*Dezembro/2019 - Revista Condominium 26

jota.2016

A REVISTA DO SÍNDICO

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Segurança

Principais métodos para

deixar o condomínio seguro

nas férias

Habitacon

CONDOMÍNIO

SUSTENTÁVEL

Prédio comercial de Curitiba

é o primeiro do mundo a receber

selo 100% ecológico

Cobertura da feira do setor

realizada em Curitiba

Ano V • N°26

Dezembro 2019


NÃO SEJA

COBAIA

www.entri.com.br

entriportariaremota

Rua Desembargador Westphalen, 1391

Rebouças - Curitiba - PR - 41 3517 - 0950


Você confia em quem abre as portas da sua casa?

Entri | Portaria Remota de CONFIANÇA!


sumário

06 Editorial

08 Notas

18 Principal

24 Férias

28 Segurança

32 Sustentabilidade

36 Economia

40 Gente que cuida

42 Feira

46 Perfil

48 Entrevista

04


TUDO QUE VOCÊ

PRECISA COM AGILIDADE

E EXCELÊNCIA!

(41) 3247-1199 / (41) 3268-3390

Rua Ipiranga, 700 Capão Raso

Curitiba/ PR

Acquafort.digital

www.acquafort.com.br

ecommerce@acquafort.com.br


Compactação de solo

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Ano V • N°26

Dezembro 2019

editorial

s 25 anos,

truir dias melhores.

um Feliz Natal

to de conquistas

• Energia e Iluminação

Acabamento de pisos

• Bombas submersíveis e mangote

Concretagem

• Movimentação de cargas

Ferramentas elétricas

• Andaimes e escoras

Limpeza de obras e canteiros • Motosserras, roçadeiras e sopradores

A Revista do Síndico e dos Condôminos www.revistacondominium.com.br Ano V • N.26 • Dezembro 2019

A REVISTA DO SÍNDICO

Segurança

Principais métodos para

deixar o condomínio seguro

nas férias

Habitacon

Cobertura da feira do setor

realizada em Curitiba

CONDOMÍNIO

SUSTENTÁVEL

Prédio comercial de Curitiba

é o primeiro do mundo a receber

selo 100% ecológico

O condomínio

Eurobusiness é destaque

na capa desta edição

Ano V | Edição nº 26 | Dezembro 2019

Diretores

Comercial: Fábio Alexandre Machado

Executivo: Pedro Bartoski Jr.

revistacondominium@revistacondominium.com.br

Departamento Comercial

Marcelo Marcet de Andrade - Teaser Comunicação

Regiane Caetano - JOTA EDITORA

comercial@revistacondominium.com.br

Adeus

ano velho!

Redação

jornalismo@jotacomunicacao.com.br

Colaboração

Redação: Isabela Alves

Fotografia: Thyago Eduardo

Mais um ano se passou e a REVISTA CONDOMI-

NIUM se consolidou novamente como uma grande referência

do setor imobiliário de Curitiba (PR). Trazer sempre

o melhor para os nossos leitores é o nosso principal

objetivo, com reportagens que ajudam e aconselham o

síndico a tomar sempre a melhor decisão.

Nesta edição não foi diferente. Para ter um final de

ano seguro e divertido para todos, trouxemos diversas

matérias que respaldam o que é preciso para não tornar

essa linda época do ano em transtorno. Como por

exemplo, os cuidados ideais que devem ser tomados na

portaria do prédio e, o que o síndico deve fazer em casos

de aluguel via aplicativo.

E que tal tornar a sustentabilidade uma meta para

2020? A nossa matéria principal fala justamente sobre

isso, o centro empresarial Euro Business foi o primeiro a

ganhar a certificação Leed Zero Water do mundo, significando

que o prédio curitibano é autossuficiente em água.

Uma atitude nobre de quem quer ver o mundo melhor.

Em 2020 estaremos de volta com mais novidades e

sugestões que visam cada vez mais melhorar o setor.

Um Feliz Natal e Excelente ano novo.

Boa leitura e até ano que vem!

Projeto Gráfico

Supervisão: Fabiana Tokarski

Fabiano Mendes

Crislaine Briatori Ferreira, Gabriel Santos Ferreira

criacao@jotacomunicacao.com.br

Depto. de Assinaturas

Supervisão - Cassiele Ferreira

assinatura@revistareferencia.com.br

www.revistacondominium.com.br

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação

da JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação bimestral independente,

dirigida ao público curitibano, síndicos e condôminos da capital paranaense

e Região Metropolitana. A CONDOMINIUM não se responsabiliza

por conceitos emitidos em artigos e colunas assinadas, por serem de

responsabilidade de seus autores. A utilização e reprodução pode ser feita

desde que informada e citada a fonte. A Revista CONDOMINIUM também

não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e

imagens enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade

de seus produtores.

06


três décadas INOVAndo EM GESTÃO

DE CONDOMÍNIO

www.administradoraparana.com.br

Rua Conselheiro Laurindo, 809 | Centro | 80.060-100 | Curitiba - PR

Fone: (41) 3883-1700 | admparana@admparana.com.br


xx notas

Telhas

seguras

Foto: divulgação

Encontrar a telha perfeita para a reforma é um dos maiores desafios

do construtor. Pensando nisso, nos anos 2000 foi fundada

a Pinfer Metalúrgica. A empresa se dedica na industrialização de

aço carbono, atendendo ao mercado do Paraná e Santa Catarina.

As peças são fabricadas sob medida, toda a linha de perfis padrão,

perfil U, frisadas, chapas buzio, telhas em aço trapezoidal,

ondulada, lambril contínuo e termo acústicas. Bem como uma

série de produtos voltados para a indústria, metalúrgicas e serralherias.

O maior diferencial do grupo é unir qualidade, agilidade,

respeito e principalmente preços competitivos.

Churrasco

no ponto!

Quem não gosta de um churrasco bem feito nos finais de

semana? Com o compromisso de fazer o cliente satisfeito, a

Casa das Churrasqueiras é uma das pioneiras em vendas de

churrasqueiras em Curitiba (PR). O grupo oferece acessórios

para churrasco como grelhas tipo moeda, aramada, argentina,

entre outras e, diversos tipos de espetos, como os simples,

duplos, giratórios elétricos e a pilha. A marca oferece também

lareiras e acessórios. Para poder cumprir com seu compromisso,

a loja preza o atendimento pontual, qualidade e bom preço de

seus produtos.

