para consertar o estrago. Nestes

casos, as consequências podem ser desde uma

simples pane elétrica até o condomínio todo ficar

sem energia por horas e até dias, impondo um

caos à dinâmica da vida das pessoas.

Algumas manutenções são obrigatórias e

anuais e a falta delas pode impedir até mesmo a

abrangência do seguro em caso de um incidente

que seja necessária sua utilização. Então quais

são estas manutenções obrigatórias?

PARA-RAIOS

A primeira delas é o Spda (Sistema de Proteção

de Descargas Atmosféricas), ou para-raios

como são mais conhecidos. Esta manutenção é

anual e conta com um laudo que deve ser feito

observando na parte superior de cada edificação

existente o estado físico do captador, mastro,

cabos, parte de descida, conectores, caixas de

aterramento, hastes de aterramento e medições

pertinentes. As referências utilizadas para a

inspeção são:

- Norma Abnt-NBR 5419:2015 - Proteção

Contra Descargas Atmosféricas;

- NR-10:2004 do Ministério do Trabalho;

- Lei Federal 10.406/2.002 - Artigo 1348;

- Lei Federal 4.591/1.964 - Artigo 22;

- Resolução 04/1989 da Cnen (Comissão

Nacional de Energia Nuclear), no caso de pararaios

radioativos que são proibidos e precisam

ser removidos e levados para o Cnem na USP;

- Lei Municipal 11.095/04 - seção IX;

SUBESTAÇÃO E TRANSFORMADORES

Outra manutenção importante que deve ser

feita anualmente é na subestação e transformadores,

quando eles estão dentro do condomínio.

Esta manutenção é importante, pois se o transformador

apresentar algum defeito, a correção

normalmente pode levar dias até que o conserto

seja feito. Parece simples, mas é de vital importância

que se execute além da limpeza:

- Verificação das conexões e reaperto das

mesmas;

- Verificação do aterramento;

- Verificação dos visores de nível de óleo;

- Verificação da presença de vazamentos

de óleo;

- Análise físico-química do óleo do transformador;

- Substituição do óleo isolante mineral (caso

necessário após análise);

- Verificação dos circuitos de comando e

bobinas.

Com a análise do óleo é possível verificar a

contaminação, desgastes acelerados dos materiais,

presença de água e diversos parâmetros

que evidenciam problemas que podem levar a

pane no transformador. Identificar estes problemas

no estágio inicial é de suma importância

para que o custo da correção seja menor e a

operação do condomínio não pare.

É muito comum que as conexões elétricas

no sistema da subestação apresentem mau

contato em alta tensão. Este tipo de problema

não é tão evidente, mas estraga os cabos, as

pontas e conectores, sendo de manutenção

complexa e onerosa.

Atenção: o síndico, zelador ou eletricista sem

habilitação não podem, em hipótese nenhuma,

chegar perto do transformador nem dos barramentos

da alta tensão, pois o acidente é fatal

e o risco de morte é muito alto. É fundamental

36


Algumas manutenções

elétricas são obrigatórias

e anuais e a falta delas

pode impedir até

mesmo a abrangência do

seguro em caso de um

incidente

contratar uma empresa especializada neste

assunto para tal manutenção, e deve-se exigir

a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica)

além de um engenheiro habilitado pelo Crea para

assinar e acompanhar este serviço.

QUADROS ELÉTRICOS

Uma manutenção mais simples e com menos

riscos pode ser feita pelo zelador, quando

habilitado para tal, ou eletricistas. É a manutenção

dos quadros elétricos. Quadros elétricos são

aqueles que têm os disjuntores dentro e que

ligam fios às tomadas, iluminação e equipamentos.

Um problema comum é que os parafusos

dos disjuntores estejam frouxos causando mau

contato e a consequência é o derretimento dos

fios, barramento e disjuntor.

O reaperto dos parafusos se faz necessário

anualmente. Neste momento já se aproveita

para fazer uma inspeção visual e, caso necessário,

a troca dos disjuntores que aparentam

algum problema.

A simples troca de disjuntores por outros de

maior capacidade é um erro clássico dos eletricistas

inexperientes, pois coloca em risco toda a

instalação devido à espessura dos fios que não

suportam a nova carga.

PROGRAME-SE

Faça um plano de manutenção elétrica preventiva.

É bem fácil, basta enumerar todos os

itens em uma planilha e em uma coluna adicionar

as datas em que elas foram realizadas. Assim

você saberá quando a próxima manutenção

vencerá e poderá dividir todas elas ao longo do

ano. Há empresas especializadas que podem

oferecer este tipo de serviço e cuidar de toda

esta parte para seu condomínio. A manutenção

preventiva é mais barata que a corretiva e faz

com que aumente a disponibilidade dos serviços

oferecidos.

