Views
8 months ago

Aviacao e Mercado - Revista - 3

Fundado Perfil de

Fundado Perfil de Marcus Matta O executivo iniciou sua vida profissional em 1991, em uma papelaria. Neste mesmo ano, seguiu para a Mitsubishi Brabus, atual Mitsubishi Motors Brasil, onde começou como office boy e passou por diversos departamentos – peças, administrativo e comercial. Foi quando conheceu Ubirajara Guimarães, que o convidou a participar da operação da Audi no Brasil, em 1994, onde atuou no marketing e no comercial junto aos concessionários da marca. Posteriormente, recebeu uma proposta do Grupo Projeto, que contava com quatro concessionárias, onde atuou na área de vendas e comercial entre os anos 1997 e 2002. A entrada no mercado de aviação foi em 2002, a convite de um diretor do Grupo Projeto, que o convidou a participar da reestruturação da área comercial da Heli Solutions. Após uma experiência de nove anos na empresa, Matta vislumbrou a possibilidade de abrir um negócio que envolveria não apenas o mercado de aviação, mas o segmento de luxo. O empresário, então, fundou em outubro de 2009, a Prime Fraction Club, da qual é o presidente. A empresa tem como parceiro o fundo Patrimonial Blue, que é gerido pela Planner Corretora. Ele comanda a pioneira e única empresa do segmento de propriedade compartilhada que reúne vários tipos de ativos e possibilita o intercâmbio de uso entre eles. Nesse sistema, um grupo de duas a cinco pessoas compartilham a propriedade de um determinado bem, tendo o direito de utilizar o avião, o helicóptero, o barco ou carro por um determinado número de horas ou dias. A empresa conta hoje com 14 ativos compartilhados, cujo valor é estimado em cerca de R$ 180 milhões. Isso demonstra que o compartilhamento de bens chegou com muita força ao mercado de luxo e ao segmento empresarial para transporte de executivos. O público do Prime são pessoas de alto poder aquisitivo ou empresas que perceberam as vantagens de compartilhar bens de luxo como forma de reduzir custos e evitar prolongados períodos de ociosidade. Nesse sistema, o investimento torna-se menor, mais racional e produtivo, além de eliminar tarefas como a gestão das aeronaves. 1) Como é a atuação do Prime no mercado em que atua? A Prime Fraction Club atua no segmento de propriedade compartilhada de aviões, helicópteros, embarcações e carros esportivos. Nesse modelo o mesmo bem é adquirido em frações por alguns proprietários e usado por cada um deles em diferentes momentos. A empresa também mantém programa de gestão para aqueles que desejam profissionalizar a administração do seu ativo, de forma a reduzir custos, como combustível, seguro, etc. Contamos hoje com 14 ativos compartilhados, cujo valor é estimado em cerca de R$ 180 milhões. Estamos sediados em São Paulo com nossa sede administrativa em Alphaville, uma base operacional em Congonhas e outra no Rio de Janeiro. 2)Com que categoria de bens iniciou a Prime? Aero Boero A Prime iniciou-se pelos aviões da família Phenom 100 e 300, compartilhados em 3 cotas, onde cada quota da direito a 25 horas por mês com facilidade da aquisição com pequena entrada e o saldo financiado pelo BNDES. Depois ampliamos para Helicópteros Agusta, hoje Leonardo. Fomos para barcos e por último para veículos. 3) Quem é responsável pela viabilidade do financiamento, a Prime ou o cliente? A aprovação do financiamento é toda feita pela Prime, nós fizemos todo o levantamento do cotista interessado, aprovamos o cadastro dentro das normas e regras da empresa e legais do país. Tendo ele passado na triagem e aceito como perfil adequado de cliente, damos início à aprovação do financiamento e entregamos toda a documentação e completa e aprovada ao cotista. Temos a comodidade e segurança Prime aos nossos clientes. 4) Como é feito o compartilhamento dos bens? Cada uma das quatro categorias da empresa têm sua forma de compartilhamento, porque cada uma segue seu perfil de cliente e de usabilidade. Se o cliente quiser mais de uma categoria é feito uma negociação e contrato para cada uma. Respeitamos sempre o gosto e a necessidade do cliente. No Prime Aeronaves as mesmas são compartilhadas por até três cotistas de jatos e por quatro ou cinco cotistas de helicópteros, que adquirem uma fração do bem e têm o direito de desfrutá-lo por determinadas horas ao mês. 44 Aviação & Mercado Aviação & Mercado 45

Aviação e Mercado - Revista - 8
A350.
Aviação e Mercado - Revista - 7
A350.
Aviação e Mercado - Revista - 6
A350.