Soluções para

condomínios

A tendência da portaria remota está crescendo cada vez

mais em Curitiba (PR) e a Entri é uma das empresas mais

confiáveis para este serviço na capital. Com tecnologia de

ponta, o método do grupo permite o controle de acesso de

visitantes e prestadores de serviço à distância, por meio de

uma central de monitoramento. Existem diversas melhorias

quando o síndico escolhe a portaria remota ofertada pela

Entri, a primeira é a economia: a redução do custo em

comparação com a portaria tradicional é em torno de 60%,

sendo que isso representa, em alguns condomínios, cerca

de 50% da taxa condominial. Outro importante viés é a

segurança: a portaria remota tem fiscalização reforçada de

24h (horas) por dia.

Foto: divulgação Foto: divulgação

08


FACILITIES E TERCEIRIZAÇÃO

COM QUALIDADE DE MÃO DE

OBRA TEM NOME:

GRUPO HIGI SERV

Mais de 40 anos de atuação na

terceirização de mão de obra.

Presente nos principais estados

oferecendo serviços

especializados.

41 3028-5200

higiserv.com.br


notas

Manutenção

nos elevadores

Foto: divulgação

Normalmente as pessoas que têm medo de elevador evitam

entrar neles. Muitos se queixam do pavor de ficarem presos

no local fechado, já outros temem a morte causada pela queda

do equipamento. O que poucos sabem é que o elevador

pode ser um meio de transporte mais seguro que a própria

escada, basta uma boa instalação e manutenção. Para investir

nisso e no reparo de elevadores, escadas e esteiras rolantes é

preciso ter certeza que todas as normas técnicas estão sendo

observadas e seguidas. Os serviços oferecidos pela Raetz

Elevadores estão em conformidade com a legislação vigente

e são executados de acordo com a Abnt (Associação Brasileira

de Normas Técnicas). O objetivo da empresa é sempre oferecer

produtos que atendem todas as necessidades do público,

ofertando acessibilidade, conforto e praticidade.

Crianças x Condomínio

Em tempos de férias, uma das maiores preocupações e cuidados que

o síndico deve tomar é com as crianças. É indispensável estar sempre

atento à segurança do playground, desde a manutenção dos brinquedos

até os pisos. A 4 Play é uma empresa especializada em pisos para

playgrounds e áreas de recreação em geral. Possuindo a última palavra

em tecnologia de pisos drenantes, estão sempre em busca de novos

horizontes, novos projetos e desafios. Além de oferecer segurança

e tecnologia, a marca promove sustentabilidade, incentivando o uso

responsável de um produto à base de reciclagem de pneus.

Não viva

inseguro!

Automação dos portões é um dos primeiros passos para deixar o

condomínio seguro. Desde 2011, a Diretriz Automação tem o objetivo

de oferecer diferentes soluções em segurança para Curitiba e

região, com equipamentos e produtos de alta tecnologia. A equipe

técnica da empresa conserva o padrão de qualidade, portanto é

especializada no setor de projetos e implementação de sistemas

de segurança. Além disso, o grupo disponibiliza diversos serviços

de reforma em geral, entre eles: pintura predial, pintura em geral,

lavagem predial e reforma e manutenção de telhados.

Foto: divulgação Foto: divulgação

10


A INTERSEPT

CUIDA PARA VOCÊ!

Nós da Intersept agradecemos

a todos os nossos clientes,

colaboradores, fornecedores

e parceiros por fazer parte de

mais um ano de história!

Desejamos um feliz natal

e boas festas!

/InterseptSeguranca

intersept.com.br

comercial@intersept.com.br

(41) 98854-0059

(41) 3266-9581


notas

Condo office

A rotina de trabalho dos brasileiros mudou: atualmente,

muitos têm a oportunidade de trabalhar em casa, fazendo

crescer cada vez mais o chamado home office. Segundo

pesquisas, 45% das empresas brasileiras já aderiram a essa

modalidade de trabalho, com um crescimento de 22% em

relação a 2016. Por conta disso, construtoras e incorporadoras

começam a incluir nos ambientes das áreas comuns

dos condomínios residenciais espaços para reuniões e salas

de leitura. Melhorias na qualidade de vidas dos colaboradores,

mobilidade urbana e concessão de benefícios são

as principais motivações para a adoção do home office.

Foto: divulgação

Economia

Foto: divulgação

A justiça do DF (Distrito Federal) acumula cerca de nove mil

processos de dívidas de condomínios somente em 2019. Isso

se deu porque alguns moradores acabam esquecendo-se de

um custo que vai além das contas individuais como água e

luz: a taxa que custeia toda a manutenção do condomínio.

Apesar de essencial para manter o prédio, muita pessoas

deixam a tarifa de lado. Um dos principais papéis dos síndicos

é criar alternativas para resolver o problema. Conciliação é

o melhor caminho!

Desabamento

Fortaleza (CE) está em alerta. Quase mil ocorrências

por risco de desabamento foram registradas

na capital após desabamento do Edifício Andrea,

em outubro de 2019. Após esse fatídico acontecimento,

os chamados pela Defesa Civil de Fortaleza

se multiplicaram em relação ao mesmo período do

ano passado, onde foram registados 42 ocorrências

por risco de desabamento, já neste ano o número

chegou a 715 (17 vezes mais).

Foto: divulgação

12


EXCELÊNCIA LOGÍSTICA E QUALIDADE

SUPERIOR EM NOSSOS PRODUTOS!

LOCAÇÃO

Diária

Semanal

Mensal

Anual

VENDAS

Lavadoras, limpadoras de piso,

varredeiras, aspiradores,

equipamentos de limpeza

e peças de todas as marcas

ASSISTÊNCIA

TÉCNICA

Todas as marcas,

orçamento gratuito

R. Waldemar Loureiro Campos, 4132 - Xaxim

81.830-000 | Curitiba-PR

www.lojamundoazul.com.br

(41) 3151-0055

(41) 98725-0153

(41) 99878-4556


notas

A arte,

vive!

Foto: divulgação

Paredões vazios viram negócio nos condomínios da grande São Paulo.