Lembre-se que o síndico ou o administrador

tem responsabilidade civil e criminal sobre estes

temas e que as seguradoras exigem os laudos

para o pagamento dos sinistros e muitos podem

ser negados se não houver a manutenção preventiva

como abordado nesta reportagem. Na

dúvida procure sempre uma empresa especializada

no assunto e corra menos riscos.

Engenheiro Ricardo Blauth, MSc

CREA 55581/D-Pr

Diretor da NGLed Engenharia

www.revistacondominium.com.br 37


paisagismo

Gestão ambiental

para crianças

Fotos: divulgação

38


MESMO COM POUCO ESPAÇO,

SEU CONDOMÍNIO PODE

DISPOR DE UMA HORTA

DOMÉSTICA. ALÉM DE PRODUZIR

ALIMENTOS, PODE SERVIR COMO

FERRAMENTA EDUCACIONAL

PARA AS CRIANÇAS

www.revistacondominium.com.br 39


paisagismo

olher legumes, comer frutas do pé,

sentir o cheiro das plantas crescendo

C

e aprender biologia. Tudo isso pode

fazer parte de uma infância saudável mesmo

morando em grandes metrópoles afastadas

dos centros agrícolas. Visando essa interação,

edifícios residenciais têm investido em “áreas

verdes”, como hortas e jardins, como atividades

sustentáveis e saudáveis para funcionários e

moradores.

Para aproveitar melhor os espaços e

minimizar os custos, o síndico poderá optar

por desenvolver a horta em pequenos vasos

espalhados na área escolhida pelos moradores

em assembleia. Se a escolha for por canteiros,

os gastos serão maiores, mas o espaço será

melhor distribuído, sendo necessária uma impermeabilização

com manta asfáltica no local

e terra apropriada para o cultivo.

Em geral, esse tipo de iniciativa não costuma

dispor de grande parte do orçamento do

condomínio, mas algumas precauções devem

ser tomadas. É necessário, por exemplo, estabelecer

um planejamento com escalas de uso,

para que não haja um grande gasto de água.

Para aproveitar

melhor os espaços

e minimizar os

custos, o síndico

poderá optar por

desenvolver a horta

em pequenos vasos

40


Na época da colheita, será necessário marcar

um dia e horário adequados para aqueles

moradores interessados em participar do programa.

Mas a ideia principal é de que o local

seja comunitário, com livre acesso caso alguém

precise de algum dos alimentos.

Essas atividades orgânicas podem humanizar

a educação dos filhos em um ambiente

urbano, criando jardins em calçadas ou áreas

ociosas e transformando grama em florestas

comestíveis. Foi a partir desse conceito que

surgiu o projeto Plante Ação, com o objetivo

de resgatar saberes tradicionais a partir de soluções

ecológicas e eficientes para agricultura

urbana. “Nosso objetivo é trazer de volta o

conhecimento de vô e de vó, de forma lúdica,

desenvolvendo histórias, contos, dinâmicas

e jogos”, destaca Rafael Gomes, professor e

fundador da iniciativa.

O Plante Ação fornece cursos de Paisagismo

Ecológico e é dividido em quatro módulos

sequenciais de base, podendo ser ampliado

conforme a demanda e disponibilidade do

grupo de crianças ou comunidade. A frequência

dessas experiências ecológicas vai de uma

vivência semanal, compondo 8 a 10 vivências

em 3 meses ou mesmo em uma capacitação

intensiva de 7 à 15 dias para cada local.

“Estamos querendo gerar o envolvimento

das crianças com a natureza. Toda a construção

da horta é espalhada em seis atividades. Os

pequenos ficam impressionados porque brota

de tudo de forma muito rápida. Plantamos

alface, rúcula e todos os legumes e frutas convencionais,

e até plantas desconhecidas, como

variedades de tomates e feijão, coisas que são

resgatadas das sementes crioulas, variedades

de milho e batata também”, explica Rafael.

Mas o professor conta que a participação

dos pais é um grande diferencial para o aprendizado

das crianças. “Gerar interação com os

pais é o principal objetivo, na verdade. Tudo

funciona melhor em grupo. Nossas atividades

não são exclusivamente infantis. Elas buscam

fornecer conhecimentos para todos de forma

universal”, acrescenta.


gente que cuida

Valor ao

emprego

Fotos: divulgação

ZELADORA DE UM

CONDOMÍNIO COM NOVE

BLOCOS, IRACI RODRIGUES

DÁ CONTA DO RECADO

SOZINHA

42


“Com tanta gente

desempregada, é preciso

valorizar o que temos”

Abra seu portão a partir

de 4 segundos e se

surpreenda com a

velocidade dos motores

JETFLEX!

