28.10.2019 Views

L+D 75

Edição: novembro | dezembro de 2019

Edição: novembro | dezembro de 2019

SHOW MORE
SHOW LESS

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

Ed Reeve<br />

Ed Reeve<br />

Dan Tobin Smith<br />

3<br />

Andy Stagg<br />

1 2<br />

4<br />

¿QUÉ PASA?<br />

LONDON DESIGN FESTIVAL 2019<br />

O London Design Festival chegou à sua 17ª edição,<br />

realizada na capital inglesa entre os dias 14 e 22 de setembro.<br />

Criado com o objetivo de unir e exaltar a comunidade global<br />

de designers, artistas, arquitetos e demais membros da<br />

indústria criativa, o festival anual também busca promover<br />

e justificar a fama londrina de “capital mundial do design”.<br />

Os mais de 600 mil visitantes, que conferiram os cerca de<br />

400 eventos, exposições e instalações distribuídos pela cidade<br />

durante o festival, contribuem para a reafirmação desse título.<br />

Colaborando com o festival há 11 anos, o Victoria &<br />

Albert Museum – um dos mais importantes museus de arte<br />

e design do mundo – tornou-se o núcleo do evento e viu suas<br />

salas transformadas pelas obras e pelas instalações de arte,<br />

desenvolvidas exclusivamente para a ocasião. Foi o caso de<br />

“Avalanche” 1 , criada pelo designer canadense Matthew<br />

McCormick, uma experiência imersiva na qual pequenos<br />

grupos adentravam um espaço de aspecto labiríntico, formado<br />

por superfícies de baixa luminosidade mescladas a outras<br />

com acabamentos escuros ou refletivos. O objetivo do artista<br />

foi provocar nos visitantes as sensações de isolamento e de<br />

incerteza, em que instintivamente se busca a rota mais segura,<br />

como uma metáfora das escolhas pessoais e individuais feitas<br />

por cada um com relação às mudanças climáticas. Ainda no<br />

museu, outro destaque foi a obra “Affinity in Autonomy” 2 ,<br />

patrocinada pela Sony Design, composta de dois pêndulos<br />

robóticos interativos que detectavam a presença humana e<br />

a traduziam por meio de movimentos cinéticos autônomos,<br />

em busca de respostas físicas e emocionais dos visitantes.<br />

Alguns artistas foram convidados pelo festival para<br />

desenvolver obras especialmente para a edição de 2019.<br />

O designer britânico Dan Tobin Smith apresentou a<br />

instalação multissensorial “Void” 3 , realizada em parceria<br />

com o estúdio criativo The Experience Machine e com a<br />

empresa de recursos naturais Gemfields. A experiência<br />

imersiva composta de projeções e sons demonstrou o<br />

raro processo geológico da formação de pedras preciosas.<br />

Também a convite do festival, a veterana Liz West, expôs<br />

a obra “Iri-Descent” 4 , formada por 150 cubos vazados,<br />

revestidos por dois tipos de filme dicroico altamente<br />

refletivos, com tonalidades quentes e frias. Suspensa sobre<br />

o átrio da loja de departamentos de luxo Fortnum & Mason,<br />

a instalação refletia as luzes do ambiente e transmitia as<br />

cores complementares de seus espectros. Com a obra, a<br />

artista buscava transformar o espaço e provocar diferentes<br />

sensações nos visitantes, evocando suas próprias relações<br />

com a cor e a luz. (D.T.)<br />

14 15

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!