Empresas encomendam obras e movimentam mercado para artistas,

produtores e até síndicos, com as telas gigantescas em laterais de

prédios custam até R$ 200 mil. Os pontos que mais despertam a

atenção são as bordas do Minhocão, a Rua da Consolação e o bairro de

Pinheiros. Desde janeiro de 2007, quando foi sancionada a Lei Cidade

Limpa, é proibida a colocação de anúncios publicitários em imóveis, o

que fez com que a capital ganhasse milhares de telas em branco. Esses

espaços sem cor na lateral dos prédios levaram à criação do O.bra, em

2015, inspirado em eventos que já aconteciam em Miami, nos EUA

(Estados Unidos da América), e Copenhague, na Dinamarca, em que

as grandes estrelas eram grafiteiros e seus murais.

Natal mais

humano

Porteiros,

cuidado!

Após uma mulher tentar urinar em pilotis de um prédio no DF (Distrito Federal),

um porteiro foi agredido ao tentar impedi-la de fazer o ato. Câmeras de segurança

mostraram que o grupo deu socos e chutes no funcionário, e as agressões

duraram cerca de uma hora. Na mesma semana, outro caso de agressão a outro

funcionário de portaria foi registrado no DF, mas dessa vez o ato foi cometido

por dois ex-parlamentares do supremo federal, que contou em uma entrevista

na televisão, que estava se sentindo arrependido da forma como agiu, mas que

o jeito como ele foi tratado pelo porteiro e o síndico o levou a essa “explosão”.

Fazer do Natal um dia especial para todos se tornou mais

fácil. O projeto Natal mais Humano surgiu da necessidade

de ter mais empatia com aqueles que precisam.

Buscando trazer alegria na época mais esperada do

ano pelas crianças e idosos, o grupo arrecada e leva

mantimentos para aqueles que necessitam de apoio e

solidariedade. Há 23 anos nesta corrente, o projeto está

sempre com o espírito de confraternização e carinho

pelo próximo, que deve estar presente na comemoração

ao nosso Senhor Jesus Cristo. Para ajudar a levar alegria

para quem precisa é fácil, acesse a vaquinha online

localizada no QR code da imagem, ou entre em contato com os organizadores pelas redes sociais do projeto e participe.

Venha com o Natal mais Humano distribuir amor, carinho e atenção neste Natal.

Foto: divulgação Foto: divulgação

14


notas

Crianças em

férias

Foto: divulgação

Atenção redobrada não deve faltar para os síndicos nesse

momento de férias, principalmente quando o assunto são

crianças. Se os pais trabalham fora, isso é ainda pior, pois

elas ficam presas no apartamento esperando o momento

certo para gastar energia. Para evitar problemas e riscos

para os pequenos, o síndico pode elaborar brincadeiras

seguras em grupo estimulando o uso de jogos. Para isso, é

necessário conversar com os pais e responsáveis para combinarem

as brincadeiras coletivas, como jogos na quadra ou

horários na brinquedoteca, mas sempre supervisionados

por um adulto. Outra dica importante é os condomínios

flexibilizarem regras muito rígidas, como a proibição de

bicicletas. O residencial pode abrir exceção para crianças

pequenas.

Inadimplência

Quem paga as dívidas condominiais de um morador que faleceu?

Essa é uma questão que deixa muitos síndicos com dúvidas. Muitas

pessoas acham que essa é uma herança para os familiares do

falecido, porém, mesmo que instintiva essa resposta está equivocada,

não são eles os responsáveis. No direito brasileiro, diante do

falecimento, os bens e direitos da pessoa falecida transformam-se

em uma massa única e “indivisível”, chamada de espólio, que aparece

antes da partilha aos herdeiros. Ainda segundo o ordenamento

jurídico, os bens deixados pelo falecido serão responsáveis pelo

pagamento das dívidas deixadas em vida, como determina o art. 597

do Código Civil, sendo válido para dívidas condominiais também.

Reformas

Reforma em condomínio é sinônimo de imprevistos, mas se o morador

conhecer bem o regulamento interno, com os horários pré-determinados

para a obra, isso pode ser evitado. Algumas regras importantes

que o sindico deve passar para o locatário que irá fazer a reforma

são: entregar a documentação necessária sobre a obra ao síndico,

conferir os dias e horários que ele poderá realizar a reforma, fazer o

recolhimento correto de entulhos, conhecer a estrutura do prédio, não

alterar a fachada, evitar mudar o envidraçamento e as áreas comuns.

Foto: divulgação Foto: divulgação

16


principal

18


Prédio

sustentável

Fotos: Thyago Eduardo

EDIFÍCIO CURITIBANO É O PRIMEIRO DO

MUNDO A RECEBER CERTIFICADO DE

AUTOSSUFICIÊNCIA EM ÁGUA

www.revistacondominium.com.br 19


principal

U

ma ideia entre amigos resultou em um

grande presente para Curitiba (PR):

o primeiro edifício com o certificado

Leed Zero Water do mundo. O prêmio é da

instituição internacional U.S. Green Building

Council, que tem sede em Washington (EUA).

O certificado valida que o centro empresarial

Eurobusiness, localizado no bairro Ecoville é

autossuficiente em água, empregando métodos

inovadores para o armazenamento da

chuva, tratamento de esgoto e captação de

água potável.

Para ser diferente e ter funcionalidade

em um bairro residencial, os idealizadores do

Eurobusiness precisaram inovar e buscar uma

diferença substancial no que já existia no mercado.

“Foi preciso dar uma característica ímpar

para esse empreendimento, fomos buscar o

que tinha de novidade e nos deparamos com

o início do conceito Leed: ele estabelece parâmetros

de construções sustentáveis”, conta

Marcos Bodanese, um dos gestores do edifício.

O prédio começou a ser construído em

“Foi feito um

tratamento de

água sem utilizar

nenhum produto

químico, usamos

a água como a

natureza nos dá”

Euclides Ciruelos

20


“A sustentabilidade do

edifício Eurobusiness

acontece desde o

tratamento com os

trabalhadores que

fizeram a obra, até o

bem estar de quem

utiliza o espaço para

trabalhar”

2012. Naquele momento, o Brasil tinha

apenas um Leed Platinium, com isso,

o desafio foi criar um edifício com o

primeiro Leed Platinium do sul do Brasil

e o segundo do país. “Nós alcançamos

esse objetivo e em 2016 nosso empreendimento

ficou pronto, mas alguns

reconhecimentos nós levamos a mais,

incrementamos o nosso projeto e estabelecemos

no Eurobusiness um sistema

de tratamento de influentes de esgoto,

que acabou nos dando agora em agosto

o primeiro certificado de Leed Zero Water

do mundo”, orgulha-se Marcos.

