Views
4 months ago

dissertação parcial r1 11042018 formatacao igor rev02

acreditar que a música

acreditar que a música funciona como um reflexo ou representação de determinado grupo social. Porém, quando se analisa questões culturais sob o aspecto de sua formação, percebe-se que manifestações artísticas em geral são fruto de manifestações sociais, que a produzem e consomem. Ou seja, muitas vezes as manifestações culturais são fruto das manifestações sociais, e não o contrário. Ao se tratar do processo que ocorre para que a haja a identificação de quem escuta com a própria música, ou seja, o processo pelo qual o ouvinte estabelece relações positivas com a música e “gosta” do que escuta, existem diversos pontos a serem levados em consideração. É possível estabelecer ligações diretas, e muitas vezes é o que acontece em um primeiro momento, entre a música e questões sociais e culturais, como gênero, questões raciais, e até questões econômicas ou de pertencimento a grupos semelhantes. Como sugere Simon Firth, (FIRTH, 1996) é lugar comum acreditar que, por exemplo, uma música popular irá diretamente agradar camadas populares da sociedade e irá se restringir a elas. Essas relações são questionáveis e relativizáveis em diversos aspectos. Um dos parâmetros de identificação que se pode relativizar diz respeito ao fato de levar-se em conta a VER SOBRE RELATIVISMO CULTURAL E LUGAR DE FALA.necessidade do pertencimento a um determinado grupo ◊ 28 ◊

social para a identificação com a sua produção musical, tornando-se difícil explicar, por exemplo, como diferentes grupos étnicos e sociais possam se interessar por culturas (em especial, músicas) estrangeiras ao seu meio. Como seria possível explicar que as músicas de Adoniran Barbosa sejam tocadas nas atuais rodas de samba (inclusive as que misturam outros ritmos ao samba), paulistas ou não? Nesse sentido, o presente trabalho acredita e toma como hipótese a não obrigatoriedade de pertencimento para que exista e se fortaleçam os laços de identificação. A disseminação musical e o modo como se espalham arquivos musicais pelo mundo atualmente dificulta explicar como se dão processos de assimilação de cultura musical na sociedade contemporânea. Outra grande dificuldade está em compreender como se dá tal assimilação e identificação sob um prisma que vem RELATIVISMO “de baixo para cima”, ou seja, de quem produz para quem é atingido pela produção, e como uma experiência pode dar origem a uma forma artística capaz de refletir quem a produz. Para tanto talvez seja necessário tomar algumas músicas como performances e histórias que se desenvolvem em escalas distintas: a escala social e a escala individual. A escala social trataria da visão de leitura que toma como determinado grupo se identifica com a música com a qual se relaciona, quais os temas afins e o que faz com que sejam ◊ 29 ◊

Fundamentos de Web Design e Formatação de Imagem
Dissertação - USP
6-RelatMensal-JUNH15-Implanta%C3%A7%C3%A3o%2BCiclovia%2BNiemeyer-REV02
Apresentação dissertação - Faculdade de Engenharia da ...
Manual Aquecedor Halógeno Mondial A-07 02-13 Rev02
Os Valores de Deus - Igor Oliveira Ferreira
parcialmente submersa na Baia - Marinha do Brasil
Manual Tostador Max Toast Premium T-04 11-12 Rev02 - Mondial
Relatório de Autoavaliação Parcial - Universidade Católica de Brasília
DISSERTAÇAO 07.05 - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães ...
Dissertação Carlos Lucena de Aguiar - Centro de Pesquisas Aggeu ...