*Agosto/2019 - Revista Condominium 24

jota.2016

A REVISTA DO SÍNDICO

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Judiciário

ATENÇÃO SÍNDICO!

Reformas e manutenção podem

valorizar o imóvel

em mais de 50%

Ano V • N°24

Agosto 2019

Lei obriga a proteção do

bem por meio de seguro

Sustentabilidade

Lixo do condomínio pode

virar dinheiro

Segurança

Empresa especializada

completa duas décadas

Entrevista

José Roberto Graiche Júnior,

Presidente da Aabic


www.entri.com.br

/entriportariaremota

R.Desembargador Westphalen, 1391

Rebouças - Curitiba - PR - 41 3517-0950


App com controle de

acesso e encomendas

Acesso por tag

e biometria

Atendimento

humanizado

Assistência 24h

CFTV

Solicite seu orçamento de controle de acesso e CFTV

Portaria Remota de confiança!


sumário

06 Editorial

08 Notas

18 Principal

24 Lei

30 Artigo

32 Segurança

38 Gente que cuida

40 Sustentabilidade

44 Perfil

46 Entrevista

04


SEGURANÇA E

CONFIABILIDADE É

O NOSSO CONTROLE!

(41) 3018-8770

(41) 9 9111-2012

www.brcontroll.com.br

comercial@brcontroll.com.br


WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Ano V • N°24

Agosto 2019

editorial

OFERECEMOS

EQUIPAMENTOS DE PONTA

PARA COMPACTAÇÃO COM

CUSTO COMPATÍVEL

A REALIDADE

Compactação de solo

• Energia e Iluminação

Acabamento de pisos

• Bombas submersíveis e mangote

Concretagem

• Movimentação de cargas

Ferramentas elétricas

• Andaimes e escoras

Limpeza de obras e canteiros • Motosserras, roçadeiras e sopradores

A Revista do Síndico e dos Condôminos www.revistacondominium.com.br Ano V • N.24 • Agosto 2019

A REVISTA DO SÍNDICO

Judiciário

Lei obriga a proteção do

bem por meio de seguro

Sustentabilidade

Lixo do condomínio pode

virar dinheiro

Segurança

Empresa especializada

completa duas décadas

Entrevista

José Roberto Graiche Júnior,

Presidente da Aabic

ATENÇÃO SÍNDICO!

Reformas e manutenção podem

valorizar o imóvel

em mais de 50%

A foto da capa é uma

ilustração da cidade de

Curitiba, referente à nossa

reportagem principal, que

aborda sobre a importância

do síndico cuidar do imóvel.

Foto: Shutterstock

Ano V | Edição nº 24 | Agosto 2019

Diretores

Comercial: Fábio Alexandre Machado

Executivo: Pedro Bartoski Jr.

revistacondominium@revistacondominium.com.br

Apoio

necessário

Administrar um condomínio não é tarefa fácil, ela

exige atenção e muitas vezes é necessário ajuda para

enfrentar as demandas diárias, que são muitas, por sinal.

Gerir um condomínio pode ser comparado à gestão de

grandes empresas, pois ambos são empreendimentos

que necessitam de dedicação dos profissionais responsáveis

por essa função. Quando falamos de condomínios

residenciais, sabemos que a função de deixá-lo sempre

com a manutenção e cuidados em dia é do síndico ou

das administradoras, que trabalham sempre priorizando

a segurança e o bem estar de todos os moradores e

visitantes.

A REVISTA CONDOMINIUM tem sido fundamental

para auxiliar todos os responsáveis pela função de organizar

o espaço condominial. Nesta edição, trouxemos em

pauta a importância da valorização do imóvel e como uma

simples manutenção pode agregar valor ao condomínio

e trazer conforto para os moradores. Entrevistamos o

presidente da Aabic (Associação das Administradoras

de Bens e Imóveis) José Roberto Graiche Junior, que

mostrou como a associação trabalha para favorecer a

classe das administradoras. Quando a questão é sustentabilidade

e economia, o leitor conhecerá uma forma de

economizar apenas reciclando o lixo do condomínio, em

uma matéria especial com Vicenzo Agustini, proprietário

da Ciclefy, empresa que garante economia de mais de

50% na taxa de coleta de lixo.

Com esta edição esperamos te ajudar na gestão

do seu condomínio. Desejamos uma excelente leitura

a todos!

Departamento Comercial

Marcelo Marcet de Andrade - Teaser Comunicação

Regiane Caetano - JOTA EDITORA

comercial@revistacondominium.com.br

Redação

jornalismo@jotacomunicacao.com.br

Colaboração

Redação: Isabela Alves

Projeto Gráfico

Supervisão: Fabiana Tokarski

Fabiano Mendes

criacao@jotacomunicacao.com.br

Depto. de Assinaturas

Supervisão - Cassiele Ferreira

assinatura@revistareferencia.com.br

www.revistacondominium.com.br

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação

da JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação bimestral independente,

dirigida ao público curitibano, síndicos e condôminos da capital paranaense

e Região Metropolitana. A CONDOMINIUM não se responsabiliza

por conceitos emitidos em artigos e colunas assinadas, por serem de

responsabilidade de seus autores. A utilização e reprodução pode ser feita

desde que informada e citada a fonte. A Revista CONDOMINIUM também

não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e

imagens enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade

de seus produtores.

06


RAPIDEZ E FACILIDADE NA PALMA DA SUA MÃO!

PRESTAÇÃO

DE CONTAS

RESERVA DE

ESPAÇOS COMUNS

DOCUMENTAÇÃO

SEGUNDA

VIA BOLETO

Prestação de Contas

100% online

Balancetes Digitalizados

Balancetes GED

Transparência e agilidade

na gestão financeira

Reservas e

cancelamento online

Consulta de espaços

disponíveis e datas

Consulta de normas

de utilização

Envio de lista

de convidados

Atas das Assembleias

Convenção e Regimento

Interno

Relatórios Financeiros

Comunicados

Boletos vencidos

e a vencer

Solicitar 2ª via boleto

Copiar código de barras

Solicitar boleto via e-mail

www.administradoraparana.com.br

Rua Conselheiro Laurindo, 809 | Centro | 80.060-100 | Curitiba - PR

Fone: (41) 3883-1700 | admparana@admparana.com.br


notas

Controle de pragas

Foto: divulgação

A Aprav (Associação Paranaense dos Controladores de Pragas

e Vetores) está há 21 anos atuando no mercado. Segundo o

vice-presidente financeiro da associação Glauco Sylla Buccieri, a

maior função deles é orientar esse mercado no aspecto técnico e

com palestras nas áreas administrativas, técnicas e operacional.

“A Aprav visa principalmente realizar uma integração do mercado

com informações técnicas, treinamentos e cursos, qualificando

o mercado de um modo geral, pois hoje a legislação exige uma

formação técnica qualificada de quem presta esse serviço”, revela

Glauco. Além disso, eles também oferecem esclarecimento ao

consumidor final sobre os métodos de controle e o auxilia para

contratar melhor uma empresa prestadora de serviços, atuando

junto ao poder público, aos órgãos de regulamento e fiscalização

do setor. Essa orientação é importante para o síndico, quanto

a preservacão de infestações de pragas.

Portaria Remota

Tendência em diversos condomínios, a portaria remota é uma solução

tecnológica e inovadora que permite o controle de acesso de visitantes

e prestadores de serviços à distância por meio de uma central de monitoramento.

Com diversas vantagens, a portaria remota contribui para

automatizar a vigilância em condomínios residenciais de pequeno e grande

porte, reduzindo a vulnerabilidade de porteiros e condôminos. Além

disso, a portaria remota é considerada mais segura que a convencional e,

é indicada para inibir ações de criminosos em condomínios residenciais.