No edifício, um poço artesiano serve

www.revistacondominium.com.br 21


principal

como a principal fonte de água portável. O

projeto foi feito por uma equipe de 20 pessoas,

os responsáveis por criar várias fontes de água

no local, como reaproveitada da chuva, a proveniente

da condensação do ar-condicionado,

infiltração subterrânea e água cinza. Mas além

do aproveitamento da água, o edifício tem 38

painéis fotovoltáicos, isso significa que toda

energia usada no empreendimento é limpa,

gerando uma economia de mais de R$ 650

mil por ano.

Outra parte importante da infraestrutura

do Eurobusiness é o telhado verde. “Foi feito

um tratamento de água sem utilizar nenhum

produto químico, a usamos como a natureza

nos dá. Temos em cima do telhado uma zona

de raízes que é responsável por todo o tra-

“Mudar o mundo é

um dever de todos,

temos muitas opções

para viver mais

sustentavelmente

e pensar mais em

comunidade”

Euclides Ciruelos


tamento da água, ao longo do processo ela

direciona as residuais de volta para a descarga

do vaso sanitário ou direto a fonte”, garante o

engenheiro civil responsável pela obra Euclides

Ciruelos. E não para por aí, na cobertura do

prédio é realizado também o armazenamento

da água da chuva.

Parceiros do meio ambiente

O conceito de sustentabilidade sempre

esteve presente nos planos dos gestores,

arquitetos e engenheiros. Mas se você pensa

que o prédio se consolida por ser sustentável

apenas pelo telhado verde, se engana. A sustentabilidade

do edifício Eurobusiness acontece

desde o tratamento com os trabalhadores que

fizeram a obra, até o bem estar de quem utiliza

o espaço para trabalhar.

“A construção do Eurobusiness foi totalmente

sustentável, tivemos centenas de trabalhadores

na obra e nenhum acidente durante

o percurso, além disso, tivemos o trabalho de

não desperdiçar nenhum material, desde os

vidros das janelas até o drywall que separa as

paredes”, observa o engenheiro civil Euclides

Ciruelos. Todas as soluções implantadas foram

essenciais para o empreendimento ser

o primeiro do mundo a receber o selo Leed

Zero Water.

Ainda para o especialista, sustentabilidade

não é só o verde, só o tratamento de água, só

separação de lixo ou o espaço no estacionamento

para carros elétricos, esse conceito é

muito mais amplo e pode estar em cada atitude

e pensamento nosso. “Mudar o mundo é um

dever de todos, temos muitas opções para

viver mais sustentavelmente e pensar mais

em comunidade. A certificação Leed visa exatamente

isso: a saúde e satisfação das pessoas

que trabalham aqui dentro, para a vizinhança e,

enfim, para o meio ambiente”, conclui Euclides.

www.revistacondominium.com.br 23


férias

Aluguel por

temporada e

plataformas

digitais

ENTENDA COMO A

PRÁTICA SE TORNOU

UM PROBLEMA PARA

OS CONDOMÍNIOS

Fotos: divulgação

24


www.revistacondominium.com.br 25


férias

iajar na temporada e deixar o apartamento

vazio trouxe uma ideia para

V

diversos moradores: usar uma das

plataformas digitais ou aplicativos e oferecer

o imóvel para locação durante este período,

garantindo assim uma renda extra para o final

do mês. Porém, ao oficializar a situação, o condomínio

onde o imóvel se encontra demonstra

resistência e tenta proibir o ato.

Esse tipo de problema está se tornando

cada vez mais comum, existem reclamações

tanto de proprietários quanto de condomínios

que desejam impedir a prática. Por esse motivo,

o tópico foi objeto de julgamento no STJ

(Superior Tribunal de Justiça) em outubro deste

ano. Mas afinal, o condomínio pode ou não

realizar a proibição?

“O STJ ainda não concluiu o julgamento

em definitivo da matéria, que se mostra nova

e é preciso desenvolver regulamentação específica

para o caso, mas já sinalizou que pelas

normas vigentes não poderá haver a proibição

pelo Condomínio”, esclarece a Dra. Sabrina Rui,

advogada em direito tributário e imobiliário.

Os principais pontos abordados foram o

direito à propriedade e o direito do condomínio

para criar normas que restrinjam os direitos dos

moradores. A prevalência, por enquanto, é em

defesa do locador, que pode exercer livremente

o seu dispor sobre o bem.

“Um dos argumentos debatidos a favor do

condomínio é a possibilidade de veto pelo imóvel

perder a finalidade residencial, e se tornar

comercial, porém tal tese já foi descartada pelo

STJ, pois não está correto”, conta a advogada.

O contrato firmado por plataformas digitais

acontece entre os próprios interessados, sendo

o site ou aplicativo apenas uma ponte entre

os dois. Também foi abordado que, apesar do

valor envolvido, o imóvel não perde a conotação

residencial.

“Contanto que o locatário respeite as normas

do condomínio, como zelar pelo sossego

e saúde dos demais condôminos, não há empecilhos

em sua estada”, explica.

Apesar de ser uma nova modalidade, esse

tipo de locação assemelha-se muito às locações

para temporada, mas com o detalhe tecnológico.

“Esse é mais um ponto a favor do proprietário”,

afirma Sabrina.

“Alguns condomínios estritamente residenciais

já vetaram a possibilidade dessa locação,

enquanto outros estão buscando assessoria para

alterarem suas legislações para se adequarem

ao caso.”

Como o julgamento ainda não está finalizado

é preciso aguardar a decisão para assegurar o

livre uso dos imóveis pelos locatários ou a limitação

por parte dos condomínios.

26


‘‘Contanto que o locatário

respeite as normas do

condomínio, como zelar

pelo sossego e saúde dos

demais condôminos, não há

empecilhos em sua estada”

Dra. Sabrina Rui

cmxbp.com.br


segurança

Foto: divulgação

EVITE

TRANSTORNOS

SEGURANÇA DE CONDOMÍNIO DEVE

SER REDOBRADA NO FINAL DE ANO

Fotos: divulgação

28


F

im de ano! Alguns dizem que chegou

a melhor época do ano, já outros só

conseguem pensar em transtorno,

principalmente os síndicos, pois este período

merece uma atenção especial na gestão dos

condomínios. Com férias, festas e feriados, o

mês de dezembro costuma ser o mais agitado

no quesito visitas.