Iraci Deolino Vieira Rodrigues,

zeladora

I

raci Deolino Vieira Rodrigues já foi doméstica,

diarista, zeladora de shopping e, agora

trabalha como zeladora em um condomínio

residencial. Ela está neste emprego desde 2010.

Quando trabalhou como doméstica, Iraci

não tinha carteira assinada. “Prefiro o trabalho

de agora, porque com registro é melhor”, afirma.

Iraci, de 50 anos, mora no bairro Sítio Cercado

e, todo dia, pega o ônibus para ir trabalhar. “O

trajeto leva em torno de 1h (hora), não é muito

longe, vai rapidinho”, garante a profissional.

O prédio que possui nove blocos conta

apenas com os cuidados de Iraci. Ela limpa as

escadas, os vidros e os salões de festa todos

os dias e em todos os blocos, sozinha. Começa

o serviço às 7h e só termina às 17h.

Mesmo assim, a zeladora não reclama. Ela

está contente com o emprego que tem e não

pretende sair: “com tanta gente desempregada,

é preciso valorizar o que temos”. Ela trabalha

desde os 16 anos e pensa em se aposentar

algum dia, mas já adianta que não sabe se vai

parar de trabalhar quando isso acontecer.

PRODUTOS E SOLUÇÕES INOVADORAS PARA BALANÇOS

www.ganchobombalanco.com.br

LANÇAMENTO

Iluminação Energia Segurança Informática

(41) 3090-0505 (41) 99958-0477

SUPORTE EXTENSOR AJUSTÁVEL PARA TETOS

COM FORRO DE GESSO REBAIXADO

• Tem uma história legal para nos contar de um

funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio?

Entre em contato conosco pelos

emails: editor@jotacomunicacao.com.br e

jornalismo@jotacomunicacao.com.br. As histórias

mais interessantes serão publicadas nas seções:

Gente que Cuida e Perfil

/ganchosilencioso (41) 3156-4050 (41) 99685 - 3037


conservação

Foto: divulgação

44


Atenção

redobrada

Fotos: divulgação

MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE GÁS NÃO

DEVE SER DEIXADA DE LADO NO INVERNO

SÍNDICO, deixe a vida de seus

CONDÔMINOS mais FITNESS

Na POINT SPORT você encontra o que há de mais

moderno em equipamentos e serviços para a

academia do seu condomínio

/pointsportfitness

/pointsportfitness

41 3203-0608

41 3203-0609

www.pointsport.com.br

Rua Maranhão, 651 Água Verde Curitiba - Pr Cep 80610-001


conservação

om os termômetros baixando e o inverno

se aproximando, a tendência é

C

que as pessoas deixem portas e janelas

fechadas por mais tempo, a fim de manter o

calor dentro de casa. Mas para quem possui

equipamentos a gás, o cuidado precisa ser redobrado.

Isso porque ambientes mal ventilados

se tornam o cenário ideal para o acúmulo de um

gás tóxico: o monóxido de carbono. Sem cor

e nem cheiro, este gás é de difícil percepção e

sua inalação pode ser fatal.

Embora seja obrigação do condômino realizar

a manutenção dentro de sua unidade, um

alerta por parte dos síndicos nunca é demais.

Uma prática que não é tão incomum é o adiamento

em alguns meses da revisão dos aparelhos,

por isso é fundamental que cada morador

saiba o risco que está causando a si mesmo e

aos demais habitantes do condomínio.

Para evitar acidentes, é fundamental que a

manutenção dos equipamentos seja realizada

a cada seis meses ou de acordo com as indicações

do fabricante. Além disso, de acordo

com Hamilton Azevedo, Gerente de Serviços ao

Cliente da Compagas (Companhia Paranaense

de Gás), alguns cuidados básicos precisam ser

tomados.

“Os equipamentos a gás devem ser mantidos

em bom estado de conservação, estar

sempre com a manutenção em dia e instalados

“Os equipamentos

a gás devem ser

mantidos em bom

estado de conservação,

estar sempre com

a manutenção em

dia e instalados em

locais com ventilação

adequada”

Hamilton Azevedo, Gerente de Serviços

ao Cliente da Compagas

46


em locais com ventilação adequada. Essas recomendações

valem para o ano todo, mas no

inverno, quando as pessoas permanecem por

muito tempo em lugares fechados, é preciso

ter ainda mais atenção”, revela.

