Views
5 months ago

2018 - Revista PME

CERIMÓNIA

CERIMÓNIA PME Excelência 2017 Fonte de inspiração A Cerimónia PME Excelência 2017, realizada a 20 de fevereiro, no Pavilhão Multiusos de Gondomar, cuja apresentação esteve a cargo da atriz Fernanda Serrano, distinguiu 1.947 empresas (65 das quais pertencentes ao aftermarket automóvel) pelo mérito e contributo que dão ao desenvolvimento económico do país, sendo uma fonte de inspiração que motiva a fazer cada vez mais e melhor O O futuro de Portugal depende muito do dinamismo das suas empresas, que são o motor da economia. Pelo que o sucesso das organizações será sempre o sucesso de Portugal. Premiar as melhores (as melhores das melhores) não é apenas um merecido reconhecimento. É uma fonte de inspiração para todos os empresários, para todos os empreendedores e para toda a sociedade. A atribuição do estatuto de PME Excelência, iniciativa lançada pelo IAPMEI em parceria com o Turismo de Portugal, os principais bancos e o sistema de Garantia Mútua, identifica as pequenas e médias empresas que apresentam os melhores níveis de desempenho e solidez. É uma distinção que reconhece as empresas mais competitivas. As que se posicionam acima da média. Que premeia as empresas que não baixam os braços e que são capazes de encontrar novas respostas para os novos desafios que se colocam. Que distingue as empresas que fazem da inovação e da internacionalização a sua estratégia para vencer no mundo global. Que enaltece as empresas que são uma fonte de inspiração para Portugal e que nos fazem acreditar no lugar que temos no mundo, nos nossos produtos e, principalmente, nas nossas pessoas. Exemplos de sucesso Foram 1.947 as empresas distinguidas com o estatuto de PME Excelência 2017 (65 das quais do aftermarket automóvel). A maioria das PME Excelência desenvolve a sua atividade nos setores da indústria e do comércio, responsáveis, respetivamente, por cerca de 32% e 26% das empresas com atividades mais representadas no universo das PME Excelência. Segue-se o turismo, com 20%, e os serviços, com 12%. As PME Excelência estão sediadas em todos os distritos do país. Porto e Lisboa, seguidos de Braga, Aveiro, Leiria e Faro são, no entanto, os que apresentam a maior concentração destas empresas. Em conjunto, as 1.947 organizações distinguidas são responsáveis por assegurar mais de 156 mil postos de trabalho. As PME Excelência apresentaram um volume de negócios global de mais de 7,7 mil milhões de euros em 2016, valor que cresceu 15% relativamente ao ano anterior. Estas empresas apresentaram crescimentos notáveis em 2016, produzindo resultados líquidos superiores em 30%, ativo líquido superior em 12% e volume de exportações superior em 21%. Com uma autonomia financeira média de 60%, as PME Excelência 2017 distinguem-se pela qualidade elevada dos seus desempenhos, com rendibilidades médias dos capitais, do ativo e das vendas muito superiores à média nacional. Exemplos de sucesso foram distinguidos pelo mérito dos resultados alcançados e pela importância do seu contributo para as exportações, a geração de valor, o emprego e o desenvolvimento 06 PME Líder & Excelência Aftermarket Junho 2018

das regiões. Hoje, Portugal conta com a ambição estratégica destas empresas, com a sua visão e audácia para a construção de uma economia mais forte e sustentada. Hoje, graças ao desempenho das PME Excelência, Portugal é um país muito mais inspirado. As melhores empresas inspiram Portugal. Houve um conjunto de empresas que sobressaiu no universo das 1.947 PME Excelência 2017. Graças aos seus indicadores de solidez financeira e desempenho económico e financeiro, foram galardoadas durante a cerimónia nas seguintes categorias: “Exportação”; “Produtividade”; “Criação de Valor”; “Crescimento”; “Gazela”; “Emprego”; “Longevidade”; “Turismo”. Reconhecer o mérito No discurso que proferiu na cerimónia, Jorge Marques dos Santos, presidente do IAPMEI, enalteceu que “homenagear os desempenhos das PME é, porventura, a tarefa mais grata que assiste a um dirigente, neste caso do IAPMEI, Estamos convictos e notoriedade que as distingue das outras empresas”, afirmou. A concluir, Jorge Marques dos Santos deu conta que “esta distinção, que o IAPMEI e o Turismo de Portugal, em conjunto com este naipe de parceiros, nos oferece, é um exercício de racionalidade económica. As PME constituem o motor da economia, fortalecem-se com esta distinção de excelência e arrastam outras empresas a montante e a jusante no processo. As PME Líder e Excelência confirmam, ano após ano, a característica de alavanca de crescimento da economia. Contamos, portanto, com as empresas para continuarem a puxar pelo desempenho da nossa economia, em moldes que têm permitido a Portugal afirmar-se internacionalmente e melhorar, paralelamente, a vida dos nossos cidadãos e da nossa comunidade como um todo”. Confiança no futuro Por seu turno, Ana Teresa Lehmann, Secretária de Estado da Indústria, congratulou “o coração da economia portuguesa” presente na cerimónia. “Ao longo dos seus nove anos de história, o estatuto de PME Excelência já distinguiu milhares de empresas. E há verdadeiros casos de resiliência. Satisfaz- -nos muito saber que seis destas empresas mantêm, desde o início, esta distinção e 270 já foram premiadas quatro vezes”, afirmou. Segundo Ana Teresa Lehmann, “o IAPMEI é uma grande holding, que sustenta as entidades públicas portuguesas de apoio à economia. É uma entidade crucial na promoção da competitividade e um parceiro estratégico para a inovação e para o crescimento das nossas empresas. Muitas das empresas nomeadas têm desenvolvido esforços de modernização, de inovação e de capacitação, melhorando a produtividade, a competitividade e contando com apoios públicos que existem em diferentes vertentes”. E deixou uma certeza: “99,7% do nosso tecido empresarial é constituído por pequenas e médias empresas, que são a força que move a nossa economia. É com elas que vamos continuar a trabalhar para que a sinalização do sucesso, para além de justamente merecida, constitui um exemplo para muitas empresas melhorarem, também, o seu desempenho económico- -financeiro. O que corresponde, nas mais diversas circunstâncias, aos principais indicadores das empresas PME Excelência. Há vários níveis de desempenho e solidez”. O responsável deixou, também, uma palavra de apreço aos parceiros desta iniciativa. “É da mais elementar justiça reconhecer que iniciativas desta envergadura, não seriam possíveis sem bons e empenhados parceiros. O IAPMEI tem tido a sorte de poder, em conjunto com o Turismo de Portugal, contar com 11 bancos aderentes, com as sociedades de Garantia Mútua e com um conjunto cada vez mais alargado de entidades que oferece às PME Excelência estatuto agarrar este novo ciclo de crescimento económico e todas as mudanças tecnológicas que estamos a viver. Estas oportunidades e desafios para as PME não se restringem a Portugal. São verdadeiramente globais e incluem desafios disruptivos da era digital. Sabemos que existem desafios a ultrapassar. Desde logo, a quarta revolução industrial, que está a mudar irreversivelmente, a forma como as fábricas operam. E as PME terão de acompanhar a mudança para não perderem eficiência e competitividade”. O discurso de encerramento coube ao Ministro da Economia. Manuel Caldeira Cabral agradeceu às empresas distinguidas mas, também, a todas as que, não tendo sido Excelência, contribuíram durante o ano de 2017 para o maior crescimento da economia dos últimos 18 anos. n PME Líder & Excelência Aftermarket Junho 2018 07