Reforma segura e

com qualidade

Reformas em prédios e casas é sempre um momento que

exige muita atenção, além disso, a manutenção predial é

extremamente importante para manter a valorização do

imóvel. A MR.X Manutenção Predial é uma empresa que

oferece manutenções gerais em edifícios, casas, prédios

comerciais e industriais. Com equipe qualificada e dedicada,

eles prometem entregar qualidade e prazo em um único

pacote, atendendo os clientes mais exigentes do mercado.

Fundada em 2011, a empresa sempre seguiu valores sólidos

visando atender as necessidades dos clientes. Eles possuem

os canais de comunicação sempre abertos para manter um

relacionamento com os clientes desde o primeiro dia do

contrato até o último, quando ficam inteiramente satisfeitos

com o trabalho da MR.X.

Foto: divulgação Foto: divulgação

08


hÁ 20 ANOS

CUIDANDO DE VOCÊ

A qualquer MOMENTO!

App Intersept

Condomínio

Rondas

Cercas Elétricas

Alarme monitorado

Monitoramento

de câmeras

Portaria Remota

Atendimento tático

Serviços terceirizados

/InterseptSeguranca

intersept.com.br

comercial@intersept.com.br

(41) 98854-0059

(41) 3266-9581


notas

Aquecedor a gás:

evite transtornos

Foto: divulgação

Esse inverno foi marcado por diversas matérias que envolviam a morte de

famílias inteiras por conta de vazamento de gás nos aquecedores. É dever

dos síndicos avisar aos condôminos quais os riscos que eles correm não

fazendo a manutenção correta do equipamento. Os principais cuidados são:

ao instalar o aquecedor e fazer a manutenção recomendada anualmente, é

necessário contratar um profissional qualificado; o local de instalação deve

atender aos requisitos de volume mínimo e ter aberturas de ventilação

permanente adequados ao tipo de aparelho e sua potência; as válvulas de

fechamento do gás combustível devem ser de fácil acesso; Tubos flexíveis

de alimentação de gás e dutos de exaustão devem estar bem conservados

e sem fissuras; caso note pelo cheiro que há vazamento do gás que

alimenta o equipamento ou haja ruído excessivo e diferente do normal, é

recomendado não acender as luzes ou usar aparelhos que usam a energia

elétrica, além de não usar fósforos e isqueiros. O que se deve fazer é

ventilar o local e depois disso, o recomendado é acionar a concessionária

que fornece o gás ou até mesmo os bombeiros.

Pets em condomínio

Moradora de condomínio em Florianópolis (SC) foi obrigada pela lei a se desfazer

de dois dos seus quatro cachorros. Segundo o juiz de Direito Flavio André Paz

de Brum, do 2º JEC de Florianópolis, os cães causavam perturbação ao sossego

dos vizinhos. A mulher idosa vive sozinha em um apartamento de menos de 50

m² (metros quadrados) com quatro cães da raça spitz alemão. Porém, vizinhos

da condômina passaram a reclamar do barulho causado pelos animais, que latem

intermitantemente. Um dos moradores anotou diversas ocorrências no livro do

condomínio por causa de suposta perturbação causada pelo barulho. Por conta

disso, a moradora ingressou na justiça pedindo a condenação do morador por

dano moral, alegando que o vizinho reclamava sem justificativa. Mesmo o juiz

considerando a importância que os animais tinham para a idosa, ele pontuou que

é necessário impor limites à vivência dos animais no condomínio.

Cuidado!

A epidemia do sarampo está de volta, cerca de 1230 casos já foram confirmados no Brasil, com

um crescimento de 35% em dez dias, segundo o Ministério da Saúde. O seu condomínio pode

colaborar na prevenção desta doença, que quando não tratada, pode levar a morte. Estima-se

que uma pessoa doente sozinha, pode fazer o vírus chegar em pelo menos todos os vizinhos do

mesmo andar. A primeira medida que uma pessoa com suspeita ou confirmação da doença deve

fazer é comunicar imediatamente ao síndico, zelador ou administradora. Estes podem facilmente

contornar essa resistência inicial do morador infectado assegurando que a identidade dele será

preservada ao notificar a comunidade a respeito do caso confirmado da doença no condomínio,

criando assim uma conscientização sobre a doença para todos os condôminos e, informando

sobre a campanha de vacinação permanente ofertada pelo Sus (Sistema Único de Saúde).

Foto: divulgação Foto: divulgação

10


EXCELÊNCIA LOGÍSTICA E QUALIDADE

SUPERIOR EM NOSSOS PRODUTOS!

LOCAÇÃO

Diária

Semanal

Mensal

Anual

VENDAS

Lavadoras, limpadoras de piso,

varredeiras, aspiradores,

equipamentos de limpeza

e peças de todas as marcas

ASSISTÊNCIA

TÉCNICA

Todas as marcas,

orçamento gratuito

R. Waldemar Loureiro Campos, 4132 - Xaxim

81.830-000 | Curitiba-PR

www.lojamundoazul.com.br

(41) 3151-0055

(41) 98725-0153

(41) 99878-4556


notas

Evite transtornos

ao contratar serviços

Contratar fornecedores para o condomínio exige muito cuidado, sob pena de

responsabilização do síndico por negligência, imperícia ou imprudência. Conhecer

a empresa que será contratada e os seus serviços é uma dica simples

e considerada óbvia, mas que evitaria muitos problemas. É importante que

o síndico não tenha como critério da escolha apenas o menor preço, o que

pode comprometer a qualidade do trabalho e o prazo de entrega, além disso,

é preciso que o síndico exija da empresa um contrato com a especificação

detalhada de todos os serviços prestados. É preciso também deixar por escrito

as datas de entrega das etapas da obra, conforme o planejamento prévio.

Outra dica importante é sempre contratar empresas que tenham funcionários

registrados e que possam te mostrar outros serviços já realizados por ele.

Em obras de grande porte também é recomendável a contratação de seguro

de vida para os funcionários que vão trabalhar no condomínio, garantindo ao

menos, os direitos básicos dos trabalhadores ali terceirizados.

Foto: divulgação

Segurança em

condomínios

Foto: divulgação

Manter um condomínio sempre seguro e longe de riscos é dever do

síndico, porém os moradores também precisam colaborar para manter

cronograma de segurança. Dependendo da estrutura do prédio, é preciso

montar um cronograma de segurança com as normas que devem

ser seguidas por porteiros e moradores. É preciso que os moradores

tenham consciência que os visitantes serão parados, identificados

e irão passar por triagem, tudo para evitar qualquer transtorno para

todos os condôminos. A principal forma de manter a segurança do

condomínio é o trabalho em equipe, mas alguns condomínios tem

a dificuldade de ensinar os moradores a viverem em comunidade.

Violência doméstica

O Brasil é um dos países onde mais acontecem casos de violência doméstica

contra mulheres. Por conta disso, o governo da Paraíba publicou no

DPL (Diário do Poder Legislativo) um Projeto de Lei de autoria do deputado

Adriano Galdino (PSB), que diz que os síndicos terão que comunicar a

polícia casos de agressão contra as mulheres no Estado. A ideia pode

servir de exemplo para os condomínios do país inteiro, pois de acordo

com a iniciativa, quem presenciar os casos de agressões deverá notificar

de imediato o síndico ou a administradora de condomínios, devendo ter

o seu sigilo assegurado. Após conhecimento do fato, o síndico ou a administradora

condominial deverá fazer o comunicado. Caso isso não seja

cumprido, o condomínio pode ser multado e o síndico responsabilizado.

Foto: divulgação

12


notas

Tudo para a

sua cozinha

Foto: CONDOMINIUM

Com a missão de oferecer aos clientes e consumidores os

melhores produtos para gastronomia, agilidade na entrega

e preços competitivos, a Platinox oferece utensílios para

cozinha profissional, comercial, residencial e gourmet. Eles

trabalham com diversas marcas conhecidas e renomadas

no mercado gastronômico, como por exemplo, as famosas

batedeiras vermelhas da Kichenaid, faqueiros Tramontina,

refrigeradores Fricon e diversas outras opções. Com uma

loja física em Curitiba (PR), eles atendem também pelo site,

que está sempre com promoções exclusivas.