A falta de ventilação e a má instalação dos

aparelhos a gás - principalmente aquecedores

de água - são, segundo o Corpo de Bombeiros,

as maiores causas de acidentes com monóxido

de carbono em edificações. Por isso, é indicado

verificar as instalações dos dutos da chaminé,

que podem sofrer desgaste com o acúmulo de

vapor de água, a pressão, os bicos de entrada

do gás e da água, além dos queimadores. “O

local ideal para a instalação dos aquecedores

a gás é a área de serviço, que costuma ser o

local mais arejado da casa”, explica Azevedo.

Outro fator importante para garantir a segurança

no uso dos equipamentos é assegurar,

durante a execução dos projetos de engenharia,

a ventilação adequada das áreas onde

estes aparelhos serão instalados, bem como

a correta instalação das chaminés, de acordo

com medidas e ângulos padronizados pela Abnt

(Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A norma da Abnt que descreve as medidas

necessárias para a adequação de ambientes

residenciais para a instalação de aparelhos que

utilizam gás combustível é a NR 13103.

Fabricação e Instalação

de Cortinas de Vidro

Conforto,

Segurança

e Design

- Praticidade para manuseio e limpeza

- Elaboração de projetos padronizados

- Trava com chave de segurança

- Abertura total do vão

- Vedação e isolamento contra

agentes climáticos, poluição e poeira

(41) 3153 - 0077

www.finesystem.com.br

Filtros de entrada

Dicas de

segurança

• Verifique se a chama dos equipamentos é

de cor azul. Se ela estiver com outra coloração

(amarela, alaranjada ou roxa), o equipamento

pode estar funcionando de forma defeituosa.

Neste caso, chame um profissional qualificado

para que revise o equipamento e a ventilação;

• Certifique-se de que as saídas dos gases

ao exterior estão livres de obstruções e instaladas

de forma regulamentada;

• Não utilize fornalhas e fornos de cozinha

para esquentar o ambiente; é perigoso;

• Esteja atento para a vida útil do equipamento.

Caso esteja comprometido, é aconselhável

sua substituição.

Fonte: Compagas

Solução para filtragem da

água na entrada de

seu condomínio

EUROPA ®

A água passa pelos

elementos filtrantes

naturais segurando

todo sedimento que

vem pelo encanamento

deixando passar

o cloro para a proteção

da água que

permanecerá

armazenada

Rua Jacarezinho, 69

Mercês - Curitiba - PR

41 - 3408 - 6072

hbpurificadores@gmail.com


serviço

48


Água limpa

e saudável

Fotos: divulgação

FILTROS DE ÁGUA POTÁVEL PARA

CONDOMÍNIOS GARANTEM A

PUREZA DA ÁGUA E DIMINUEM

AS CHANCES DE DOENÇAS, MAS

A MANUTENÇÃO PERIÓDICA E

EQUIPAMENTOS DE QUALIDADE

TAMBÉM SÃO NECESSÁRIOS

É

fundamental para o bom funcionamento

de um condomínio a qualidade da

água fornecida para uso de moradores

e funcionários. O tratamento pluvial eficiente

também é um aliado na economia predial,

já que uma água cheia de sedimentos afeta

diretamente a vida útil de equipamentos e a

saúde dos indivíduos.

Mas cada empreendimento apresenta um

consumo e uma forma de utilização diferente.

Na maioria dos casos, a água é fornecida pelo

município e já vem tratada, podendo receber

apenas a filtração. Em outras situações, sua

origem é de poços, rios, lagos ou nascentes,

obrigando o síndico a implementar um sistema

completo de tratamento de água.

Para esse segundo caso, os condomínios

têm investido em filtros coletivos, que abastecem

todo o edifício. Os filtros centrais –

também chamados de filtros de entrada, pois

normalmente ficam em uma área externa, no

ponto em que a água ingressa na rede de abastecimento

do prédio ou conjunto – podem ser

muito importantes para projetos de sustentabilidade,

como os destinados ao aproveitamento

da água das chuvas.

www.revistacondominium.com.br 49


Nesses casos, a água coletada em telhados

ou terraços segue por um sistema de calhas e

tubulações até um ponto de armazenamento.

Os filtros, instalados na entrada, garantem a

pureza da água. E, barrando as sujeiras, eliminam

os problemas causados pelo acúmulo de

lodo no fundo das caixas.