Os números de agendamento do salão de

festas aumentam nesse período e, consequentemente,

o número de pessoas que circulam

nas partes internas do prédio também. Mas

quando se aproximam as duas últimas semanas

do ano ocorre o contrário: o espaço fica

vazio, e isso também é algo para ficar atento.

De acordo com Luís Carlos Ribas, diretor

comercial do grupo Intersept, a segurança

deve ser redobrada nos residenciais nessa

época do ano.

Uma vez que é um período de viagens em

que ocorre o esvaziamento do condomínio,

é importante que todos os equipamentos de

segurança, especialmente perimetral e de

gravação de imagens sejam revisados.

www.revistacondominium.com.br 29


segurança

Ele ainda afirma que os profissionais que

trabalham no condomínio como porteiros e

zeladores devem ser orientados para que sejam

evitados acesso de pessoas sem autorização,

especialmente nas festas de confraternização

comuns nessa época. “Os moradores também

devem ser alertados para que tomem cuidados,

como manter suas unidades trancadas, se

possível guardar bens como bicicletas, mesmo

quando o residencial contar com bicicletário,

evitando que sejam atraídos oportunistas que

tentam furtar bens acessíveis ou desguarnecidos”,

explica Luís.

Manter a segurança do prédio em dia é trabalho

do síndico. Ele deve estar atento a questões

como localização, perfil dos moradores,

visitantes e prestadores de serviços, visando

programar regras e orientações de segurança

que priorizem o controle de acesso, evitando

invasões e golpes frequentes em épocas de

fim de ano.

É sempre bom investir em recursos mais

seguros para os moradores. “É importante

empregar a automação de portões de acesso,

para que nunca permaneçam abertos após

entrada e saída de moradores ou visitantes.

É essencial ainda a instalação de sensores de

alarme em áreas vulneráveis e no perímetro

do condomínio, evitando intrusões por muros

ou cercas”, garante.

Além disso, vale a pena contar com serviços

de monitoramento de alarme e gravação

de imagens, além de rondas de segurança.

Essas modalidades de serviços inibem criminosos,

além de possibilitar deslocamento de

agentes de segurança em caso disparos, bem

como, solicitação de apoio ás autoridades em

ocorrências.

‘‘É importante empregar

a automação de portões

de acesso, para que nunca

permaneçam abertos

após entrada e saída de

moradores ou visitantes”

Luís Carlos Ribas

30


PASSO A PASSO DE COMO FAZER

O CONTROLE DE VISITAS IDEAL E

SEGURO COM A INTERSEPT:

Infelizmente a maioria das intrusões e golpes

em condomínios ocorrem pela porta da

frente, e invariavelmente, por falta de atenção

e cuidados mínimos. Para a implementação de

um controle de acesso eficiente é fundamental

que exista comunicação entre moradores

e a administração. Nesse sentido, manter o

cadastro de moradores atualizado é de suma

importância.

Não obstante, festas e visitantes devem

ser previamente comunicados através de listas

ou informativos formais para que porteiros ou

outros prestadores de serviços tenham condições

de evitar acessos irregulares. Nos casos

onde tal providência não possa ser tomada

com antecedência, se faz necessário à orientação

dos prestadores de serviços no sentido

de somente liberar visitantes com autorização

prévia do condômino ou síndico, sem exceções.

Em condomínios que não contem com portaria

presencial ou remota, a implementação de

regras para acesso ao local são essenciais para

que cada condômino tenha consciência de que

somente pessoas autorizadas devem adentrar

às dependências do condomínio.

www.revistacondominium.com.br 31


sustentabilidade

Fim de ano e as

taxas condominiais

SAIBA COMO ELIMINAR A TCL DO CARNÊ DO IPTU

Fotos: divulgação

32


www.revistacondominium.com.br 33


sustentabilidade

ezembro é sinal de sol, praia, descanso,

festas de final de ano e muitos

D

boletos para pagar! Mesmo recebendo

férias, décimo terceiro salário e mais benefícios,

o morador ainda precisa se preocupar com

essas contas, que muitas vezes são bem altas.

Uma delas é a TCL (Taxa de coleta de lixo), que

é cobrada anualmente no mesmo talão do Iptu

e pode ser parcelada em até 10 vezes.

Segundo dados da prefeitura de Curitiba

(PR), os valores cobrados para exercício em

2019 foram de R$ 275,40 para taxa residencial,

R$ 471,60 para não residencial e R$ 137,70

para taxa reduzida residencial (50%). Para

a legislação municipal de Curitiba, qualquer

imóvel que gere mais de 600 litros de lixo por

semana, tem a responsabilidade de destinar

seus próprios resíduos.

A empresa curitibana Ciclefy junta sustentabilidade

e economia quando falamos em

coleta de lixo. Eles terceirizam esse serviço

‘‘A maior motivação

para o morador

é financeira, pois

quanto mais separar

o reciclável do

orgânico, menos taxa

de lixo ele vai pagar”

Vicenzo Agustini

34


que inicialmente é da prefeitura gerando uma

economia de mais de 60% na taxa condominial.

O motivo para a economia é que o reciclável

é enviado para cooperativas, com custo de

transporte menor do que os demais resíduos.

“Nós realizamos um trabalho de educação

e conscientização ambiental para que os moradores

do condomínio separem os resíduos. A

maior motivação para o morador é financeira,

pois quanto mais separar o reciclável do orgânico,

menos taxa de lixo ele vai pagar”, garante

Vicenzo Agustini, sócio proprietário da Ciclefy.

Os contratos para 2020 devem ser homologados

ainda em dezembro deste ano, para

que os moradores do condomínio já recebam

seus carnês de Iptu sem a cobrança da TCL. A

Ciclefy cuida de todos os documentos trazendo

segurança e praticidade para o síndico.

LIVRE-SE

DAS PRAGAS

EM SEU

CONDOMÍNIO

• DESINSETIZAÇÃO

• DESCUPINIZAÇÃO

• DESRATIZAÇÃO

• CONTROLE DE POMBOS / MORCEGOS

• REMOÇÃO DE ABELHAS E VESPAS

• LIMPEZA E DESINFECÇÃO TÉCNICA

EM RESERVATÓRIOS DE ÁGUA

- Empresa com registro no CREA.