Cuide do meio

ambiente

Estamos vivendo em tempos onde cuidar do meio ambiente é uma obrigação

de todos. Nos edifícios, existem algumas opções para a redução

na emissão de carbono, elemento que prejudica a saúde do ser humano

e da natureza. O uso de energia em edifícios vai desde o aquecimento

e resfriamento da casa até a manutenção das luzes. Pesquisadores dos

EUA (Estados Unidos da América) estão desenvolvendo um novo modelo

para a redução desse gás, eles sugerem a instalação de tecnologias de

construção altamente eficientes em energia, novas abordagens operacionais

e eletrificação de sistemas prediais que consumam combustíveis

fósseis diretamente, junto com aumentos na participação de eletricidade

gerados a partir de fontes de energia renováveis.

Está

chegando!

Falta pouco tempo para a 9ª edição da feira Habitacon. O evento

acontecerá nos dias 16 a 19 de outubro na Expo Renault Barigui,

em Curitiba (PR). A feira é perfeita para síndicos, administradores,

arquitetos, engenheiros, construtores, gestores condominiais, entre

outros, apresentarem seus projetos. O espaço visa atender as

demandas do segmento construtivo e condominial e promover o

maior evento do setor no Paraná, suprindo a carência de um ponto

de encontro entre fornecedores de máquinas, equipamentos,

tecnologias, produtos e serviços, atendendo seus consumidores e

atualizando profissionais fabricantes de insumos, revendedores e

lojistas de materiais de construção e seus especificadores.

Foto: divulgação Foto: divulgação

14


notas

Viva a

natureza!

É fácil saber que está chegando perto do hotel fazenda Itaytyba. O

cheiro de capim e folhas verdes irradia a estrada Tibagi Ventania na

BR 153, informando que o hotel está próximo. Um lugar que traz a

paz da natureza com clima de fazenda, mas que ao mesmo tempo

oferece adrenalina e aventura, o hotel fazenda é indicado para toda

a família. Diversão e lazer não faltam no Hotel Fazenda. A reserva

sustentável oferece piscina aquecida, sala de jogos, sauna úmida,

auditório para eventos, brinquedoteca, quadra esportiva, trilha militar,

ciclismo rural, cavalgada, agricultura e ecoturismo, compõe uma

lista de atividades de lazer de respeito durante a estadia. Além da

gastronomia típica, que não poderia faltar, com uma cozinha especializada

em pratos rurais deliciosos que lembram comida de avó.

Foto: Thyago Eduardo

Aluguel em

temporada

Foto: divulgação

As férias de verão estão chegando e muitas pessoas optam em

alugar apartamentos por temporada, essa tem sido uma alternativa

para hospedagem de curto prazo, mas ainda há diversos questionamentos

sobre a prática. Existem aplicativos que podem ser uma

excelente estratégia para quem deseja um serviço rápido, prático,

com um bom preço e sem muita burocracia. Mas isso não está

agradando todo mundo. Alguns síndicos têm relatado que esse

tipo de locação favorece a insegurança devido o aumento de fluxo

de desconhecidos. Porém, está previsto na Lei do Inquilinato, que

é direito do proprietário disponibilizar seu imóvel para terceiros

temporariamente por menos de 90 dias.

Solução para a

falta de água

Todo mundo sabe o quanto é difícil enfrentar a falta de água, mas um

condomínio em Florianópolis (SC) teve uma ideia brilhante, inusitada

e inspiradora. A falta de chuva na cidade está comprometendo o abastecimento

de água, com isso, o síndico do prédio decidiu organizar um

sistema de consumo: a água normalmente vem mais a noite, para os

moradores não sofrerem com a falta dela, eles fizeram um racionamento

das 9h às 11h, durante o dia, a tarde das 14h às 18h, e a noite

e madrugada das 0h30 às 4h. Este é um período onde eles repõem

a cisterna e jogam a água na caixa. Com disciplina e organização,

o condomínio vem conseguindo regular o abastecimento enquanto

muitos vizinhos sofrem com a estiagem.

Foto: divulgação

16


a k.l.a.

Transforma você em

super empresário

Temos o mais completo Programa de

Desenvolvimento Empresarial, com estratégias

práticas para melhorar ainda mais os resultados das

empresas. Mais de 250.000 pessoas já participaram

dos Eventos, Cursos, Treinamentos e Palestras da K.L.A.

em centenas de eventos realizados por todo o Brasil,

Argentina, Uruguay, Portugal e México.

Oferecemos um Programa de

Desenvolvimento Empresarial completo

para Empresários, Diretores, Gerentes,

Líderes e Vendedores em geral.

Baseado em uma metodologia própria, o

programa produz resultados imediatos para

todas as Empresas participantes.

Os treinamentos são todos apostilados e com certificação exclusiva K.L.A.

Estamos com inscrições abertas para os três módulos.

Entre em contato conosco:

POÇOS DE CALDAS / MG

(35) 99147-1117 / (35) 98806-1067

sidinei.augusto@grupokla.com.br

adriely@grupokla.com.br

www.grupokla.com.br/suldeminas

CURITIBA / PR

(41) 99252-3696 / (41) 99138-7738

sidinei.augusto@grupokla.com.br

adriely@grupokla.com.br

www.grupokla.com.br/curitiba


principal

Valorização

do imóvel:

o que é levado em conta?

ESTÉTICA NA PARTE INTERNA

E EXTERNA DA RESIDÊNCIA É

UM DOS PRINCIPAIS FATORES

DA VALORIZAÇÃO DE IMÓVEIS

Fotos: divulgação

18


www.revistacondominium.com.br 19


principal

uanto vale esse patrimônio? Esta é

uma pergunta típica de quem está

Q

comprando ou alugando um imóvel

pela primeira vez. Muitos fatores subjetivos

são levados em conta na hora de adquirir um

imóvel, mas o que realmente é levado em

consideração são os valores objetivos. Existem

alguns fatores principais que se destacam no

setor imobiliário, como por exemplo, a localização,

as características do imóvel e o clima do

mercado imobiliário.

A localização é o principal fator que mais

influencia o preço. Normalmente, o m² (metro

quadrado) é mais caro em locais que oferecem

uma boa vista dos arredores, constituem o

mesmo nível social com a presença de imóveis

com o mesmo padrão, estão localizados em

áreas centrais ou com vias de fácil acesso a

farmácias, mercados, shoppings, restaurantes

ou parques e apresentam uma taxa menor de

violência comparado ao resto da cidade.

Para entender o porquê esse fator é tão

importante, imagina que um terreno baldio em

um bairro considerado de alto padrão, pode

20


“Quando é dado valor

a essa manutenção na

fachada, é difícil ocorrer

problemas na parte de

dentro da residência,

como móveis, pintura

e até mesmo o próprio

bolor, evitando gastos

para o condomínio e

dor de cabeça”

Delvicio Fernandes,

proprietário da Testil

valer o triplo de uma construção em um local

considerado inferior a ele. Outra razão que faz

com que o imóvel em uma boa localização

seja tão importante é o impacto das forças de

mercado – casas em locais mais desejáveis não

perdem o valor tão facilmente quanto casas em

áreas menos desejáveis.

Mas é possível morar em uma casa em um

bairro nobre, mesmo que o imóvel não tenha

uma estética boa, necessita de reformas e manutenção?

É aí que entra outro fator importante

do mercado imobiliário.

O condomínio também precisa de manutenção

e cuidados. A estética exterior da casa,

o paisagismo e arquitetura geral, também são

fatores importantes. É difícil conhecer alguém

que compraria um imóvel em um estado deplorável

na parte interna e externa. Quando não

é dada uma atenção reforçada neste quesito,

o imóvel fica parado e nunca será valorizado,

lucrando bem menos do que ele poderia lucrar.