Outra opção é o filtro natural de quartzo,

fornecido exclusivamente pela HB Purificadores.

“Ele é instalado na entrada, antes da caixa

d’água, implantado na tubulação com bypass”,

conta Bruno Machado, gerente da HB. “Esse

equipamento segura barro, ferro e outros reserviço

Como funciona o sistema de

tratamento de água

Todos os elementos são naturais, com

granulometrias diferenciadas o que reduz a

formação de incrustações (lodo, limo, areia e

resíduos de encanamento), proporcionando

maior durabilidade no sistema de tubulação e

de seus componentes.

CAMADA DE QUARTZO I

A água passa por uma camada de cristais

de quartzo, elemento natural, iniciando a

redução de impurezas sólidas, como grãos

de areia, resíduos de encanamentos e outros

detritos que possam estar presentes na água.

CAMADA DE QUARTZO II

Neste segundo estágio, a água passa por

cristais de quartzo, reduzindo impurezas como

limo, lodo e outras partículas em suspensão na

água.

CAMADA DE DOLOMITA

A dolomita, que é um elemento fibrante

natural, acentua a redução de sólidos, como

a ferrugem (óxido de ferro), e libera cálcio e

magnésio (combinados ou separados).

CAMADA DE QUARTZO III

Os cristais de quartzo III complementam

a filtragem dos elementos sólidos que

ainda possam estar presentes na água. Na

retrolavagem, exercem o papel de proteção aos

demais elementos filtrantes do sistema.

“Esse equipamento segura

barro, ferro e outros resíduos

que fazem mal à saúde”

Bruno Machado, gerente da HB

50


O filtro só deixa passar o

cloro, para que a qualidade

da água permaneça

a mesma após ser

armazenada durante longos

períodos na caixa

Temos toda a tubulação e equipamentos

de incêndio para seu condomínio

síduos que fazem mal à saúde”, explica. Esse

filtro possui três tipos de quartzo, cada um com

uma função diferente.

Esse mineral desenvolvido para filtros de

água aparece com características que chamam

a atenção. O quartzo é muito semelhante aos

equipamentos à base de fibra de vidro, porém,

com uma superioridade de desempenho. Além

de ser um material neutro, o que gera uma

aplicação adequada em situações em que o

cliente busca evitar problemas causados por

sulfatos ou pelo tempo de uso, o mineral também

apresenta propriedades benéficas para a

qualidade da água.

Por isso, o quartzo é usado constantemente

no processo de tratamento de água, sendo

ideal para remover sólidos e impurezas estagnados

no líquido a ser filtrado. “Antes da instalação,

realizamos uma análise de existência

de resíduos de cano, cola, de esgoto de redes

paralelas e outras contaminações. O filtro só

deixa passar o cloro, para que a qualidade da

água permaneça a mesma após ser armazenada

durante longos períodos na caixa”, conta.

A HB também oferece aos consumidores

um sistema de retrolavagem, exclusivo em

Curitiba. “Desenvolvemos esse serviço pois

são altos os custos para manter um funcionário

exclusivo para limpar o filtro, então oferecemos

a manutenção do equipamento a cada dez

dias, pela necessidade de aumentar a vida

útil do mesmo. Também aconselhamos que a

cada um ano os administradores considerem

trocar o elemento filtrante, para um melhor

desempenho”.

• Sinalização de Emergência

• Alarme e detecção para incêndio

• Mangueiras para incêndio

• Extintores

• Iluminação de Emergência

• Tubulação em Geral (Cobre, PPR,

Ferro Fundido e Galvanizado, PVC)

• Registros e Válvulas em Geral

Peças de hidráulica difícil de encontrar?

Temos uma ampla linha, inclusive de itens

descontinuados

www.hidrovar.com.br

41 3332-7299 | 41 9 9810-7095

•Assessoria imobiliária

•Administração de carteira de recebíveis

•Serviços de cobranças em geral

•Garantidora de condomínios

•Cobranças condominiais

•Despachante imobiliário

VISITE NOSSO SITE

www.deladm.com.br

Com a Del

o seu condomínio

fica em dia!

Comercial (41) 3040-1266 - (41) 3040-1250

(41) 9 9918-8842

Edifício Comercial Trade Tower

Rua Carneiro Lobo, 570 - 6º andar - Sala 605

Batel - Curitiba - PR - CEP: 80240-240


perfil

Quase

bodas

de prata

Fotos: divulgação

HÁ 23 ANOS NO MESMO

CONDOMÍNIO, O PORTEIRO

JOÃO CORDEIRO AMA O

QUE FAZ

oão Cordeiro é porteiro há 23 anos no

mesmo condomínio, ou seja, começou

J

neste trabalho em 1996. Já trabalhou com

ferraria, mas sem carteira assinada, e com

24 anos teve a oportunidade de trabalhar no

Condomínio Residencial Henry, na Vila Fanny.

