Views
7 months ago

Revista Apólice #212

saúde • nlevantamento

saúde • nlevantamento Mais de 70% dos diabéticos não sabem que têm a doença Uma pesquisa da SulAmérica sobre os comportamentos de saúde dos brasileiros nas diferentes gerações descobriu que mais de 70% das pessoas impactadas por diabetes mellitus desconhecem possuir a doença. O levantamento analisou mais de 40 mil segurados e encontrou índices significativos de diferença entre os respondentes que reportaram hiperglicemia (587 pessoas) e os que apresentaram a condição em testes realizados (1.960 pessoas). De acordo com o estudo, as gerações Y (24 a 37 anos) e Z (até 23 anos) apresentam o maior índice de desconhecimento da doença, com percentuais, respectivamente, de 0,5% de casos relatados versus 3,3% encontrados, e de 0,3% relatados versus 2% encontrados. Na geração X (38 a 49 anos), essa diferença também é alta, já que apenas 2% relataram ter a doença, embora 6,3% tenham apresentado sintomas da patologia. A geração Baby Boomers (50 a 68 anos) também apresenta um índice significativo de desconhecimento da doença: somente 8,2% declararam possuir a disfunção crônica, enquanto 12,9% apresentaram índices de glicemia acima do tolerado nos testes. “Os resultados reforçam a importância da realização dos exames de rotina em todas as faixas etárias. O diabetes pode atingir alto nível de cronicidade em pouco tempo, acarretando riscos graves para a saúde do indivíduo, se não for identificado e monitorado a tempo. Uma atitude preventiva, que inclui bons hábitos de saúde e acompanhamento médico, sempre é o melhor caminho para a qualidade de vida”, explica o médico e superintendente de Gestão de Saúde Populacional da companhia, Gentil Alves. n • ouvidoria As principais reclamações dos usuários A Ouvidoria da ANS divulgou o Relatório Estatístico e Analítico do Atendimento das Ouvidorias das operadoras de planos de saúde relativo a 2015. O estudo apresenta os principais temas reclamados pelos beneficiários do setor, bem como suas principais manifestações sobre rede credenciada e cobertura assistencial, entre outros temas. Entre as reclamações recebidas pelas ouvidorias, 39% referem-se à rede prestadora, 25% à cobertura assistencial, 14% a questões administrativas, 13% a assuntos financeiros e 9% ao Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). Apesar de rede prestadora ser o tema mais frequente das reclamações, entre as operadoras das modalidades Administradora, Cooperativa Médica e Seguradora predominaram temas administrativos (57,2%), cobertura assistencial (36,4%) e financeiros (38,9%), respectivamente. Já o tema mais frequente entre as manifestações de beneficiários de planos de saúde no período foi a prestação do SAC, com aproximadamente 24% das demandas; seguido de rede prestadora (22,9%), cobertura assistencial (17,1%), administrativo (19,5%) e financeiro (16,1%). • nzika Coberturas para detecção do vírus entram em vigor Três exames para detecção de vírus Zika passam a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde. Os exames estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) são o PCR (Polymerase Chain Reaction), indicado para a detecção do vírus nos primeiros dias da doença; o teste sorológico IgM, que identifica anticorpos na corrente sanguínea; e o IgG para verificar se a pessoa já teve contato com Zika em algum momento da vida. Os exames deverão ser assegurados para gestantes, bebês filhos de mães 40 com diagnóstico de infecção pelo vírus, e também aos recém-nascidos com malformação congênita sugestivas de infecção pelo Zika. Esses são os grupos considerados prioritários para detecção da doença devido à sua associação com o risco de microcefalia nas crianças, quando o cérebro delas não se desenvolve de maneira adequada. “É importante ressaltar que diversos procedimentos destinados ao acompanhamento de gestantes e bebês já têm cobertura assegurada nos planos de saúde. Portanto, essa medida assegura o diagnóstico mais preciso, melhorando a qualidade na atenção às mães e seus bebês”, afirma a diretora de Normas e Habilitação de Produtos (Dipro) da ANS, Karla Santa Cruz Coelho, destacando que a incorporação dos testes laboratoriais ocorreu de forma extraordinária, com a revisão pela ANS do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, por se tratar de uma emergência em saúde pública decretada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