Para Delvicio Fernandes, proprietário da

Testil, empresa que presta atendimento a con-

www.revistacondominium.com.br 21


principal

domínios e pessoas físicas com reparos, pinturas

e manutenções hidráulicas em Curitiba e região

metropolitana, a importância da recuperação da

fachada evita problemas na parte interna do imóvel.

“Quando é dado valor a essa manutenção

na fachada, é difícil ocorrer problemas na parte

de dentro da residência, como móveis, pintura e

até mesmo o próprio bolor, evitando gastos para

o condomínio e dor de cabeça”, ressalta Delvicio.

“Hoje a Testil disponibiliza o serviço de recuperação

de fachada, instalação de pastilhas,

aplicação de grafiato, pintura, troca de telhado,

restauração da caixa de água, manutenção das

áreas comuns do condomínio e garagem. Tudo

acompanhado de profissionais de qualidade e

mão de obra qualificada, como engenheiros e

técnicos de obras, para deixar o imóvel sempre

valorizado no quesito estético”, afirma Delvicio.

Segundo Delvicio, os síndicos de condomínios

e principalmente as administradoras devem

seguir um padrão de manutenção, pois ainda

são poucos que o fazem. “Imagina quando uma

pessoa chega em um apartamento para comprar,

o imóvel está cheio de infiltração, a fachada do

condomínio está esteticamente feia, as janelas

estão quebradas e o piso manchado, logo essa

pessoa pergunta para o síndico quando que vai

ser feita a reforma de todos esses impasses,

22


O condomínio

também precisa de

manutenção e cuidados.

A estética exterior

da casa, o paisagismo

e arquitetura geral,

também são fatores

importantes

mas ele não sabe e, com isso, ele mesmo acaba

desvalorizando o imóvel em cerca de 30%”,

explica.

Já o terceiro e não menos importante fator

na hora de saber o que faz o imóvel ficar sempre

valorizado, se dá em questão da situação do mercado

imobiliário propriamente dito. No momento

em que a demanda na procura de moradias é

alta, mas o número de casas à venda é baixo,

os preços dos imóveis subirão drasticamente.

Por outro lado, quando a situação é contrária,

os preços das casas tendem a cair. Outro fator

que afeta a demanda por procura de moradias é

a taxa de juros e a disponibilidade de hipotecas.

É essencial que o síndico, junto a imobiliária

responsável e as administradoras de condomínio

chequem todos esses fatores antes de colocar

um imóvel para alugar ou vender. Ao avaliar,

vistoriar e fazer a manutenção dessas casas é

sempre recomendável contar com profissionais

especializados e de confiança, para que esses

possam fornecer informações que muitas vezes

são negligenciadas e afetam o mercado

imobiliário.

Seu condomínio merece

O Melhor!

cmxbp.com.br

(41) 3652-5089


lei

É lei

24


TODOS OS CONDOMÍNIOS SÃO

OBRIGADOS A FORNECER SEGURO

DE CONDOMÍNIO RESIDENCIAL,

COMERCIAL E MISTO

Fotos: divulgação

www.revistacondominium.com.br 25


lei

isco de incêndio, queda de raio e explosões

de qualquer natureza é o mínimo

R

que todos os condomínios devem

estar assegurados por lei. Essa modalidade de

seguro é conhecida como cobertura simples.

Nesta situação, o condomínio não estará assegurado

em casos de danos elétricos, furtos,

alagamentos, causas naturais como chuvas e

vendaval, desmoronamento, ruptura de encanações,

acidentes de impactos com aviões e

helicópteros, entre diversos outros. Porém,

é possível e importante contratar seguros

adicionais, conhecido como cobertura ampla,

que garante a indenização sobre todos esses

possíveis danos.

Segundo o advogado especialista na área

doutor Fernando Passos Gama, contratar um

seguro condominial é muito mais importante

do que simplesmente cumprir o que determina

a lei. “É por meio do seguro que ocorrerá

a efetiva proteção do patrimônio de uso comum,

bem como, de uso privado dentro do

condomínio, garantindo assim, em caso de

sinistros, a reposição do bem danificado ou

perdido”, afirma.

O advogado ainda ressalta que com exceção

dos condomínios horizontais, os quais

deverão ter assegurados somente as áreas

em comum do condomínio, todos os outros

deverão cumprir o dever de contratação de

seguro condominial.

Depois de feita a

contratação correta,

é importante o

síndico ficar atento

às principais regras

sobre os seguros

condominiais

26


O QUE A LEI DETERMINA?

A lei é antiga e determina que a contratação

é obrigatória para todos os condomínios.

“Consoante o artigo 1.346 do Código Civil, bem

como o artigo 13 da Lei nº 4.591/1964, restou

obrigatória aos condomínios edilícios, a contratação

de seguros contra o risco de incêndio ou

destruição, total ou parcial”, explica Fernando.

Vejamos tais artigos das Leis:

• Lei nº 10.406/2002 (Código Civil)

“Art. 1.346. É obrigatório o seguro de toda

a edificação contra o risco de incêndio ou destruição,

total ou parcial.”

• Lei nº 4.591/1964

“Art. 13. Proceder-se-á ao seguro da edificação

ou do conjunto de edificações, neste

caso, discriminadamente, abrangendo todas as

unidades autônomas e partes comuns, contra

incêndio ou outro sinistro que cause destruição

no todo ou em parte, computando-se o prêmio

nas despesas ordinárias do condomínio.

A responsabilidade

de contratar um

seguro condominial

é do síndico, sendo

que, em caso de

omissão, este poderá

ser responsabilizado

civilmente e

criminalmente por

sinistros ocorridos

dentro do condomínio

ESPECIALIZADA EM

MANUTENÇÃO PREDIAL:

Lavagem

Pintura

Pastilha

Impermeabilizações

(41) 36982197 (41) 996763120

comercialfachapar@gmail.com


lei

“O erro mais comum

ao contratar o seguro,

ainda é a não leitura

da apólice”

Fernando Passos Gama,

advogado especialista

COMO PROCEDER?

A responsabilidade de contratar um seguro

condominial é do síndico, sendo que, em caso

de omissão, este poderá ser responsabilizado

civilmente e criminalmente por sinistros ocorridos

dentro do condomínio. “Quando o condomínio

não realiza a contratação do seguro, ou

mesmo deixa de pagá-lo, o que também gera

efeito análogo a não contratação, poderá ser

compelido a multa mensal equivalente a 1/12

do imposto predial, cobrável executivamente

pela municipalidade, sem prejuízo das sanções

cíveis e criminais ao síndico omisso”, aponta o

advogado Fernando Passos Melo.

Segundo ele, o erro mais comum ao contratar

o seguro, ainda é a não leitura da apólice.

Tal ato acaba gerando grandes confusões no

momento do sinistro. “Não formalizar por

escrito o sinistro ocorrido, tirar conclusões

28


antecipadas e errôneas sobre o fato gerador do

sinistro, consertar o bem avariado sem prévia

perícia realizada pela seguradora e alterar o

local ou bem sinistrado sem prévia permissão

da seguradora são os principais erros que os

síndicos cometem ao contratar um seguro.

Neste sentido, o condomínio deixa de receber

seu prêmio por mero desconhecimento dos

procedimentos a serem adotados nesses

casos”, ressalva.

Depois de feita a contratação correta, é

importante o síndico ficar atento as principais

regras sobre os seguros condominiais. Como

por exemplo, realizar a contratação em até

120 dias da expedição do Cvco (Certificado de

Vistoria de Conclusão de Obras), mais conhecido

como “habite-se” e realizar a renovação

anualmente. O seguro contratado deverá cobrir

toda a edificação contra o risco de incêndio ou

destruição, total ou parcial e atender às normas

secundárias, tais como as definidas pelo Polícia

Militar e Corpo de Bombeiros.


artigo

Para-raios,

quais

soluções

existem e o que

Foto: divulgação

devo fazer?