Os turnos são divididos entre quatro

porteiros. João começa o dia logo cedo. Às

7h (horas) já está na portaria do prédio e só

52


.

.

.

.................................

.................................

.................................

.

.................................

.................................

.................................

.................................

.

.

.................................

.

.................................

encerra às 15h. O condomínio é grande, logo a

responsabilidade do porteiro é ainda maior. As

principais funções de João são o controle das

entradas e a entrega das correspondências de

123 apartamentos, divididos em nove blocos.

Assim como João, há muitos moradores

que estão no mesmo prédio faz anos. “Conheço

muitas pessoas que moram aqui, principalmente

os que estão há muito tempo”, conta o

porteiro. Hoje, com 51 anos João garante que

ainda gosta muito do que faz.

Para ele, uma das grandes vantagens em

ser porteiro é a estabilidade profissional que os

anos lhe asseguraram, tendo todos os direitos

garantidos. Além disso, os afazeres encaixam

perfeitamente às necessidades do porteiro que

tem limitação em trabalho que requer esforço

físico, devido a uma cirurgia de coração que

fez há três anos.

João ainda não se aposentou, mas quando

acontecer pretende sair de vez da função

para “dar oportunidade aos jovens que estão

entrando no mercado de trabalho”.

É um fator de segurança.

Síndicos e moradores:

Com a Dog Walker é

possível mudar e

controlar o

comportamento

dos animais

TÉCNICAS QUE GARANTEM O BEM-ESTAR ANIMAL e

HARMONIA PARA TODOS OS MORADORES

(41) 997 000 675

dogwalkerpassosdecao.com.br

...........

. .

...........

...........

“Quando me aposentar vou

dar a oportunidade aos

jovens que estão entrando

no mercado de trabalho”

Paraná

Reparos

RESOLVEMOS OS PROBLEMAS

DE SEU CONDOMÍNIO:

João Cordeiro, porteiro

ELÉTRICA

HIDRÁULICA

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário

(porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato

conosco pelos emails: editor@jotacomunicacao.com.br e

jornalismo@jotacomunicacao.com.br. As histórias

mais interessantes serão publicadas nas seções:

Gente que Cuida e Perfil

CONSTRUÇÃO

CIVIL

PORCELANATO

PINTURAS

(41) 3205-9734

(41) 99941-1202 (TIM) | (41) 99501-2909 (TIM)

paranareparos@hotmail.com

ANOS


entrevista

Vanessa

Queiroz Ponciano

ADVOGADA ESPECIALIZADA EM DIREITO CONDOMINIAL,

SÓCIA-PROPRIETÁRIA DO ESCRITÓRIO STANKIEVICZ,

PONCIANO & RACHKORSKY ADVOGADOS ASSOCIADOS

Justiça

para todos

U

m nicho em desenvolvimento, mas

cada vez maior. Assim é a área de

advogados especializados em relações

condominiais. Para compreender sobre o papel

do síndico e suas atribuições conversamos com

Vanessa Queiroz Ponciano, advogada especialista

na área.

Foto: divulgação

54


www.sustineri.com.br

QUAL É A IMPORTÂNCIA DOS CONDO-

MÍNIOS BUSCAREM OS SERVIÇOS DE AD-

VOGADOS ESPECIALIZADOS EM RELAÇÕES

CONDOMINIAIS?

O advogado, especialista nesta área, tem

o dom de ajudar na prevenção de litígios, na

correta e pronta assessoria ao síndico, na condução

das assembleias e elaboração da ata que

é o documento formal que retrata tudo o que

ficou dito e decidido em assembleia; na correta

aplicação de uma penalidade, na elaboração

de um bom parecer, na elaboração de notificações

extrajudiciais e judiciais, elaboração e

revisão de contratos que são assinados constantemente

pelos síndicos, evitando cláusulas

leoninas e desequilíbrio contratual; intervenção

e mediação junto à construtora e, ainda, no gerenciamento

e defesa de ações judiciais, sejam

elas de cobrança ou de qualquer natureza, que

porventura o condomínio venha a ser parte

autora ou réu.

