Views
4 years ago

Pesquisas FAU 2007/2008 - fauusp

Pesquisas FAU 2007/2008 - fauusp

(21) No ano de

(21) No ano de 2008, a FUPAM oferecerá 10 bolsas de Iniciação Científica a serem selecionadas pela CPq da FAUUSP. Laboratórios desativados foram ativados, e alguns grupos que funcionavam informalmente foram criados formalmente e registrados. Apesar dessa dificuldade e da possível exclusão de alguns projetos em andamento é surpreendente o volume da pesquisa na FAUUSP como mostram os dados: 68 bolsas de iniciação científica 25 são providas pelo CNPQ, 19 pela FAPESP, 24 pela USP; 21 403 mestrados - CPG, com 47 bolsas 04 são providas pela CAPES, 34 pela FAPESP e 09 pelo CNPQ; 282 doutorados – CPG, com 36 bolsas 06 são providas pelo CNPQ, 22 pela FAPESP, 08 pela CAPES; 14 pós-doutorados 08 pela FAPESP, 03 pelo CNPQ, 01 pela CAPES, 01 pela SIDA - Swedish International Development Cooperation Agency, 01 sem bolsa; 17 bolsas produtividade todas as bolsas providas pelo CNPQ; 74 auxílios à pesquisa de diversas naturezas (Apoio à Pesquisa, Programa Capacitação Treinamento Técnico, Equipamentos Multi-Usuários, Políticas Públicas, Pesquisa Inovativa na Pequena e Micro Empresa, Projetos Temáticos, Propriedade Intelectual, Infra-estrutura, Viagem Brasil e exterior, Vinda de professor visitante, Participação em reunião no Brasil e Exterior, Publicação e Auxílios Complementares RUSP) 3 publicações classificadas como A no Sistema Qualis da CAPES. Os números significativos nos levam a pensar o quanto a instituição FAU já foi prejudicada pelo subdimensionamento do registro de sua produção e o prejuízo que essa falta de publicidade (disseminar a informação) também traz para o avanço do conhecimento, que exige a colaboração acadêmica. Até mesmo a produção internacional, eleita hoje como prioridade da reitoria da USP, não deixa de ter importância se levarmos em consideração as pesquisas e os convênios acadêmicos vigentes e em tramitação segundo a CCInt da FAU. Há 13 pesquisas internacionais em andamento, estão em vigência 11 convênios internacionais (a maior parte orientado para a troca de estudantes e professores), no período considerado. Em relação à participação em eventos, registramos apenas aqueles que tiveram algum apoio de agência de fomento, o que exclui professores convidados por instituição estrangeira ou nacional para palestras e conferências, devido às limitações da equipe responsável pelo levantamento. Dentre as atividades de cultura e extensão universitária que incluem pesquisa selecionamos um número muito pequeno que expressa, porém, sua importância. Esses trabalhos colaboram com a definição de políticas públicas urbanas, habitacionais, ambientais e culturais. São exemplos disso o Plano Nacional de Habitação, a Revisão do Plano Diretor de São Paulo, os Estudos para a Gestão Integrada da Bacia Hidrografia do Alto Tietê. Essas atividades colaboraram ainda com o desenvolvimento de inovações tecnológicas, como é o caso do estudo que integra o esforço nacional de normatização de segurança contra incêndio em edifícios, e culturais como a pesquisa/ação que restaurou as ruínas do Engenho São Jorge dos Erasmos e lhe deu função educacional. 13