A

primavera vem por aí e a temporada de

chuvas promete muitos raios e trovoadas.

Todo síndico já deve ter ouvido

que é importante ter um para-raios em seu

condomínio. Além de ser importante, há normas,

leis federais e municipais sobre o tema.

O fato é que há diversas formas de proteger

seu condomínio com para-raios e, neste artigo

abordaremos os métodos existentes, no que

precisa estar atento e respaldar sua tomada

de decisão baseada na legislação e o que é o

mais adequado de acordo com seu orçamento

e nível de proteção.

Primeiramente o sistema mais comum é o

método chamado Captor Franklin. Ele consiste

em uma peça que fica no ponto mais alto

e tem o formato de uma estrela com quatro

ou cinco pontas. Normalmente é feito de aço

inoxidável, nele é ligado um ou mais cabos de

cobre que descem até o solo e na ponta deste

cabo estão conectadas uma ou mais hastes de

aterramento. A finalidade é que o raio possa

atingir o captor lá em cima, descer pelos cabos

e, finalmente, ser dissipado no solo protegendo

a edificação, vidas e minimizando riscos. A

cobertura oferecida por este método pode ser

vista como um cone hipotético. O problema é

que fora deste cone não há proteção para áre-

30


as abertas ou demais áreas e cada edificação

precisa ter o seu captor.

Claro que todos estes elementos precisam

estar em boas condições, o captor não pode

estar quebrado, precisa apresentar todas as

pontas, o mastro não pode apresentar fadigas,

ferrugem, os cabos não podem estar arrebentados

ou mal emendados, as hastes devem

apresentar boas condições e a medição do

aterramento deve ser a menor possível. Esta

medição é expressa em um valor, por exemplo:

6,7 Ohms (ômios). Relembrando, quanto

menor este valor, melhor. Se esta medição

apresentar valores superiores a 20 Ohms aqui

na região de Curitiba, então será necessário

adicionar mais hastes ou rever este método

de aterramento.

O laudo é anual e obrigatório, a inobservância

deste fato faz com que os seguros não

paguem sinistros e por ventura até cancelem

o seguro do condomínio. Os Bombeiros, a

Prefeitura e o Crea-PR (Conselho Regional de

Engenharia e Agronomia do Paraná) podem

autuar o condomínio, edifício ou imóvel que não

apresentar este laudo anual validado por um

Engenheiro Eletricista ou empresa cadastrada

regularmente no Crea (PR).

Sempre verifique antes de contratar o laudo

se a empresa é do Paraná, se ela existe, se

tem endereço fixo, se tem telefone próprio

e e-mails corporativos, se tem Engenheiro

Responsável e se tem boa reputação. Acredite,

existem empresas suspeitas que vendem

laudos baratos, sem Art (Registo da anotação

de responsabilidade técnica no Crea-PR), que

aplicam golpes com a venda de “dissipadores

de raios” e ainda afirmam que as “resistências

dos para-raios estão queimadas”. Por conta

disso, é importante sempre exigir o laudo e a

Art assinada pelo profissional antes de pagar

qualquer valor, caso contrário perdeu-se o

tempo e o dinheiro do condomínio.

Um método obsoleto e proibido são os

captores radioativos, esses ainda existem em

vários condomínios, que contém materiais radioativos

perigosos. Em nada eles melhoram

o sistema de proteção já comprovado desde a

década de 1990. Estes captores precisam ser

substituídos e levados pessoalmente para São

Paulo no Cnem (Conselho Nacional de Energia

Nuclear) para a correta armazenagem. Somente

empresas habilitadas podem trabalhar com

estes materiais.Certifique-se que a empresa

levará o captor para o Cnen e que trará o certificado

de entrega e que tem equipamentos

corretos além do treinamento. Caso contrário

poderá ser incriminado por Crime Ambiental,

semelhante ao conhecido desastre radioativo

de Goiânia em 1987, onde uma cápsula destas

se rompeu e matou diversas pessoas. Este

material é perigoso e as pessoas expostas a ele

podem desenvolver câncer e outras doenças

degenerativas, portanto atente se sua edificação

tem este captor proibido. Em caso positivo

chame urgente uma empresa especializada.

O método mais eficiente, moderno e atual

para proteção é chamado de Pdi (Para Raios de

Descarga Ionizante). É um captor seguro, sem

nenhuma radiação e que abrange uma área de

proteção que pode chegar a 200 m (metros) de

diâmetro com apenas um captor. Ele é baseado

em um fenômeno de aproveitamento do campo

elétrico da terra formado instantes antes de

ocorrer o raio. Este captor ioniza o ar na parte

superior fazendo com que um traçador ascendente

se conecte com o traçador descendente

do raio proporcionando uma assertividade no

local onde o raio iria incidir. Por isto a área

coberta é linear podendo chegar aos 200 m

de diâmetro contando da ponta deste captor.

Este é o para-raios mais certificado do

mundo atualmente e que grandes empresas,

monumentos históricos e vários condomínios

já contam com esta tecnologia. Assim com apenas

um captor não se faz necessário o uso das

“Gaiolas de Faraday” e isto viabiliza os projetos

e adequação a legislação e normas técnicas

com uma viabilidade financeira melhor que

os métodos anteriores citados. Outro ponto

interessante é que este é a única forma de se

proteger grandes áreas e áreas abertas onde os

métodos anteriores não conseguem apresentar

uma eficácia na proteção contra raios.

Com isto pode-se escolher qual a melhor

forma e estudar qual é a mais viável para a

proteção do seu condomínio, áreas abertas,

garagens e tudo que é mais importante, começando

com a vida das pessoas. Seja consciente

tenha um eficiente para-raios.

Por Eng. Ricardo Blauth, MSc.

Diretor da NGLed Engenharia Elétrica

www.revistacondominium.com.br 31


segurança

20 anos

fazendo a diferença

Fotos: Thyago Eduardo

32


GRUPO INTERSEPT

COMEMORA

DUAS DÉCADAS

PROMOVENDO

AÇÕES DO BEM

PARA TODOS OS

FUNCIONÁRIOS

www.revistacondominium.com.br 33


segurança

C

ompletar 20 anos é marcante, principalmente

quando falamos sobre empresas

de segurança e terceirização, como o

Grupo Intersept, que completou duas décadas

sendo referência nesse ramo. A empresa

nasceu como um pequeno empreendimento

familiar fundado por Fernando Henrique Ribas,

na capital do Paraná. Porém, seus últimos 15

anos foram marcados por muito crescimento e

expansão, sendo hoje uma empresa com atuação

em diversos Estados e cidades do Brasil.

Para uma empresa de prestação de serviços

e terceirização de mão de obra completar 20

anos é muito difícil e a Intersept se destaca em

todos esses anos por não ter ficado apenas em

um único segmento. Segundo Alexandre Zanuzzo,

diretor administrativo financeiro do grupo,

a Intersept está em constante evolução. “Hoje

temos um rol de serviços como terceirização,

monitoramento, parte eletrônica e tecnológica,

portaria externa e toda uma diversidade que

forma o grupo como um todo. A empresa criou

uma marca, os colaboradores abraçaram e hoje

em dia a Intersept é conhecida como uma empresa

que traz tranquilidade tanto na relação

interna, quanto externa”, explica.

Renovar, esse é um termo usado constantemente

dentro da Intersept. Há cinco anos, eles

reestruturaram o departamento de marketing

interno da empresa, a necessidade surgiu

com o crescimento do grupo, que precisava

expandir a marca e torná-la mais conhecida

em todo o país. “Esse trabalho de branding

trouxe para a gente a conscientização de que

“A empresa criou uma marca, os

colaboradores abraçaram e hoje

em dia a Intersept é conhecida

como uma empresa que traz

tranquilidade tanto na relação

interna, quanto externa”

Alexandre Zanuzzo,

diretor administrativo

financeiro da Intersept

(foto acima)

34


os colaboradores também tinham que fazer

parte da nossa cultura empresarial e da nossa

crença. Durante o ano todo em datas especiais,

estamos buscando desenvolver atividades para

os funcionários como palestras, programas de

formação, mentoring, entre outras diversas

ações que estão fazendo esse engajamento

dos nossos funcionários”, explica Luis Ribas,

diretor comercial do grupo.