APESAR DA AMPLA DISCUSSÃO SOBRE

AS MEDIAÇÕES EXTRAJUDICIAIS E SUA

EFICÁCIA EM RESOLVER PROBLEMAS EM

CONDOMÍNIOS, INÚMEROS CASOS AINDA

VÃO PARAR NA JUSTIÇA. POR QUÊ?

A mediação só terá bons resultados se as

partes envolvidas estiverem dispostas em fazer

Você sabia que é

possível

economizar até

40% do total de

água que você

utiliza hoje?

Ajustamos a vazão

e tiramos os

transbordamentos

em caixas

acopladas, vávulas

de descarga e

torneiras

E o melhor,

sabe qual o

custo?

Ganhamos um

porcentual do

valor que você

economizar!

41 3434 2656

SISTEMA DE SEGURANÇA

Detectamos

vazamentos

41 99904 2165

contato@sustineri.com.br

Que tal

economizar na

conta de água

e colaborar com

a preservação

do planeta

Instalamos nossos

produtos para

redução do consumo

de água, mas

sempre priorizando

o conforto

ALARME | CFTV | CÂMERAS

INTERFONE | CERCA ELÉTRICA

MOTOR DE PORTÃO

No momento presente

é possível adotar

mecanismos para que

o inadimplente não

se torne um devedor

crônico, praticando

meios de cobranças

legais e eficazes

somos especialistas em consertos

de portões eletrônicos

tudo que você precisa

para segurança do

seu condomínio

solicite um orçamento sem compromisso

David Ribeiro

Fones: 41 99165 8150 • 41 99892 5761


entrevista

algumas concessões às suas convicções, as

quais imaginam serem absolutas. Um conflito

só é resolvido por meio da mediação, se as partes

abandonarem a necessidade de julgamento

do que é certo ou errado. A mediação utilizada

pelo judiciário tem sempre a intervenção de

uma terceira pessoa, o mediador, que conduzirá

essa reunião entre as partes, de forma

imparcial, para que os envolvidos cheguem

em um bom termo. Ou seja, não existe um

julgamento, a análise de um mérito, a solução

depende das decisões e vontades dos supostos

litigantes. Na mediação não existem vencedores

ou perdedores. As partes apenas chegam

em um acordo que trará proveito a todos, se

colocam em uma posição de igualdade, não

existe mais e nem menos.

QUAL DEVE SER O PAPEL DO SÍNDICO

EM CASO DE PROBLEMAS ENTRE MORA-

DORES?

Existe um ditado popular que diz: em brigas

de marido e mulher não se mete a colher; pois,

em brigas de vizinhos não se mete o síndico.

O síndico é representante do coletivo, não é

papel deste gerir conflitos de vizinhos. Poderá

este, por mera liberalidade mediar uma solução

sem recorrer à justiça e, se de fato for um

problema que esteja refletindo no coletivo,

aí sim, deverá adotar posturas como síndico.

VOCÊ ACREDITA QUE É FUNDAMENTAL

PARA UM SÍNDICO TER PLENO CONHECI-

MENTO DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO?

É importante que a função de síndico seja

exercida por pessoas interessadas e dispostas

em conhecer pelos menos às regras gerais, sobre

todos os assuntos que norteiam às relações

condominiais, não apenas o Código Civil. Não

precisa decorá-lo, mas o básico é aconselhável

que conheça. Quando digo que não é preciso

decorar, pois se for um síndico que não detenha

formação jurídica, pressupõe-se que não

saberá cumular os artigos de outros diplomas

que também são aplicados às relações condominiais,

como também, não saberá elaborar

as interpretações mais equânimes para cada

caso. Não é viável dar espaço para amadores

nesse mercado, é uma área que vem crescendo

de forma acelerada e que requer uma

representatividade, prestadores de serviços e

fornecedores que sejam experts no assunto

e, que tenha uma atuação justa, digno de um

líder e não de um ditador. Outra coisa importante

para destacar é que o síndico deve ter

uma atuação imparcial e, como síndico, deve

ser apenas síndico. É comum que os síndicos

moradores ou até mesmo os síndicos pessoas

jurídicas, tenham formações acadêmicas em

áreas diversas: direito, engenharia, administração,

psicologia, contabilidade. Óbvio que essa

formação contribuirá e muito para a gestão

de sindicância, mas não é equilibrado que se

cumule funções e que o síndico se responsabilize

por informações técnicas, ainda que detenha

o conhecimento técnico.