- RT Eng. Agrônomo

- Atuando no mercado desde 2006.

- Alinhada com a ISO 14000.

- Possuímos ainda TST.

www.gtspragas.com.br

(41) 3298-6633

(41) 9 8862-8042

gts.gts@terra.com.br

Rua Moysés Gutztein, 477 | Curitiba | PR


economia

36


Morador

inadimplente

pode usar as

áreas comuns do

condomínio?

A RESPOSTA É FÁCIL, CLARA E,

QUANDO NÃO SEGUIDA, PODE

GERAR PROBLEMAS AO SÍNDICO

Foto: divulgação

www.revistacondominium.com.br 37


economia

ão são raros os casos de condomínios

que sofrem com os moradores

N

inadimplentes no dia a dia. Com o

intuito de incentivar os devedores a pagar as

contas atrasadas, alguns síndicos optam por

fazer punições severas: como a proibição dos

condôminos devedores e seus familiares de

usar as áreas comuns do prédio, como piscina,

playground, churrasqueira e muito mais. Mas

até onde é vigente na legislação esse tipo de

castigo?

Essa opinião varia de profissional para

profissional. Alguns advogados consideram

legal a prática de suspender o uso de áreas de

lazer do conjunto residencial, principalmente

quando essa área gera custos ao condomínio,

como saunas. Já outros advogados entendem

que o morador não deve ser privado de utilizar

as áreas comuns do condomínio, pois, de certa

forma, isso fere a constituição.

Dr. Luciano explica que, segundo entendimento

do STJ (Superior Tribunal de Justiça),

impedir a utilização de qualquer área comum

pelo condômino inadimplente fere o direito de

propriedade, já que, o devedor também é dono

das áreas comuns conforme sua fração ideal.

Os condôminos só devem sofrer punições de

cunho financeiro e a proibição de participar e

votar em assembleias, ambas previstas no

Código Civil Brasileiro.

“Proibir o uso de serviços essenciais, como

água, uso do elevador, gás ou qualquer outro

serviço fundamental a moradia, fere dois princípios

constitucionais: o direito à propriedade

e a dignidade da pessoa humana”, explica o

Dr. Luciano Souza, advogado na CM Baiak Advogados

Associados e especialista em Direito

Condominial.

38


Existem outras opções para cobrar o morador

inadimplente, se aprovado em assembleia,

o síndico ou administradora pode aplicar uma

multa punitiva conforme determinação do artigo

1.337 do Código Civil Brasileiro. “Condôminos

em atraso ficam sujeitos a juros moratórios

convencionados ou, não sendo previstos, os de

1% ao mês e multa de até 2% sobre o débito”,

esclarece o advogado.

Para os síndicos que não cumprirem o

que dita à lei, algumas penalidades podem

ser aplicadas a eles. “As responsabilidades

do síndico estão previstas no artigo 1.348

do Código Civil Brasileiro. O síndico que não

cumprir com suas atribuições legais, cometer

irregularidades, não prestar contas, ou não

administrar convenientemente o condomínio,

poderá ser destituído do seu cargo, conforme

prevê o artigo 1.349 do Código Civil Brasileiro.

Nos casos mais graves poderá responder ação

civil ou criminal”, conclui.

Você proibir o uso de

serviços essenciais,

como água, uso do

elevador, gás ou

qualquer outro serviço

fundamental a moradia,

fere dois princípios

constitucionais: o

direito à propriedade e

a dignidade da pessoa

humana”

Advogado Luciano de Souza, da CM Baiak Advogados

Associados, especializada em Direito Condominial.

www.cmbaiak.adv.br

Dr. Luciano Souza

www.revistacondominium.com.br 39


gente que cuida

Amor pela

organização!

CONHEÇA A ZELADORA QUE

TEM O SONHO DE ABRIR UMA

EMPRESA DE LIMPEZA

Fotos: divulgação

I

vonete Rodrigues, de 42 anos, é zeladora

há dois anos do mesmo condomínio.

Amada por todos os moradores, o que

mais gosta de seu trabalho é de fazer novos

amigos. Mais conhecida como Ivone, ela é líder

da zeladoria de seu prédio, que conta com 46

apartamentos.

Para chegar onde está, ela lutou muito.

“Trabalhei anos como doméstica e posso dizer

que não é fácil, mas é um trabalho que eu

admiro muito”.

No futuro, ela até pensa em abrir uma empresa

de limpeza. “Sou apaixonada por coisas

limpas e organizadas. Acho que isso faz a vida

mais fácil, conseguimos achar as coisas e nos

achar também, consequentemente”.

Enquanto isso, Ivone aproveita para trocar

boas conversas em seu edifício. Nos tempos

livres, ela tem um hobbie divertido e saudável.

“Gosto de correr! Acho uma delícia olhar a cidade

enquanto corro e sentir a brisa batendo no

meu rosto. Não há sensação melhor!”, finaliza.

40


“Gosto de correr! Acho

uma delícia olhar a

cidade enquanto corro

e sentir a brisa batendo

no meu rosto”

Ivonete Rodrigues, zeladora

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

PROTEÇÃO COMPLETA

PARA O QUE importa!

Soluções inteligentes no

controle de pragas urbanas

Desinsetização

Desratização

Descupinização

Controle de Pombos

e Morcegos

Instalação de telas

em bocas de lobo

Expurgo e Fumigação

3070-1033

(41) 99213-5858

/dedetizeja2

www.dedetizeja.com.br

Av. Nossa Senhora Aparecida, 1220 - Santa Terezinha

Fazenda Rio Grande - PR


feira

Saiba como foi a

9ª edicão da feira

Habitacon

MUITAS PESSOAS

MARCARAM PRESENÇA NO

EVENTO EM CURITIBA (PR)

Fotos: Thyago Eduardo

42


ensação de dever cumprido é sempre

uma constante para a Habitacon. A

S

IX edição da feira, que é feita para

fornecedores de construção e condomínios

contabilizou cerca de sete mil visitantes nos

quatro dias de evento e 101 empresas expositoras

no segmento de máquinas, materiais de

construção, equipamentos e muita tecnologia

de ponta, segundo a organização.