• noperação EUA desmontam esquema de fraudes em saúde O Departamento de Justiça norte- -americano anunciou os resultados de uma força-tarefa que identificou fraudes na área de saúde no valor de centenas de milhões de dólares. Essa é a maior apreensão na história – tanto em termos de número de pessoas acusadas quanto ao valor do prejuízo, de acordo com a instância. A maioria dos casos processados envolve faturamentos fraudulentos para Medicare e Medicaid e tratamentos que nunca foram prestados. Os números são surpreendentes: 301 pessoas em todo o país foram acusadas de desviar cerca de US$ 900 milhões. A força-de-ataque, formada em 2007, partiu de uma iniciativa conjunta entre • ntecnologia Internet gratuita aos beneficiários Como um dos passos do Projeto de Inovação tecnológica, já em andamento, a Ameplan passou a oferecer wifi cortesia para seus beneficiários. “Não foi uma tarefa simples. Foram necessários estudos de viabilidade realizados pelo Departamento de Tecnologia, como segurança de rede, custo envolvido no projeto, tempo de permanência do beneficiário na unidade, prováveis interferências na velocidade da rede interna da Operadora, configurações de rede e outras variáveis que garantissem o sucesso do projeto”, explica José Silva dos Santos, diretor administrativo Financeiro da operadora de saúde. O executivo lembra que quem comparece em uma unidade de saúde geralmente está doente, ansioso, preocupado e cansado e a espera pelo atendimento de uma consulta pode gerar um estresse maior ainda ao paciente. Com o acesso à internet pelo wifi gratuito nas unidades, a ideia é reduzir este nível de estresse e oferecer a ferramenta como um conforto os departamentos de Justiça, de Saúde e de Serviços Humanos. O grupo já realizou apreensões e prisões resultando em mais de mil pessoas acusadas de fraudar US$ 3,5 bilhões nos cuidados à saúde. Em um dos casos, uma clínica de Detroit – fachada para esquema de narcóticos – desviou mais de US$ 36 milhões. Um médico no Texas foi acusado de participação em esquemas para fraudar a Medicare, cobrando por serviços muitas vezes não fornecidos. Na Flórida, o proprietário de várias clínicas de infusão é acusado pelo governo federal de fraudar a Medicare em mais de US$ 8 milhões em transação com reembolso de drogas intravenosas nunca compradas ou aplicadas em doentes. aos beneficiários, que podem aproveitar o tempo de espera para o atendimento lendo notícias, realizando pesquisas e estudos, verificando e-mails ou mesmo utilizando aplicativos de bate papo. • nmonitoramento Cresce a procura por mapeamento da saúde de trabalhadores Conhecer o perfil dos funcionários no quesito saúde ajuda a escolher o plano mais adequado para a equipe. “Quando o RH olha e trata com cuidado seus colaboradores, impacta diretamente na equipe, gerando mudanças de postura e engajamento. Isso otimiza custos, gera economia em torno de 30% e traz resultados para a empresa”, afirma a especialista em gestão de saúde e sócia da AzimuteMed, Luciana Lauretti. Uma análise feita pela empresa em um escritório de advocacia revelou que 67% dos colaboradores eram sedentários e 40% estavam acima do peso. O trabalho constatou também que 67% da população não tinha fidelização ao médico, o que impactava diretamente em outro dado: idas frequentes ao pronto socorro. Com o perfil da saúde dos funcionários, a operadora desenvolveu um programa focado em saúde e qualidade de vida. O escritório de advocacia passou a gerir a saúde de cada colaborador de maneira personalizada. A empresa fez um pequeno ajuste no ar condicionado, o que diminuiu a incidência de gripes e pneumonias e consequentemente o absenteísmo. Entre outras ações implantadas estão o lançamento de campanha de consumo de água, o compartilhamento de receitas de lanches nutritivos e a entrega de roteiro com restaurantes da região com alimentação saudável. Os colaboradores acima do peso receberam também dicas de lazer na cidade e avaliação nutricional periódica. 41