Em prol da valorização do funcionário e

comunicação interna, para comemorar seus

20 anos o Grupo Intersept projetou um evento

diferenciado: um dia de ações e premiações

para os funcionários, que somam em média

seis mil pessoas, que vão desde o sul até o

nordeste do país. “Fizemos esse evento do

ponto interno para engajamento, para que todos

os funcionários possam conhecer melhor

a história da empresa. Fizemos uma série de

atividades para os colaboradores”, comenta o

diretor comercial da Intersept.

Segundo Elisangela Caron, representante

de Marketing da Intersept, para o aniversário

“Durante o ano todo em

datas especiais, estamos

buscando desenvolver

atividades para os

funcionários como palestras,

programas de formação,

mentoring, entre outras

diversas ações que estão

fazendo esse engajamento

dos nossos funcionários”

Luis Ribas,

diretor comercial da Intersept

www.revistacondominium.com.br 35


segurança

foram desenvolvidos quatro quizzes onlines

para todos os colaboradores sobre quais os

serviços que a Intersept presta e diversas

perguntas sobre a instituição. “Fizemos tudo

isso para motivar os funcionários, para que eles

tenham mais conhecimento sobre todos os

nossos serviços, inclusive nossos aplicativos

móveis, pois em 2019 lançamos diversos aplicativos

e é importante os nossos colaboradores

terem ciência das ações. No final, daremos

um super prêmio para o colaborador que mais

“Fizemos tudo isso para

motivar os funcionários,

para que eles tenham

mais conhecimento

sobre todos os nossos

serviços, inclusive nossos

aplicativos móveis”

Elisangela Caron, representante de

Marketing da Intersept

LUIS RIBAS, DIRETOR COMERCIAL DA INTERSEPT EM

ENTREVISTA PARA A REVISTA CONDOMINIUM

ELISANGELA CARON, REPRESENTANTE DE MARKETING

DA INTERSEPT, REGIANE CAETANO, REPRESENTANTE

COMERCIAL DA REVISTA CONDOMINIUM E LUIS RIBAS

MARIANA DOS SANTOS, DESIGNER DA INTERSEPT

36


acertar, como cestas de café da manhã, convite

de cinema e voucher de restaurante para os

funcionários que divulgarem nossas ações nas

redes sociais”, explica Elisangela.

Mas não foram apenas os funcionários que

ganharam presentes, os clientes foram premiados

com diversas promoções. “Aproveitamos

a oportunidade também para engajar vendas,

fizemos algumas condições especiais para os

nossos clientes, como por exemplo, presenteamos

os novos contratantes com três meses

de degustação dos nossos serviços, quem

contratar a Intersept em agosto, paga apenas

em novembro”, explica Luis, que comentou que

essa não vai ser a última ação promocional do

ano, segundo ele, o black friday em novembro

também trará grandes descontos para todos

os futuros clientes.

ISMAEL CARNEIRO DE SOUSA, DIRETOR DE OPERAÇÃO

DA INTERSEPT, LUIS RIBAS E ALEXANDRE ZANUZZO

SEJA QUAL FOR A TAREFA DE LIMPEZA,

TEMOS A SOLUÇÃO

VARREDEIRAS COMPACTAS LAVADORA DE ALTA PRESSÃO HD 585 Prof S LAVADORA E SECADORA DE PISO

BD 50/50 C

Varredeira mecânica manual compacta que

funciona sem necessidade de energia elétrica.

Lavadora Profissional possui design

compacto muito eficiente. Sua bomba com

pistões em aço inox e cabeçote em latão

conferem maior resistência e durabilidade.

Sua performance impressiona.

Limpadora de piso BD 50/50 C com bateria

a gel, equipamento de médio porte ideal

para limpeza de manutenção em pisos

planos lisos, sendo indicado para áreas de

até 5.000 m².

www.karcher.com.br

karcher.prsc@karcher.com.br

+55 (41) 3085-9199


gente que cuida

Amor

pela

profissão

Aos 70 anos, o zelador

Miguel Avelino tem

o objetivo de agradar

todos ao seu redor

Foto: divulgação

Foto: CONDOMINIUM

onhecido por seus companheiros de

trabalho como um senhorzinho sempre

C

querido e simpático, Miguel Avelino surpreende

ao contar a sua história. Aos 70 anos

de idade, ele trabalha como zelador desde os

64 anos no Condomínio Fit Marumbi, na Vila

Guaíra, grande Curitiba (PR), e o que poucos

sabem, é que ele foi o primeiro funcionário a

trabalhar com manutenção no condomínio.

Para ele, cuidar de um condomínio grande,

com doze torres, 600 apartamentos e mais

de mil moradores é um desafio diário. “Fui o

primeiro funcionário a trabalhar na manutenção

do condomínio, mas hoje somos em quatro”,

38


essalta Miguel. Mas não pense que a rotina

dele é fácil, mesmo com sua idade, Miguel

não para. “Ao começar o meu dia de trabalho,

passo para os meus colegas as tarefas que eles

precisam fazer e faço as minhas, mas o maior

desafio não é a manutenção, mas sim agradar

a todos os moradores”, garante o simpático

senhorzinho.

Experiente, sua escola foi a vida, onde por

muito tempo a profissão de Miguel era ser

empresário. “Minha especialização ocorreu

ao longo dos anos, quando tinha uma fábrica

de móveis e virei comerciante. Trabalhei com

isso grande parte da minha vida, por mais ou

menos 24 anos”, explica Miguel. Com isso, ele

aprendeu muito, principalmente a lidar com

o público e, segundo ele, essa interação é o

que ele mais gosta em seu trabalho, além de

deixar sempre o condomínio impecável para

os moradores.

“O maior desafio

desse trabalho não é

a manutenção, mas

sim agradar a todos os

moradores”

Miguel Avelino,

zelador

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

De manutenções preventivas à

corretivas a Mr. X tem a solução e

mão de obra especializada para

cada detalhe do serviço.

Limpeza pós obras

Lavagens de alta pressão

Tratamento de fachadas

Manutenção predial

Reformas em geral

Pinturas em geral

Texturas em geral (rolo / projetada)

Pastilhamento e rejuntamento

Tratamento de trincas

Tratamento de ferragens expostas

Juntas de dilatação

Massa corrida

Jardins

Pequenos reparos

Colocação de pisos cerâmicos

e porcelanatos

MR X

MANUTENÇÃO PREDIAL

WWW.MANUTENCAOPREDIALGERAL.COM.BR

(41) 3229.4049

(41) 99800.6120

contato@manutencaopredialgeral.com.br


sustentabilidade

Transforme o lixo do seu condomínio

em dinheiro

EMPRESA GARANTE ECONOMIA DE MAIS

DE 50% NA TAXA DE LIXO

Fotos: divulgação

40


www.revistacondominium.com.br 41


sustentabilidade

ustentabilidade e economia. Será que é

possível gerar dinheiro fazendo a separação

correta dos lixos? Para a Ciclefy,

S

sim! Como? Terceirizando a coleta de lixo.

Segundo a legislação municipal de Curitiba

(PR), qualquer imóvel que gere mais de 600

L (litros) de lixo por semana, tem a responsabilidade

de destinar seus próprios resíduos.

O Conjunto Residencial Novo Mundo, em

Curitiba, gostou da ideia. No início do ano, o

condomínio passou a tratar seu resíduo de

forma terceirizada. O custo de coleta de lixo

somando todos os apartamentos era algo em

torno de R$ 150 mil por ano, pagos à prefeitura,

por meio do carnê do Iptu.