A Habitacon atingiu as expectativas de apresentar

uma diversificada gama de expositores

de várias regiões do Brasil. “O público visitante

foi extremamente qualificado, composto por

engenheiros, arquitetos, síndicos, administradores

condominiais e profissionais do setor.

Nossas expectativas para a próxima edição é

deixar o evento ainda mais qualificado, para que

assim sejam potencializadas as oportunidades

de promoção e geração de negócios entre os

participantes”, avalia Valdir Bello, presidente

da feira.

www.revistacondominium.com.br 43


feira

O sucesso foi tão grande que a décima

edição da feira Habitacon já está marcada

para os dias 21 a 24 de outubro de 2020. Mas

diferente de todos os anos, o evento está sendo

reestruturado. A ideia inicial é inserir mais

segmentos de fornecedores, principalmente

na área de construção civil. “Em 2020 será

uma edição comemorativa aos 10 anos da

Habitacon. Muitas novidades e atrações serão

inseridas no evento. Esperamos cada vez mais

satisfazer tanto o público expositor quanto o

público visitante”, antecipa o presidente.

Valdir ainda afirma que o setor que a Habitacon

atende é bastante grande e está cada

vez mais valorizado e concorrido, desta forma,

é preciso entender que é necessário melhorar

sempre e é isto o que os organizadores do

evento irão buscar nesta edição comemorativa

de 2020. “30% dos expositores desta edição já

reservaram seus stands e confirmaram participação

em 2020, este é um ótimo termômetro

e já começamos a comercialização dos stands

da próxima edição com um número significativo

de expositores, coisas que não ocorreram em

edições anteriores. Estamos bastante otimistas

e achamos que daqui pra frente a Habitacon

só tem a crescer”.

REVISTA CONDOMINIUM

Em mais um ano, a Revista CONDOMI-

NIUM marcou presença na feira Habitacon,

com um stand contendo as mais novas edições

da Revista e com a equipe jornalística que apurou

as principais novidades para os síndicos.

CMX

Fundada há sete anos, a CMX Blocos e

Pavimentos esteve pela segunda vez na feira

Habitacon. As expectativas eram altas para

apresentar a empresa, principalmente no

quesito qualidade de seus produtos, que são

fabricados através de uma tecnologia alemã.

“Imaginamos que através da Habitacon as

pessoas irão conhecer mais a nossa marca.

Nunca nos expomos tanto, mas de alguns anos

para cá estamos empreendendo em rodadas

de negócios e feiras como essa para fortalecer

bastante a nossa marca”, conta a representante

do grupo Jusce Cordeiro.

44


CONDOBRASIL

Participando pela primeira vez do evento, a

Condobrasil estava com grandes expectativas para

receber bastante visita em seu stand. Para esse

momento, o grupo preparou uma grande promoção

para as administradoras, síndicos profissionais

e garantidores: um mês grátis para quem contratar

o sistema na feira. “Nossa expectativa está em

cima dessa promoção, se o pessoal optar por

cadastrar o condomínio, ele vai conseguir fazer

isso aqui na feira mesmo, pois trouxemos toda a

nossa equipe técnica, como programador, nosso

engenheiro de software e a parte comercial”, garante

Andressa Tapia.

CURITIBA SOLAR

A ideia principal da feira Habitacon é promover

uma capacitação de novos clientes, e mais do que

isso, a Curitiba Solar veio com o objetivo de legitimar

os clientes já existentes. “A ideia também é

mostrar o mercado completo da nossa empresa,

que vai além do repertório tradicional de engenharia.

Trabalhamos a parte de energia solar e correção

da área de energia para indústrias e condomínios

com os melhores materiais do mundo”, pontua

Ricardo Blauth, engenheiro eletricista e diretor

da empresa.

MUNDO AZUL

Participando pela segunda vez consecutiva

da feira Habitacon, o grupo veio com força total

neste ano. Dispostos a não perder negócio e

não deixar o cliente pensando por muito tempo,

o objetivo da marca é fazer o cliente comprar

o produto, levar e ficar satisfeito. A empresa

tem foco em equipamentos de limpeza de alta

pressão da marca Karcher. “Para a feira, nós

trouxemos uma novidade, que é o FC5, um

limpador de piso focado para áreas pequenas.

Ele é um limpador, extrator e aspirador para o

piso, faz três trabalhos em apenas um aparelho”,

garante Marcio Pichebichevski, gerente

da Mundo Azul.

www.revistacondominium.com.br 45


perfil

De volta

às aulas

PROMOVIDO DA ZELADORIA

A PORTARIA, PORTEIRO DE

PRÉDIO NA VILA IZABEL

SE DESTACA NO SETOR

Fotos: divulgação

edião Borges de Queiroz é novo, mas já

tem muita história para contar. Com 29

J

anos e um carisma especial, começou aos

20 no mercado de trabalho. Há sete anos, está

no mesmo edifício, tendo sido promovido da

função de zelador para porteiro. Sobre o serviço,

ele diz: “Para mim é muito tranquilo ser

porteiro, quando zelador era mais complicado

pelo fato de ter que lidar com os moradores,

gás e outras responsabilidades”.

Hoje, Jedião faz a entrada e saída dos residentes,

uma tarefa importante, uma vez que

no condomínio em que trabalha já tentaram

entrar algumas pessoas que não estavam

autorizadas. ‘’É direto que aparece gente que

não pode entrar. Lembro até de uma mulher

que era separada do marido e queria pegar seu

filho no dia que não estava combinado com a

justiça, se deixo entrar, podia ficar complicado

para aquela família”, recorda.

Fotos: divulgação

46


Essa relação com os moradores é o que

Jedião mais ama de seu trabalho, mas ele

tem outros sonhos que vão além da portaria.

O funcionário está terminando os estudos. Parou

no ensino médio para começar a trabalhar

e retornou para a escola agora. Assim que se

formar, quer cursar mecânica automotiva.

“Para mim é muito tranquilo

ser porteiro, quando zelador

era mais complicado”

Jedião Borges de Queiroz, porteiro

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

A GARANTIA DE

QUALIDADE E

SATISFAÇÃO

DO CLIENTE!