Além da colaboração com instituições públicas, as atividades de cultura e extensão podem assessorar movimentos sociais, como é o caso, no período levantado, da pesquisa-ação sobre as Comunas da Terra do MST, assentamentos situados nas franjas da metrópole paulistana, que apresentam as características intrigantes de serem de natureza urbana e rural ao mesmo tempo. Se o volume de produção é definitivamente positivo, é preciso reconhecer, como foi apontado, que muitos são os desafios evidenciados pelo quadro dos temas pesquisados e pela estrutura de pesquisa. Como foi observado anteriormente, o espectro é amplo e diverso. Ele fornece matéria-prima para a reflexão e exige algumas definições da comunidade FAU, tais como Diretrizes de uma Política de Pesquisa e Estrutura da Atividade de Pesquisa. A FAU criou, na graduação, uma estrutura de pesquisa composta por núcleos e laboratórios em 1997. Hoje essa estrutura não responde às necessidades da escola. A relação de Núcleos, Laboratórios e Grupos de Pesquisa é apresentada logo no início do relatório. Após o primeiro esforço de criação dos núcleos e laboratórios, o conjunto foi ganhando contribuições espontâneas dos professores e exige no momento uma atenção dos departamentos, tendo em vista a necessidade de uma reforma. O primeiro passo em direção a uma estrutura de pesquisa foi dado pela Reforma do Curso de Pós-Graduação, em 2000. Com a finalidade de aperfeiçoar a estrutura do Curso de Pós-Graduação, que reunia todas suas diversas disciplinas sob um mesmo guarda-chuva, que levava o nome de “Estruturas Ambientais Urbanas”, foi realizada uma reforma no ano de 2000. O gigantismo do curso o colocava em desvantagem em relação aos programas de menor porte, diante das exigências do processo complexo de avaliação nacional das pós-graduações pela CAPES. O processo de discussão, com o envolvimento de toda a escola, concluiu com a formação de 8 áreas de concentração, que estão listadas a seguir. Não se pretendeu nenhuma ousada mudança, orientada por uma tese sobre a formação do arquiteto/planejador/ paisagista/designer na pós-graduação, mas apenas organizar as tendências já existentes e presentes no ensino, na pesquisa e nas orientações, visando uma futura organização de novos programas. O resultado desse esforço, relativamente pragmático, evidencia a criação de novos espaços interdisciplinares com a manutenção de áreas mais tradicionais representadas nos departamentos ou grupo de disciplinas já existentes. O curso ganhou organicidade e maior qualidade e deverá aguardar o momento de aprofundamento das mudanças que se fazem necessárias. Essa “simples” reforma foi concluída apenas em 2008, quando a nova composição da Comissão de Pós-Graduação foi aprovada na USP. 14 ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FAUUSP: TECNOLOGIA DA ARQUITETURA; HISTÓRIA E FUNDAMENTOS DA ARQUITETURA E DO URBANISMO; DESIGN E ARQUITETURA; PAISAGEM E AMBIENTE; PROJETO ESPAÇO E CULTURA; HABITAT E INCLUSÃO SOCIAL; PROJETO DE ARQUITETURA; PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL.

  • Page 1: A FAU PESQUISA NOS SEUS 60 ANOS
  • Page 4: 5 7 17 61 91 125 149 159 177 197 21
  • Page 8 and 9: (1) Criada em 1934 a Universidade d
  • Page 10 and 11: (8) Em maio de 1969, tiveram seus d
  • Page 12 and 13: (14) PEREIRA, M. e SAWAYA, S. (Orgs
  • Page 16: (22) Paulo Mendes da Rocha, profess
  • Page 20 and 21: NÙCLEOS, LABORATÓRIOS E GRUPOS DE
  • Page 22 and 23: Núcleo Ano de formação Líder(es
  • Page 24 and 25: Laboratório Ano de formação Líd
  • Page 26 and 27: Linhas de pesquisa Equipe O LABAUT
  • Page 28 and 29: Laboratório Ano de formação Líd
  • Page 30 and 31: Equipe Laboratório Ano de formaç
  • Page 32 and 33: Laboratório Ano de formação Líd
  • Page 34 and 35: Linhas de pesquisa Equipe Laborató
  • Page 36 and 37: Laboratório Ano de formação Líd
  • Page 38 and 39: Laboratório Ano de formação Líd
  • Page 40 and 41: Equipe Equipe INPE Laboratório Ano
  • Page 42 and 43: Linhas de pesquisa Equipe Grupo de
  • Page 44 and 45: Grupo de pesquisa Ano de formação
  • Page 46 and 47: Linhas de pesquisa Equipe Grupo de
  • Page 48 and 49: Grupo de pesquisa Ano de formação
  • Page 50 and 51: Financiamento Linhas de pesquisa Eq
  • Page 52 and 53: Linhas de pesquisa Equipe Principai
  • Page 54 and 55: Grupo de pesquisa Ano de formação
  • Page 56 and 57: Grupo de pesquisa Ano de formação
  • Page 58 and 59: Grupo de pesquisa Ano de formação
  • Page 60: Linhas de pesquisa Grupo de pesquis
  • Page 64 and 65:

    INICIAÇÃO CIENTÍFICA, INICIAÇÃ

  • Page 66 and 67:

    INICIAÇÃO CIENTÍFICA, INICIAÇÃ

  • Page 68 and 69:

    INICIAÇÃO CIENTÍFICA, INICIAÇÃ

  • Page 70 and 71:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 72 and 73:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 74 and 75:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 76 and 77:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 78 and 79:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 80 and 81:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 82 and 83:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 84 and 85:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 86 and 87:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 88 and 89:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 90:

    INICIAÇÃO CIENTÍFICA, INICIAÇÃ

  • Page 94 and 95:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 93

  • Page 96 and 97:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 95

  • Page 98 and 99:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 97

  • Page 100 and 101:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 99

  • Page 102 and 103:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 101

  • Page 104 and 105:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 103

  • Page 106 and 107:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 105

  • Page 108 and 109:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 107

  • Page 110 and 111:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 109

  • Page 112 and 113:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 111

  • Page 114 and 115:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 113

  • Page 116 and 117:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 115

  • Page 118 and 119:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 117

  • Page 120 and 121:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 119

  • Page 122 and 123:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 121

  • Page 124:

    DISSERTAÇÕES DE MESTRADO 123

  • Page 128 and 129:

    TESES DE DOUTORADO 127

  • Page 130 and 131:

    TESES DE DOUTORADO 129

  • Page 132 and 133:

    TESES DE DOUTORADO 131

  • Page 134 and 135:

    TESES DE DOUTORADO 133

  • Page 136 and 137:

    TESES DE DOUTORADO 135

  • Page 138 and 139:

    TESES DE DOUTORADO 137

  • Page 140 and 141:

    TESES DE DOUTORADO 139

  • Page 142 and 143:

    TESES DE DOUTORADO 141

  • Page 144 and 145:

    TESES DE DOUTORADO 143

  • Page 146 and 147:

    TESES DE DOUTORADO 145

  • Page 148:

    TESES DE DOUTORADO 147

  • Page 152 and 153:

    PÓS-DOUTORADO 151

  • Page 154 and 155:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 156 and 157:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 158:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 162 and 163:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 164 and 165:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 166 and 167:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 168 and 169:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 170 and 171:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 172 and 173:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 174 and 175:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 176:

    As atividades ora propostas inserem

  • Page 180 and 181:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 182 and 183:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 184 and 185:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 186 and 187:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 188 and 189:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 190 and 191:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 192 and 193:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 194 and 195:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 196:

    Coordenador(a) Título da pesquisa

  • Page 200 and 201:

    AUXÍLIO À PESQUISA E OU PARCERIAS

  • Page 202 and 203:

    Produtos Convênio Coordenador(a) n

  • Page 204 and 205:

    Coordenador(a) nacional Vice-coorde

  • Page 206 and 207:

    Coordenador(a) nacional Título da

  • Page 208 and 209:

    Coordenador(a) nacional Coordenador

  • Page 210 and 211:

    Coordenador(a) nacional Título da

  • Page 212:

    AUXÍLIO À PESQUISA E OU PARCERIAS

  • Page 216 and 217:

    Instituição Coordenador FAU Situa

  • Page 218:

    Instituição Coordenador(a) FAU Si

  • Page 222 and 223:

    AUXÍLIOS À PARTICIPAÇÃO E ORGAN

  • Page 224 and 225:

    AUXÍLIOS À PARTICIPAÇÃO E ORGAN

  • Page 226 and 227:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 228 and 229:

    Palavras-chave visando à sua prese

  • Page 230 and 231:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 232 and 233:

    Evento Organizador(a) Local Data Ag

  • Page 234 and 235:

    Evento Organizador(a) Professor con

  • Page 236:

    Evento Organizador(a) Local Data Ag

  • Page 240 and 241:

    PROJETOS PESQUISA/EXTENSÃO 239

  • Page 242 and 243:

    Título do projeto Coordenador(a) A

  • Page 244 and 245:

    instâncias de governo e superar a

  • Page 246 and 247:

    Título do projeto Coordenador(a) A

  • Page 248:

    Título do projeto Coordenador(a) A

  • Page 252:

    OUTRAS MODALIDADES DE APOIO À PESQ

  • Page 256 and 257:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 258 and 259:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 260 and 261:

    A publicação envolveu a atualiza

  • Page 262 and 263:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 264:

    Nome do pesquisador(a) Título da p

  • Page 268 and 269:

    Nome do periódico Editor-chefe Com

  • Page 270 and 271:

    Nome do periódico Editor-chefe Com

  • Page 272:

    PERIÓDICOS EDITADOS NA FAUUSP 271

  • Page 276 and 277:

    Serviço de apoio Professor Coorden

  • Page 278:

    Serviço de apoio Professor Coorden

Download do Informativo - fauusp
v14n2