Views
1 month ago

Revista Desporto&Sports ed 13 (versão gratuita)

#Futebol Champions

#Futebol Champions League Qual a vantagem do fator casa? No futebol sempre se associou o fator casa como determinante para a vitória final no desafio. Para a grande maioria dos adeptos é senso comum. E, neste caso, a realidade acompanha a voz do povo. Mas existem condicionantes que são importantes definir. Desde logo, estamos a analisar clubes que disputam as suas ligam internas, e exibem números esmagadores em suas casas. Em campeonatos desequilibrados, como são a grande maioria dos campeonatos europeias, os “clubes grandes” apresentam fantásticos registos em casa, onde muito raramente perdem pontos, e quando o fazem, fazem-no contra os seus rivais – também eles com pretensões ao título. Para além disso, transversalmente o fator casa é uma realidade para praticamente todos os clubes das principais ligas do velho continente, onde a percentagem de vitórias quase sempre se fixa bem acima dos empates e derrotas. Usando o exemplo da Premier League, tido como a liga mais competitiva do mundo, os valores de vitória em casa variam entre os 60-65%; no Championship, 2 liga inglesa, os valores são muito semelhantes. O Brasileirão, que facilmente se admite ser o principal campeonato sul-americano, segue a mesma linha da europa, com 65% de média de vitórias da equipa da casa. Nos campeonatos a vantagem da equipa da casa é clara, mas como é na maior competição do mundo de futebol, a Liga dos campeões? O trabalho de Lucas Rios e colegas explanado no artigo “A vantagem em casa no futebol: comparação entre Copa Libertadores da América e UEFA Champions League”, responde a esta pergunta. Ele analisou todos os jogos da Liga dos Campeões de 2004/2005 à 2011/2012, e encontrou um efeito positivo bastante acentuado do fator casa, com valores de 60,5 ± 5%. E há clubes com taxas elevadíssimas de vitórias em casa. Analisando apenas clubes com pelo menos quatro participações na prova, pela ordem decrescente, as equipas mais fortes no seu reduto são: Arsenal/ING, Chelsea/ ING, Real Madrid/ ESP, Barcelona/ESP, Juventus/ ITA, Bayern München/ ALE, Manchester United/ING, Milan/ ITA, Valencia/ESP, Porto/POR, Werder Bremen/ALE, PSV/ HOL, Benfica/POR, Roma/ITA, Zenit/RUS, Fenerbahçe/TUR e Shakhtar Donetsk/UCR E na Taça Libertadores? É ainda mais preponderante que na Liga dos campeões com valores de vitória da equipa da casa na ordem dos 67.8 ± 4%. São vários os argumentos para esta diferença: maiores distancias geográfica e a maior diferenciação entre países. Na região andina, há dificuldades dos visitantes por enfrentamentos de grandes altitudes, que interferem com a performance dos atletas. O América do México é um excelente exemplo desta realidade com 100% de aproveitamento em casa. O clube tem duas vantagens: longas viagens e o seu estádio, o “Estádio Azteca”, ficar a 2.240 metros de altitude. 18 •

Na Premier League, tido como a liga mais competitiva do mundo, os valores de vitória em casa variam entre os 60-65%; no Championship, 2 liga inglesa, os valores são muito semelhantes. As restantes ligas europeias apresentam valores semelhantes. Assim como o Brasileirão, o principal campeonato sul-americano. • 19

Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed.7 versão plus
Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed. 5 - Plus
Desporto&Esport - ed 9
Desporto&Esport - ed. 4 Plus
Desporto&Esport - edição1 2014
Revista LiteraLivre 4ª edição (versão 1)
SUB-20 PORTUGAL, 2 CABO VERDE, 0. - Post Milenio
Portugal FC vs Brampton Lions - Post Milenio
Desporto&Esport ed. 2 plus
Desporto&Esport - ed 10
cláudia nandi formentin - Unisul
versão para imprimir (arquivo em pdf) - Revista Espaço Acadêmico