LAJOTAS

LAJE TRELIÇADA MEIO FIO LAJOTA E VIGA TRELIÇA ALVENARIA

ELEMENTO VAZADO FLOR

CAIXA DE LUZ

CONCRETADA

ELEMENTO VAZADO

16 FUROS COMPOSE

QUADRADA DECORADA

PAVERS - 4cm/6cm/8cm

Fone: 41 3276-5031

Rua Salomão Elias Feder, 1422

Uberaba - Curitiba PR

www.lajesivemar.com.br

E-mail: ivemar@lajesivemar.com.br


entrevista

Glauco

Buccieri

VICE-PRESIDENTE FINANCEIRO DA APRAV (ASSOCIAÇÃO

PARANAENSE DE CONTROLADORES DE PRAGAS E VETORES)

Cuidado com as

pragas

o calor as pragas são as maiores inimigas

da população. Fazer a dedetização

N

desses insetos não é tão fácil quanto

parece e para responder dúvidas sobre o ramo,

conversamos com Glauco Buccieri, vice-presidente

da Aprav.

Foto: divulgação

48


QUANDO E COMO A APRAV FOI FUN-

DADA?

A Aprav foi fundada em 1998 por um grupo

de empresários com o objetivo de ser uma

entidade representativa das empresas controladoras

de pragas do Estado do Paraná. Os

membros da diretoria são: presidente Mauro

Fernando Honjo, vice-presidente financeiro

Glauco Sylla Buccieri, vice-presidente administrativo

Almir Luiz de Souza e vice-presidente

técnico-científico Maria do Horto Nagano.

QUAL É O MAIOR OBJETIVO DA ASSO-

CIAÇÃO?

A Aprav tem como objetivo a divulgação

técnica dos vetores e pragas urbanas, métodos

de controle através de palestras, cursos, seminários,

workshop e congressos. Promovemos

também a capacitação técnica profissionalizante

para todos interessados e esclarecimento ao

consumidor final sobre os métodos de controle,

além de auxiliá-lo a melhor contratar uma empresa

prestadora de serviços. Atuamos junto ao

poder público, aos órgãos de regulamentação

e fiscalização do setor. Incentivamos a pesquisa

científica e o desenvolvimento de novas metodologias

e produtos, tornando o setor de

controle de pragas mais ético e profissional.

VOCÊS OFERECEM SERVIÇOS PARA

QUEM E EM QUAIS REGIÕES DO PARANÁ?

Atendemos do norte ao sul do Paraná. Nossos

distribuidores são de Araucária, Colombo,

Curitiba e Araçatuba (SP).

QUAIS AS AÇÕES QUE A APRAV DE-

SENVOLVE?

A associação desenvolve ações e projetos

em prol da profissionalização e do desenvolvimento

do setor de controle de vetores e pragas

urbanas, congrega empresas prestadoras de

serviços de controle de pragas, os fabricantes

de produtos químicos domissanitários, equipamentos

e acessórios para estes fins, técnicos e

outros interessados na área, bem como órgãos

de ensino, universidades e entidades públicas

e privadas.

QUAIS SÃO OS PARCEIROS DA ASSO-

CIAÇÃO?

Além dos distribuidores Bioagro, PCO

House, Sanigran, Benker e Unno Saúde, temos

parceria com o Sebrae e OmegaPrice.

VOCÊS OFERECEM CURSOS PARA OS

INTERESSADOS NA ÁREA?

Sim, nós oferecemos cursos em parceria

com diversos distribuidores. Esses distribuidores

fazem a venda de produtos domissanitários,

eles também, com frequência fazem palestras

e nós os apoiamos. Os distribuidores tem uma

listagem das empresas regionais e eles fazem

o envio dos convites para as palestras, via internet.

Essas empresas vendem produtos de

diversas multinacionais e empresas nacionais, é

importante frisar que são produtos específicos

e fechados para o nosso setor.

EM TODOS OS ANOS DE EXISTÊNCIA,

QUAIS AS MAIORES MUDANÇAS QUE A

APRAV PROPORCIONOU PARA O SETOR?

Houve uma evolução muito grande nas últimas

décadas em relação a diversas técnicas e

produtos. Observamos que nas reuniões tanto

feita diretamente pela Aprav ou indiretamente

pelos distribuidores, há sempre indagações

de melhoras no nosso segmento e, é esse o

objetivo principal da associação: tecnificar

qualquer tipo de empresa e capacitá-la para

que ela esteja no mercado oferecendo um

produto de qualidade.

O QUE PRECISA PARA SER UM ASSOCIA-

DO DA APRAV?

Para ser um associado Aprav, existe em

nosso site um campo onde o interessado procura

quais são os quesitos mínimos. É preciso

ter um responsável técnico, conforme faculta

hoje as normas, estar com a empresa legalizada.

Para isto é necessário apresentar uma série

de documentos pertinentes e, dessa maneira,

ela adentra a Aprav. O site como um todo tem

informações básicas e pertinentes a nossa área

de atuação, ele é bem objetivo e claro. Então

as pessoas que tem interesse podem entrar em

contato e nós estaremos aqui para auxiliá-los

e dá-lhes apoio.

www.revistacondominium.com.br 49


A mão de obra especializada

que você precisa para reformas e

construção de coberturas

Outros serviços:

• Pinturas prediais

• Manutenção hidráulica

• Reformas em geral

• Troca de telhados

®


“Tivemos acesso ao trabalho da Testil por meio de algumas obras que

realizaram e ficamos impressionados pelos custos/benefícios oferecidos pela

empresa. A estrutura de mão de obra e profissionalismo oferecidos durante a

reforma de nossas 54 torres afetadas, foram surpreendentes. O diferencial de

preço e a proposta de colocar várias equipes de trabalho para nos atender,

foram os maiores diferenciais”

Flávio Lubcke Farias

Síndico Conjunto Cassiopéia

www.testil.com.br

(41) 99157 4177 (41) 3229 3359

contato@testil.com.br


Em 2020 completamos 25 anos,

sempre ajudando a construir dias melhores.

Desejamos a todos um Feliz Natal

e um ano repleto de conquistas

QUALIDADE, AGILIDADE,

DISPONIBILIDADE,

RESPONSABILIDADE E

PREÇO JUSTO

• Compactação de solo

• Acabamento de pisos

• Concretagem

• Ferramentas elétricas

• Limpeza de obras e canteiros

• Energia e Iluminação

• Bombas submersíveis e mangote

• Movimentação de cargas

• Andaimes e escoras

• Motosserras, roçadeiras e sopradores

www.elevasul.com.br

ElevasulEquipamentos

More magazines by this user
Similar magazines