Em 2019, a Ciclefy passou a fazer o gerenciamento

dos resíduos como um projeto piloto

e a negociação foi bem agressiva, gerando

uma economia de mais de 60%. A grande

promotora da ideia de levar este benefício aos

moradores foi a síndica Liz Precybilovicz, em

conjunto com a subsíndica Lúcia e os conse-

lheiros. Segundo ela, a terceirização da coleta,

além de diminuir o custo para todos os 544

apartamentos, melhorou a gestão interna do

lixo. “Esta é a função do síndico profissional:

sempre buscar melhorias para os moradores

e para o condomínio”, afirma.

Liz é advogada, síndica profissional e está

sempre buscando iniciativas que melhorem a

vida dos moradores. “A ideia de reduzir os custos,

contribuir para a sustentabilidade do condomínio

e da cidade, foram os motivos que tive

para apoiar a Ciclefy. Além disso, com a coleta

dos recicláveis ajudamos os catadores a terem

material para trabalhar e prover o seu sustento.

Tem todo um viés de responsabilidade social

que permeia o projeto”, explica a síndica.

Segundo ela, diversas mudanças ocorreram

no condomínio após a parceria com a Ciclefy.

“Os moradores informados das mudanças

passaram a separar melhor os resíduos. Aqui

separamos: orgânicos, recicláveis, óleo de

cozinha, vidros, eletrônicos e medicamentos.

42


Ainda, tem um projeto em desenvolvimento

para reutilizar o resíduo orgânico. Neste, também

temos todo o interesse”, projeta a síndica,

que indica para todos seus colegas de profissão

e moradores o projeto.

Promover a sustentabilidade é uma das

principais propostas da Ciclefy. “Nós realizamos

um trabalho de educação e conscientização

ambiental para que os moradores

do condomínio separem os resíduos, como

óleo de cozinha, medicamentos, recicláveis

e orgânicos. No entanto, a maior motivação

para o morador é financeira, pois quanto mais

separar o reciclável do orgânico, menos taxa

de lixo ele vai pagar”, explica Vicenzo Agustini,

engenheiro que já atua há três anos na área e

é o sócio proprietário da Ciclefy. O motivo para

a economia é que o reciclável é enviado para

cooperativas, com custo de transporte menor

do que os demais resíduos.

“Para o futuro, nós estamos desenvolvendo

uma parceria com a Bley Energias, empresa

especializada em capturar o gás que sai do resíduo

orgânico, permitindo que ele seja utilizado

na própria cozinha do morador. O gás liberado

pela digestão do resíduo orgânico vai para um

biodigestor, que o transforma em biogás e em

seguida ele é filtrado e transformado em biometano.

O biometano pode ser utilizado tanto

na cozinha, quanto em carro movido a GNV,

uma vez que esses gases têm propriedades

semelhantes”, ressalta Vicenzo.

Outro diferencial é o atendimento customizado.

Por exemplo, em alguns condomínios é

normal o zelador retirar o lixo às 8h (horas) da

manhã mesmo sem saber qual o horário que

o lixeiro vai passar. “A Ciclefy organiza esse

horário junto à coletora, no intuito de evitar que

o lixo fique muito tempo exposto”, compara o

proprietário da empresa.

Os contratos para 2020 devem ser homologados

nos próximos 3 meses deste ano para

que os moradores do condomínio já recebam

seus carnês de Iptu sem a cobrança da Tcl (Taxa

de Coleta de Lixo). A Ciclefy cuida de todos os

documentos trazendo segurança e praticidade

para o síndico.

TUDO QUE VOCÊ PRECISA EM PRODUTOS

DE LIMPEZA VOCÊ ENCONTRA AQUI!

• Descartáveis

• Limpeza geral, linha profissional

• Lixeiras e coletas seletivas

• Removedores

• Sacos de lixo

• Tratamentos de pisos

COLETORES

R$ 296, 00

DE LIXO

A UNIDADE

Solicite uma visita com nossa equipe de vendas

Rua Rezala Simão, 1345 - Santa Quitéria, Curitiba | (41) 3343.0699 | liderlimp@liderlimp.com.br | www.liderlimp.com.br


perfil

Da polícia militar

à portaria

Foto: CONDOMINIUM

PORTEIRO DO CONDOMÍNIO

FIT PALLADIUM, É

EXPERIENTE E FORMADO EM

DIVERSAS ÁREAS

oucos sabem, mas o zelador Amarildo

Pereira Diogo do condomínio Fit Palladium

é um ex policial militar. Com 56

P

anos de idade, Amarildo é pai de três filhos,

entre eles um lutador profissional de MMA

e um músico erudito que canta e encanta na

Orquestra Sinfônica do Paraná, além disso,

ele também já é avô de três netos. Natural

de Ponta Grossa, Amarildo trabalhou por seis

anos na polícia militar, porém, por conta da

desvalorização da profissão, ele decidiu largar

a polícia e foi se aventurar no mundo da segurança

e vigilância.

Há 30 anos na área, ele já trabalhou

exercendo essa função em multinacionais,

mercados e condomínios, mas não para por

aqui – Amarildo fez diversos cursos para se

especializar cada vez mais na área. “Quando

saí da polícia entrei em uma multinacional e lá

fiz cursos de relacionamentos humanos, como

por exemplo, recursos humanos. Sou formado

também em vigilância, portaria, técnico de

vendas e por último me formei no curso de

corretor de imóveis, porém atuei apenas por

seis meses na área e voltei a fazer portaria em

condomínio”, relata Amarildo.

A rotina de trabalho não é nada fácil, e

segundo Amarildo, é preciso muito amor para

exercer essa profissão. “Minha principal função

é controlar a entrada e saída dos moradores e

visitantes, além disso, faço também a entrega

de correspondências, recebimentos de mercadorias

e auxilio na segurança. Essa profissão

exige estar sempre atento”, aponta o porteiro.

Segundo ele, sempre que algo acontece no

condomínio e nos arredores, ele é o primeiro

a saber e, isto é uma das maiores dificuldades

para quem exerce essa profissão. “Precisamos

estar sempre atentos a tudo e a todos, pois

Foto: divulgação

44


qualquer coisa que acontece no condomínio,

nós somos os primeiros a saber, por conta

disso, nós acabamos abrangendo muitas áreas”,

salienta.

Amarildo brinca que sua profissão vai desde

porteiro até psicólogo. Isso porque segundo

ele, diversas pessoas entre funcionários e

moradores contam tudo para o porteiro e,

para ele, ser gentil e aconselhar faz parte. “A

gentileza gera gentileza. No nosso trabalho

sempre que tratamos alguém, independente

de quem seja, com respeito e gentileza, a

pessoa se sente bem e retribui. O porteiro tem

que estar sempre de bem com a vida e ser

simpático. Nossa profissão muitos acham que

é fácil, porém assim como todas, é preciso se

esforçar, principalmente quando trabalhamos

com o público”, ressalta Amarildo, afirmando

também que esse relacionamento humano é

o que ele mais gosta em seu trabalho.

“Sou formado também

em vigilância,

portaria, técnico

de vendas e por

último me formei no

curso de corretor de

imóveis”

Amarildo Pereira Diogo,

porteiro

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

TUDO QUE VOCÊ PRECISA EM PRODUTOS

DE LIMPEZA VOCÊ ENCONTRA AQUI!

• Descartáveis

• Limpeza geral, linha profissional

• Lixeiras e coletas seletivas

• Removedores

• Sacos de lixo

• Tratamentos de pisos

COLETORES DE LIXO

R$ 296, 00

A UNIDADE

Solicite uma visita com nossa equipe de vendas

Rua Rezala Simão, 1345 - Santa Quitéria, Curitiba | (41) 3343.0699 | liderlimp@liderlimp.com.br | www.liderlimp.com.br


entrevista

José Roberto

Graiche Júnior

PRESIDENTE DA AABIC (ASSOCIAÇÃO DAS

ADMINISTRADORAS DE BENS IMÓVEIS E CONDOMÍNIOS)

Por Isabela Alves

Orientação e defesa

Foto: divulgação

ma das maiores associações de administradoras

de bens imóveis e

U

condomínios do Brasil, a Aabic (Associação

das Administradoras de Bens Imóveis e

Condomínios de São Paulo) tem a missão de

orientar as administradoras em suas atividades.

