Views
9 months ago

a historia de israel no antigo testamento

o povo

o povo respondeu tão generosamente a Ezequias que suas contribuições foram suficientes para manter os sacerdotes e levitas dedicados ao serviço do Senhor. A reforma executada por Ezequias teve um êxito rotundo e definitivo, respondendo assim a seu intento de conformar as práticas religiosas de seu povo com a lei e os mandamentos de Deus. Em todo este sistema de reforma religiosa não se faz menção de Isaias. Tampouco o profeta se refere a reforma de Ezequias em seu livro. Embora Acaz tinha desafiado a Israel, é razoável assumir que Ezequias e Isaias cooperaram por completo em restaurar o culto de Deus. Uma única referência a Sargão, rei da Assíria (Is 20.1) mostra a atividade de Israel nesta época. Além disso, a conquista de Asdode pelos assírios é a ocasião para Isaias pronunciar sua advertência profética de que era inútil para Judá depender do Egito para sua liberação. Afortunadamente, Ezequias não chegou a ver-se envolvido na rebelião de Asdode, e assim evitou o ataque a Jerusalém. Com a morte de Sargão II (705), a revolução explodiu em muitos lugares do império assírio. No 702, Merodaque-Baladã foi subjugado, destronado da coroa da Babilônia, e substituído por Bel- Libni, um nativo caldeu que provavelmente era membro da mesma família real. No Egito, surgiu o nacionalismo, sob a enérgica ação governante de Sabako, um rei etíope que tinha fundado a Dinastia XXV (cerca de 710 a.C.). com outras nações no Crescente Fértil rebeladas contra ele, Senaqueribe, filho de Sargão, voltou seus exércitos para o oeste. Após submeter a Fenícia e outras resistências costeiras, os exércitos assírios ocuparam triunfalmente a área dos filisteus no 701 a.C. Ezequias tinha participado do ataque assírio. Seguindo sua grande reforma religiosa, se concentrou num programa de defesa, em conselho com seus mais importantes oficiais do governo. Foram reforçadas as fortificações existentes ao redor de Jerusalém. Os artesãos produziram escudos e armas, enquanto que os comandantes de combate organizavam as forças de luta. Para assegurar a Jerusalém um adequado subministro de água durante um assedio prolongado, Ezequias construiu um túnel que conectava com o estanque de Siloé e os mananciais de Giom. Através de 542 m de rocha sólida, os engenheiros judeus canalizaram água fresca e potável no tanque de Siloé, também construído durante esta época. Desde seu descobrimento em 1880, quando as inscrições em seus muros foram decifradas, o túnel de Siloé tem constituído uma atração turística 254 . O estanque de Siloé, situado ao sul de Jerusalém, se protegeu com uma extensão da muralha para deixar encerrada esta vital fonte de elemento líquido. Quando chegou o momento de que os exércitos assírios marchavam sobre Jerusalém, outras fontes foram fechadas para que o inimigo não pudesse utilizá-las. Embora Ezequias fez o que estava em seu poder ao preparar-se para o ataque assírio, não dependeu por completo dos recursos humanos. Antes, quando o povo se congregou em assembléia na praça da cidade, Ezequias o havia alentado, expressando valentemente sua confiança em Deus. "Com ele está o braço de carne, mas conosco o SENHOR nosso Deus, para nos ajudar, e para guerrear por nós" (2 Cr 32.8). A ameaça de Senaqueribe ao reino de Judá se fez realidade o 701 a.C. Já que o relato bíblico (2 Reis 18-20, 2 Crônicas 32; Isaias 36-39) se refere a Tiraca, que chegou a ser co-regente do Egito no 689 a.C., parece verossímil que este rei assírio realizasse outro intento para submeter a Ezequias, aproximadamente nem 688 a.C. Num recente estudo, a integração do secular e do bíblico proporciona a seguinte seqüência de acontecimentos 255 : 254 No relativo a esta inscrição, ver Pritchard, "Ancient Near Eastern Texts", p. 32. 255 Para uma detalhada delineação da interpretação destas duas campanhas, ver o livro de Stanley M. Horton, "haiah's Greatest Years" (tese não publicada, Central Baptist Seminary, Kansas City, Kansas), maio de 1959. Recente informação cronológica indica que Sabako começou seu reinado cerca do 708 a.C. Shebitko, associado com Sabako em 699 a.C., começou seu reinado por volta do 697 a.C. Tiraca, nascido por volta do 709, foi associado com Shebitko em 689, e começou a reinar em 684 a.C. Comparar M. F. Laming Macadam, "The Temple of Kawa", Vol. I: "The Inscriptions" (Londres: Geofrey Comberlege on behalf of the Grifñth Institute Ashmolean Museum, Oxford University Press), 1949. Ver também W. A. Albright, "New Light from Egypt on the Chronology and History of Israel and Judah", em Bulletin of the American Schools of Oriental Research, n° 130, abril, 1853, pp. 4-11, e "Further Light on Syncronisms Between Egvpt and Asia in the Period 935-685 a. C.", BASOR, n° 141, fevereiro, 1856, pp. 23-27. 150

Os assírios entraram na Palestina procedentes do norte, tomando Sidom, Jope e outras cidades da rota de penetração. Durante o cerco e a conquista de Ecrom, Senaqueribe derrotou os egípcios em Elteque. Ezequias não só foi forçado a abandonar Padi, o rei de Ecrom a quem tinha feito cativo, senão também a pagar um forte tributo, despojando o templo de grandes quantidades de ouro e prata (2 Rs 18.14). 151

Patriarcas E Profetas por Ellen G. White [Novo Edicao]