Não é viável dar espaço para amadores

nesse mercado, é uma área que

vem crescendo e que requer uma

representatividade, prestadores de serviços e

fornecedores que sejam experts no assunto

56


Materiais Hidráulicos em Geral

Existe um ditado

popular que diz: em

brigas de marido e

mulher não se mete a

colher; pois, em brigas

de vizinhos não se mete

o síndico

Temos oficina para

recuperação de válvulas

SÍNDICO, ENCONTRE TUDO QUE PRECISA

DE MATERIAIS HIDRÁULICOS

EM CASO DE INADIMPLÊNCIA, QUAIS

SÃO AS FERRAMENTAS JURÍDICAS DISPO-

NÍVEIS PARA A SEGURANÇA DOS CONDO-

MÍNIOS?

Em um passado recente, especificamente,

antes da entrada em vigor da lei 13.105/2015,

alguns condôminos priorizavam o pagamento

de demais despesas de ordem pessoal em

detrimento da taxa, visto que, outras despesas

detinham encargos maiores, o que acarretava

prejuízo financeiro ao condomínio. No momento

presente é possível adotar mecanismos para

que o inadimplente não se torne um devedor

crônico, praticando meios de cobranças legais

e eficazes.

41 3245-0833 • 41 3239-6400 • 41 98527-8204

HOUVE VÁRIAS ALTERAÇÕES NO CÓ-

DIGO CIVIL QUE CONTRIBUEM PARA A

RECUPERAÇÃO DO CRÉDITO DE DESPESAS

CONDOMINIAIS. QUAIS FORAM ELAS?

As alterações trazidas pela legislação foram

inseridas no Diploma Processual Civil, especificamente

no art. 784 VIII e X, dispositivo que

elevou a quota condominial a título executivo

extrajudicial, desde que, o condomínio detenha

uma boa forma de comprovação das

despesas ordinárias e extraordinárias. Diante

disso, extremamente importante que, o condomínio

realize a previsão orçamentária anual

das contribuições, aprovando em assembleia

geral, uma vez que, não existindo a obediência

a este requisito, poderá o condomínio perder

a benesse destacada na legislação vigente.

“Nosso objetivo é

trazer de volta o

conhecimento

de vô e de vó, de forma

lúdica, desenvolvendo

histórias, contos,

dinâmicas e jogos”

Rafael 41 99947 1046

planteacaosemeando/

bomarzoeco@gmail.com

planteacaosemeando/

Gestão

ambiental

para

crianças


adar

Radar

condominium

CONFIRA OS AMIGOS E PARCEIROS

CLICADOS DURANTE A PRODUÇÃO

DESTA EDIÇÃO DA REVISTA

CONDOMINIUM

58


MULTI SERVIÇOS

respire MELHOR

Você já se imaginou respirando germes,

fungos, ácaros e bactérias?

Essa é a relidade para aparelhos sem

higienização, uma verdadeira colônia destes

micro-organismos que invadem o ambiente

e podem causar doenças graves como

rinites, sinusites e outras inflamações

respiratórias e até pneumonia.

Contamos COM UMA EQUIPE TREINADA E

PLANOS ESPECIAIS QUE DEIXARão SEU

AMBIENTE CONFORTÁVEL E LIVRE DE DOENÇAS!

PEÇA JÁ UMA VISITA TÉCNICA

E CONHEÇA NOSSOS PROGRAMAS!

Refrigeração Aquecimento Climatização Ventilação Eletrosportáteis Eletrodomésticos

• Possuímos frota própria e adaptada para prestação de serviços

• Atendimento diferenciado

• Equipe qualificada e treinada

• Supervisionada pelos principais órgãos reguladores (Anvisa, Crea PR, Ibama, CRA PR)

• Com uma ampla rede de autorizadas e especializada com referência de marcas

consolidadas no mercado.

PLANO CONFORTO

Este plano está voltado aos condôminos, e tem baixo investimento mensal.

Manter os condicionadores de ar, geladeiras, máquinas de lavar e secar roupas, micro-ondas e

outros eletrodomésticos sempre em perfeito funcionamento, nas residências, é um desafio.

Mas, o maior desafio é manter os equipamentos funcionando a preços baixos.

Para atender a esta demanda, a COOP Multi Serviços criou o PLANO CONFORTO.

A ideia é diminuir, drasticamente, o valor da mão de obra para eventuais consertos e avaliações.

É fácil!

Dentro deste plano o próprio condomínio também ganha uma super vantagem.

SOLICITE MAIS INFORMAÇÕES ATRAVÉS DE NOSSOS CANAIS DE ATENDIMENTO.

www.cooprefrigeracao.com.br

(41) 3524-5715

(41) 99681-7965

contato@cooprefrigeracao.com.br

More magazines by this user
Similar magazines