Em entrevista a Revista CONDOMINIUM, o

presidente da associação José Roberto Graiche

Júnior, falou a respeito das ações promovidas

pela associação em prol do mercado imobiliário.

46


O QUE A AABIC (ASSOCIAÇÃO DAS

ADMINISTRADORAS DE BENS IMÓVEIS E

CONDOMÍNIOS) TEM TRABALHADO PARA

FAVORECER AS ADMINISTRADORAS E

QUAIS SÃO OS PROJETOS ATUAIS?

A Aabic congrega 100 administradoras

de condomínios, que resulta em 70% dos

condomínios de São Paulo. Nosso principal

objetivo é sempre monitorar as legislações,

necessidades dos condomínios e tudo o que diz

respeito a condomínios e as administradoras,

para orientar da melhor forma e ensinar como

aplicar serviços para criar processos de trabalho.

Nosso principal projeto é fazer o papel de

orientação e organização do mercado, para

fortalecer a classe e manter esse mercado de

trabalho cada vez mais respeitado.

Um jeito de gastar

menos com o lixo dos

condomínios

QUAIS AS CONQUISTAS QUE A AABIC JÁ

OBTEVE PARA AS ADMINISTRADORAS DE

CONDOMÍNIOS, BENS E IMÓVEIS?

Nossas conquistas foram sempre voltadas

ao mercado. Tudo que é falado sobre economia

e que atinja tanto as administradoras como os

condomínios, nós procuramos nos unir com o

objetivo de regular o mercado. Discutindo e

criando parcerias com o setor público e privado

quando necessário, para que o serviço seja diferenciado

para as administradoras vinculadas

à Aabic com preços diferenciados e menores

em prol de favorecer o setor imobiliário como

um todo.

Venha conhecer nosso

SHOW ROOM

QUAL A IMPORTÂNCIA DA AABIC PARA

O MERCADO?

A Aabic é uma entidade civil, sem caráter

político e nem público, com isso, temos a liberdade

de poder sempre falar o que pensamos.

Temos flexibilidade na atuação e defendemos

os nossos ideais, diferente de quem não pode

opinar, nós sempre podemos nos expor e

mostrar a nossa visão e falar se achamos que

alguma legislação não é boa e irá prejudicar o

nosso setor. Além disso, a Aabic é importante

para regular o mercado da melhor forma possível,

trazendo sempre transparência e o melhor

para o segmento em todos os âmbitos.

Ganchos

de teto

Ganchos

de rede

Balanço para

parquinhos

ganchosilencioso

bombalanco

Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 10261

Cidade Industrial - Curitiba | CEP: 81170-300

(41) 3156-4050

(41) 99685-3037

www.ganchobombalanco.com.br


entrevista

COMO VOCÊS ENXERGAM A QUESTÃO

DO CRESCIMENTO DAS ADMINISTRADO-

RAS DE IMÓVEIS?

Na nossa visão não há um aumento no

número das administradoras de condomínios,

o número está estabilizado. Atualmente, há

uma mudança nas empresas, principalmente

as novas, elas nascem e morrem rapidamente,

sendo absorvidas por outras empresas maiores

e mais tradicionais, ocasionando o crescimento

dessas administradoras em si, fazendo o mercado

crescer a cada ano.

A ASSOCIAÇÃO OFERECE CURSOS E

TREINAMENTOS. QUAIS?

Sim, nossos cursos e treinamentos são

oferecidos para funcionários das empresas e

para os funcionários das administradoras que

são nossas filiadas. Normalmente os cursos

são realizados em parcerias com faculdades,

como por exemplo, a paulista Universidade

Presbiteriana Mackenzie. Os cursos que a

Aabic oferta são: A Dinâmica nas Assembleias

de Condomínios: Como Torná-las Produtivas;

Análise de Pretendentes na Era da Locação

Digital; Aspectos Trabalhistas e Gestão de

Pessoas em Condomínios; Boas Práticas de

Relações, Ordem e Limpeza em Condomínios;

Desenvolvimento e Qualificação para Zeladores

- Zelador Plus; Locação Imobiliária - O

Contrato e a Lei do Inquilinato; Marketing de

Serviços - O que as Administradoras Podem

Aprender, entre muitos outros que estão disponíveis

no portal da Aabic pelo link: www.aabic.

com.br/treinamento/.

ALÉM DESSES CURSOS, QUAIS SÃO OS

SERVIÇOS OFERECIDOS PELA AABIC?

A Aabic oferece além desses cursos,

palestras e encontros sobre temas na área

condominial e do mercado de imóveis. Temos

apoio jurídico para oferecer pareceres sobre

condomínios. Temos também parceiros que

fazem cursos técnicos dentro da associação,

oferecendo como apoio e consulta materiais

técnicos, circulares, cartilhas, manuais de

orientação e etc. Temos a função de oferecer

eventos com parte mais técnica e orientadora,

para defendermos a nossa classe sempre que

necessário.

A AABIC ATENDE APENAS O ESTADO

DE SÃO PAULO?

Indiretamente nós atuamos em níveis nacionais.

Porém, quando é específico para São

Paulo, nós atendemos apenas esse Estado.

Fazemos parte da Cbcsi (Câmara Brasileira

de Comércio e Serviços Imobiliários), câmara

que congrega 21 entidades de todo o país,

lá nós representamos o Estado de São Paulo,

porém sempre discutimos sobre o mercado e

o cenário nacional. Felizmente há uma união

brasileira do mercado imobiliário que é ligado

a Cbcsi para discussão sobre a macro realidade

do mercado imobiliário no Brasil. Com isso, há

sempre troca de experiências com associações

de outros Estados.

Nosso principal

objetivo é sempre

monitorar as

legislações,

necessidades dos

condomínios e tudo

o que diz respeito

a condomínios e as

administradoras, para

orientar da melhor

forma e ensinar como

aplicar serviços para

criar processos de

trabalho

48


Assine a REVISTA CONDOMINIUM

0800 600 20 38

A REVISTA PARA O

SÍNDICO MODERNO

E BEM INFORMADO

Mais informações:

www.revistacondominium.com.br


A mão de obra especializada

que você precisa para reformas e

construção de coberturas

Outros serviços:

• Pinturas prediais

• Manutenção hidráulica

• Reformas em geral

• Troca de telhados

®


“Tivemos acesso ao trabalho da Testil por meio de algumas obras que

realizaram e ficamos impressionados pelos custos/benefícios oferecidos pela

empresa. A estrutura de mão de obra e profissionalismo oferecidos durante a

reforma de nossas 54 torres afetadas, foram surpreendentes. O diferencial de

preço e a proposta de colocar várias equipes de trabalho para nos atender,

foram os maiores diferenciais”

Flávio Lubcke Farias

Síndico Conjunto Cassiopéia

www.testil.com.br

(41) 99157 4177 (41) 3229 3359

contato@testil.com.br


OFERECEMOS

EQUIPAMENTOS DE PONTA

PARA COMPACTAÇÃO COM

CUSTO COMPATÍVEL

A REALIDADE

SOLUÇÕES PARA

MANUTENÇÃO PREDIAL

E OBRAS EM GERAL

• Compactação de solo

• Acabamento de pisos

• Concretagem

• Ferramentas elétricas

• Limpeza de obras e canteiros

• Energia e Iluminação

• Bombas submersíveis e mangote

• Movimentação de cargas

• Andaimes e escoras

• Motosserras, roçadeiras e sopradores

www.elevasul.com.br

More magazines by this user
Similar magazines